Chegamos ao episódio número três de Kingdom, mas ao mesmo tempo as coisas progrediram tão rapidamente que parece que estamos no episódio seis.

Não estou iniciando esse artigo desse modo para constatar que o episódio foi ruim, mas apenas para falar que essa velocidade nos acontecimentos, que de modo bem direto se direciona no clímax, é uma coisa que me incomoda. Mesmo embora compreenda que a ideia é desenvolver os combates militares e suas dinâmicas.

Ler o artigo →