Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Essa vida de passar o dia inteiro se alimentando de batata frita e refrigerante de cola, virar a noite jogando vídeo game e se exercitar apenas rolando da cama para o computador; só poderia resultar em um belo resfriado. Mas Umaru não é o tipo de pessoa que se deixa abalar e, mesmo doente, não abre mão do “estilo Umaru de ser”. Ela enxerga esse momento de enfermidade como mais uma ótima oportunidade para chantagear seu irmão em busca de mais mimos. Porém, dessa vez nem tudo saiu conforme o planejado e o resultado disso foi um episódio totalmente adorável!

Ler o artigo →

A equipe do anime21 já está trabalhando no Guia da Temporada de Animes para a temporada que vem, mas enquanto ele não sair, tenha um gostinho dos animes que estão por vir vendo os trailers que já coletamos! Esse artigo será atualizado frequentemente (quase diariamente), porque nas últimas semanas vários trailers devem sair ainda, então salve nos seus favoritos e retorne aqui para verificar de vez em quando! Pelo menos até sair o guia, claro.

Ler o artigo →

“Aquele que luta com monstros deve acautelar-se para não tornar-se também um monstro. Quando se olha muito tempo para um abismo, o abismo olha para você.”

Não pude evitar começar esse artigo com essa citação de Nietzsche. No artigo anterior reclamei como o excesso de referências estava incomodando a minha experiência com Game of Laplace. Aposto que esse arco final será cheio delas também, mas ele parece bem mais sólido, interessante, independente do que todos os arcos entre o primeiro arco do Vinte Faces e o episódio anterior. Conhecer o vilão principal da série me permitiu ver todo o horror que ele viveu. E se obviamente não concordo com seus meios, não posso deixar de compadecer-me de suas tragédias. E isso é um tema importante no anime: nenhum dos vilões principais era uma pessoa irremediavelmente má. De problemas mentais à fraqueza diante de uma grande tragédia pessoal, todos eles são, no fundo, personagens tristes.

Ler o artigo →

 

 

Takeo e Yamato já haviam atravessado vários dos problemas comuns a casais de primeira viagem, desde coisas simples como não saber o momento certo para avançar na relação, como outros mais complexos como lidar com uma terceira pessoa. O problema, como é comum na vida real, se repetiu, só que desta vez foi um novo sujeito se interessando por nossa patessiêre. Aliás, até que demorou pra ter um cara a fim dela, a Yamato sendo fofa, gentil e comunicativa como é… Isso por si só nem seria tão complicado, já que bastava um fora dela que tudo se resolveria facilmente. O problema é quando Takeo não sabe o que fazer e, dentre todas as soluções possíveis, começa a pensar que não estar mais com ela é a melhor delas. Poxa, Takeo!

Ler o artigo →