Quando o fim do ano chega, não importa em que país você more ou quão satisfeito/insatisfeito esteja com tudo o que possa ter acontecido na sua vida até aquele momento, natal e ano novo sempre serão ocasiões diferenciadas e especiais. Isso se deve ao clima de renovação, tanto de sonhos quanto de vínculos afetivos, que contagia a todos de alguma forma. Até mesmo a nossa preguiçosa favorita demonstrou empolgação para participar dos preparativos desses dias festivos e comemorá-los ao melhor estilo Umaru possível.

Ler o artigo →

Eu sei o que venho dizendo nos últimos artigos de Rokka no Yuusha: a sétima é a Maura. Eu realmente acredito nisso. Mas não é como se o anime já tivesse revelado essa verdade de forma cabal. Alguns mais, outros menos, todos ainda são suspeitos – até mesmo o Adlet. A maioria deles tem bons álibis – desde seu comportamento no anime até meta-argumentos, como o Adlet ser o protagonista por exemplo. Mas existe uma pessoa (além da Maura) que constrangedoramente não conta com nenhum bom álibi. O único que eu achava que ela tinha depois de pensar um pouco melhor cheguei a conclusão de que simplesmente não existe, era só pensamento positivo meu. E sim, estou falando da princesa coelho.

Ler o artigo →

Se eu disser que há vários episódios atrás (nos primeiros mesmo) eu já tinha pensado na hipótese de haver alguém com poder de viajar no tempo? Eu sei que é convenientemente demais eu dizer isso só agora, então não acredite em mim se não quiser. O anime teve dois momentos distintos: uma sequência de episódios fechados, meio cotidianos, do “adolescente poderoso da vez”, e depois a grande tragédia da Ayumi. Eu sempre tive mais o que falar e não quis correr o risco de pagar de bobo por lançar uma especulação com fundamento tão frágil. Por isso agora eu pago de bobo por não ter falado nada antes. Oh, bem.

Ler o artigo →