Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Acho que podemos dizer que entramos oficialmente no segundo arco desta temporada de Shokugeki no Souma. O pai da Erina agora é o novo Diretor e muitas tretas estão por vir, ou melhor, já estão acontecendo. O episódio de hoje foi especificamente voltado para a Erina, que parece ser um dos principais focos deste arco. Se preparem, pois rolou de tudo, desde jovens fugindo de casa até crianças jogando comida no lixo.

Curta o anime21 no facebook:

Tudo começou de forma bem tranquila, com o reencontro de dois amigos de escola depois de muito tempo sem se verem. O problema é que eles descobrem que seu antigo diretor se aposentou, e o cara mais chato e irritante do colégio tomou o seu lugar. Imagine essa situação acontecendo com você. Aposto que teria a mesma reação que Gin.

Já quero um spin-off mostrando essa época

Retomando o que aconteceu no último episódio, o pai da Erina, Azami, não é nem um pouco legal, principalmente pelo seu pensamento sobre o que deve ser considerado culinária. Neste episódio ainda descobrimos o processo para Erina conseguir a famigerada Língua de Deus, que foi bem rigoroso e traumatizante, principalmente para uma criança.

Pra compensar, tivemos essa cena bonitinha entre as duas

Também é interessante pensar na forma como isso foi feito, privando a garota de qualquer contato com o mundo exterior. Por conta disso, Erina só conheceu Hisako depois que seu pai foi expulso da Tootsuki. Isso explica uma das primeiras ordens de Azami, que foi liberar Hisako de seus deveres como secretária. Foi apenas uma forma educada de mandar ela embora, tentem se acostumar com a ideia porque no mundo real é assim que acontecem as demissões.

Mas será que Erina ficará trancada em casa novamente e se transformará em uma antagonista para a história, vivendo em um mundo de ilusões construído pelo pai e aumentando seu império do mal até conquistar o mundo? Óbvio que não. Agora ela já é mais velha e seus amigos já sabem de toda a história, por isso vamos fazer a coisa mais sensata nesta situação: fugir de casa. Obs.: Não fujam de casa.

As coisas não são tão simples como nos animes. Aliás, nem nos animes são simples. Assim que Alice ajudou Erina na fuga, ninguém sabia para onde levá-la. Entre as opções para resolver essa situação surgiu usar uma dublê ou uma impressora 3D, ou seja, só ideia bacana. Ainda bem que temos Megumi para sugerir a alternativa mais óbvia do mundo: o Dormitório Kyokusei.

Nenhuma imagem descreve a situação melhor que essa

A partir do momento que Erina não tinha mais para onde ir, o primeiro lugar que me passou pela cabeça foi o dormitório onde está o protagonista. Lá, provavelmente tem algum quarto pra ela, fica na Academia e ainda interage com Souma, pra melhorar a relação entre os dois. É um ótimo lugar para trabalhar o roteiro da história e desenvolver personagens.

De quebra, ainda pode dar uma utilidade para todos aqueles personagens sub-aproveitados do dormitório. Eles não são os melhores alunos e não têm personalidades tão interessantes, mas são gente boa. São ótimos para hospedar a Erina. Com isso, matamos dois coelhos com uma cajadada só, e ainda dá pra preparar um guisado com eles.

Uma dos encontros que mais estou ansioso para essa temporada é entre o pai de Souma e Erina, que deve ser a qualquer momento. É legal perceber que ela já vê um pouco do Jouichirou em Souma, o que pode aproximar os dois. Além disso, estou curioso pra ver a reação dela quando descobrir o parentesco entre os dois. Ainda temos Azami fazendo suas maluquices, que provavelmente já vão começar no próximo episódio, afetando diretamente os alunos da Tootsuki. Já deu pra perceber que esse arco promete, né? E olha que eu nem citei a Elite dos Dez, que não vai ficar só olhando tudo isso acontecer, até porque foram eles que colocaram Azami onde está.

O cara nasceu pra ser vilão

Comentários