Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Este episódio de Shokugeki no Souma foi recheado de emoções, e quando digo isso, estou me referindo a um recheio de muitas camadas. A Elite dos Dez teve um papel fundamental, e já conhecemos melhor seus integrantes, incluindo suas verdadeiras faces. Vamos por partes, e pelas beiradas, pois o episódio está pegando fogo.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


O Festival do Banquete da Lua finalmente chegou ao fim e teve um gosto amargo para Kuga e Souma. Mesmo transformando uma pequena barraca em algo que pudesse competir com uma das cadeiras da Elite dos Dez, os primeiros dias realmente pesaram na hora de contabilizar as vendas de Souma. Só mesmo com a ajuda do protagonismo para ele vencer essa, o que felizmente não aconteceu. Digo felizmente porque, assim como na vida real, não podemos ganhar todas. É isso que o anime quer nos passar, pois aprendemos muito com nossas derrotas.

Era só uma barraquinha, hein

Já do outro lado, conhecemos mais sobre Kuga e também descobrimos que ele e nosso protagonista têm muito em comum. Ele também pretende chegar ao topo da Academia, e para isso, precisa derrotar a primeira cadeira da Elite dos Dez, Tsukasa. A promessa entre os dois envolvia um shokugeki se ele vencesse os cinco dias do Festival do Banquete de Lua, mas graças a Souma isso não aconteceu.

O episódio também serviu para conhecermos melhor a segunda cadeira, Rindou, que só havia aparecido comendo a comida de todas as barracas do Festival. Tudo bem que ela continuou fazendo isso durante este episódio, mas conhecemos mais de sua personalidade. Ela é bem divertida, e aposto que vai virar waifu de muita gente por aí. Mas ela não foi a única a ser apresentada formalmente para nós, como também Tsukasa.

Ele é tudo que poderíamos esperar da Primeira Cadeira, se mostrando alguém com habilidades incríveis na cozinha e preparando pratos que estão em um nível muito superior. Por outro lado, ele é uma pessoa preocupada até demais com os clientes. É como se toda confiança dele fosse usada na culinária e não sobrasse nada para outras coisas. Particularmente achei esse contraste genial, pois, mesmo sendo alguém de elite, ainda conta com pontos fracos.

“Muito cuidado mesmo! Tem certeza que não é melhor eu mesmo levar?”

Foi na terceira metade do episódio que as coisas começaram a esquentar de verdade, quando o pai de Erina voltou para a Tootsuki. Detalhe: ele foi exilado de lá no passado. Ainda não sabemos exatamente o motivo, mas temos uma ideia, já que acredita que a culinária é uma obra de arte e só deve ser consumida por pessoas da elite. Isso vai de encontro ao nosso próprio protagonista, que começou cozinhando no restaurante do pai e é apenas um plebeu.

Assim que os dois se encontraram pela primeira vez já percebi uma torta de climão no ar, principalmente pelo contraste, mas acho difícil os dois se enfrentarem em um shokugeki. Por outro lado, o pai de Souma seria um ótimo adversário. Espero que um dia isso aconteça.

Mas não foi só a presença de Azami Nakiri que movimentou o episódio, como também um verdadeiro golpe de estado na Tootsuki. Não sei quem teve a brilhante ideia de dar à Elite dos Dez a mesma autoridade que o diretor da Academia, mas por conta disso, o novo diretor é o maior vilão do anime (até agora). Pra piorar, as duas cadeiras que conhecemos nesse episódio, e pareciam ser pessoas tão legais, estão envolvidas nisso.

Eu diria que o arco da Elite dos Dez começa de verdade agora. Já sabemos quem são os mocinhos e os vilões, e devem acontecer muitos shokugekis daqui pra frente, porque, adivinha? Você pode pedir o que quiser caso ganhe um shokugeki. Sério, quem inventa essas regras? Será que se eu desafiar o Diretor e vencer eu posso virar o Diretor?

Se por um lado, seis pessoas votaram a favor da mudança de diretoria da Academia, temos 4 aliados: Erina, que morre de medo do pai; Kuga, que parece ser um cara legal; Satoshi, que bom… É o Satoshi; e, por eliminação, Tōsuke Megishima, que ainda não conhecemos, mas não deve ser a terceira cadeira em vão.

Mesmo assim, acredito que aqueles que votaram a favor de Azami tiveram um bom motivo para fazer essa loucura. Não é possível que Rindou não seja a senpai comilona e divertida que foi apresentada até a primeira metade do episódio. De qualquer forma, essa temporada já estava interessante, e vai ficar ainda melhor.

Comentários