Aprender sobre jóias enquanto se desvenda segredos tem se tornado uma atividade bem prazerosa, então o que dizer desses dois bons episódios, que são tão distintos e ao mesmo tempo tão iguais ao carregar uma mesma mensagem e sentimento? Enfim, cabem as pedras preciosas mostrar que o amor de fato tem várias “formas e tamanhos”.

Ler o artigo →

A Parede (ou O Muro, se preferirem) é como se fosse uma entidade nesse anime. Suas ordens são absolutas, e aí daquele que ousar refutar suas decisões. Esse misterioso “personagem” realmente é tão poderoso e assustador para justificar o temor em questiona-lo?

Na misteriosa agência (no qual eu não lembro o nome) ninguém ousa questionar suas decisões. Já as idols escolhidas, em sua maioria, aceita, mesmo com algum receio, tais ordens.

Ler o artigo →

Após um episódio onde Hinata viu seus companheiros e consequentemente rivais recebendo convites importantes, ele teve que tomar atitudes impulsivas e um tanto quanto doidas. Se infiltrar no acampamento já seria um problema, mas ser especificamente o acampamento de um colégio treinado por alguém que por natureza rejeita ele, é loucura. Ainda assim, mesmo com todos esses problemas, Hinata persiste e vem persistindo, afinal, toda experiência conta.

Ler o artigo →

Os fãs da franquia “Toaru” não devem estar muito com aquela sensação de saudade, afinal, no ano passado teve o segundo cour da terceira temporada de Index e o spin-off do Accelerator (Toaru Kagaku no Accelerator). Aliás, creio que os fãs dessa famosa franquia estejam mais com esperança do que saudade, afinal Railgun T pode ser a redenção da desastrosa season 3 da série principal (To Aru Majutsu no Index).

Ler o artigo →

Um detetive que não consegue seguir em frente precisa se lembrar de algo que ficou para trás. Pois o futuro só pode ser construído quando se olha para o passado. Mas antes que pareça ter aqui algo profundo, tenho que lembrar que falamos de Kabukichou. E aqui as estranhezas são tantas que até se estranha a normalidade.

Ler o artigo →

Sendo literalmente a última estreia a ser lançada, essa obra era a outra que estava sob o estigma de ser uma das poucas com os menosprezados idols masculinos – ao menos por essas bandas -, pois essa impressão não poderia estar mais errada.

A3! Spring & Summer, lida com o universo da atuação, as trupes e seus artistas únicos, todos dividindo os mesmos holofotes na cidade de Veludo. Trazendo histórias de superação e crescimento pessoal, o anime tem a difícil missão de representar bem esse gênero dos bishounen, será que teremos aqui mais um dos poucos candidatos dignos?

Ler o artigo →

Depois de uma excelente batalha entre Deku e Overhaul na última semana, já era esperado que esse episódio mostraria as consequências da missão de resgate e fosse bem mais morno. Mesmo assim, o anime ainda conseguiu me surpreender com uma conclusão emocionante. Malditos ninjas cortadores de cebola.

Ler o artigo →

Demorou mas chegou, ARP Bacstage Pass faz sua estreia no Anime21 e ninguém melhor que eu, um dos poucos “assistidores” desse gênero boy band, para dar o pontapé inicial. Acho que apesar de não ser muito diferente dos demais, esse anime tem em sua execução uma identidade própria que me fez ver um certo potencial e espero não estar errado nesse vislumbre.

Ler o artigo →