Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Finalmente Garo: Vanishing Line nos deu algum desenvolvimento de personagem, e por ironia do destino (ou do roteirista), foi exatamente do Luke, justamente o personagem que eu venho criticando aqui desde que ele nos foi apresentado no segundo episódio da temporada atual.

Curta o anime21 no facebook:

O episódio da semana nos entregou uma primeira parte extremamente maçante (ao menos para mim), com exatamente aquilo que o anime já vem fazendo há seis episódios: apenas construindo o caso a ser resolvido. Entretanto, nos entregou uma segunda parte muito empolgante, muito bem feita e apesar de novamente o Horror ser apenas um simples obstáculo a ser superado sem alguma dificuldade e reforçar que mesmo não vendo tanto poder no Sword, ele aparentemente é imbatível, acho que posso dizer que foi também profunda. E como já dizia Leonardo da Vinci: “Os olhos são a janela da alma e o espelho do mundo”. É exatamente sobre isso que o episódio quer falar, o fato do Horror ser um olho gigante e por meio dele as pessoas conseguirem enxergar lembranças enterradas no fundo da alma, é realmente muito interessante e um tanto filosófico.

E então Luke passa a ter uma breve história de fundo que ainda sim não é profunda como eu gostaria que fosse e duvido que um dia vá ser aprofundada, visto que o anime enrola até para explicar sobre o próprio “protagonista”, se é que podemos chamar o Sword de protagonista, deixando um clima de suspense no ar quando a Sophie está em sua casa e acaba vendo um desenho relacionado ao irmão ou qualquer coisa do tipo.

Sophie na casa do Sword deitada na cama dele, que nível de intimidade hein… e devo avisar que pedofilia é crime? Espero que não, mas não pude deixar de pensar isso ao ver o quanto ela corre atrás dele. Sim, uma STALKER. Ok, ok, ela só persegue ele por causa do irmão dela, mas é um paralelo que passou na minha mente deveras doentia. E talvez eu tenha começado a me acostumar e aceitar que talvez só veremos Eldorado no final da temporada, o que para mim é realmente uma perda de tempo, mas não vou ficar apertando sempre na mesma tecla.

Oráculo

Agora o Luke tem uma dívida com a garota que ele mesmo não queria envolvida no “negócio dos Cavaleiros Makai”, pois é… o mundo dá voltas, certo, amigão?

No episódio cinco da semana passada a Sophie mostrou o seu valor para a Gina, fazendo-a perceber que mesmo ela sendo uma pessoa extremamente normal, por assim dizer, ela vai sim ajudar sempre que nosso trio dinâmico precisar, e olha, eles já precisaram e provavelmente ainda vão precisar muito ao longo dos episódios.

Quando o Sword chega para ajudar o Luke e consegue despertar ele, o anime nos deu uma cena de ação bem legal. Claro, se você gosta de uma boa cena de armas, provavelmente tenha gostado pelo menos um pouco da cena em questão.

E acho que eu já cansei de falar e provavelmente tem gente que já cansou de ler isso, mas é apenas mais um episódio que se contenta com a linha do medíocre.

Bom pessoal, até a próxima!

  1. Finalmente pude conferir o episódio e sim, vai seguir por este ponto episódico, então, se acostume! Indo ao que vi, bem que tava perguntando se haveria outros Cavaleiros Makais fora o protagonista – nas outras versões anime, tinha três na primeira série e dois na segunda série, sendo que o principal está nesta conta – vai que o Luke se torne um ou não, dependerá dos roteiristas; ri muito da Sophie e concordo que ela foi muito stalker em cima do Sword e mais surpresa que o cara trabalha, algo incomum nas outras séries animadas de “Garo”. Ao menos, sabemos que ele tem uma vida fora dos seus deveres comuns de cavaleiro.
    Quanto ao horror do episódio, podemos dizer que estamos num circo de horrores, o que quebra o padrão já estabelecido da franquia. Curti a cena de ação, aliás, é um trunfo que a série tem e não se foi impressão, deve ser a primeira vez que não vemos o protagonista usando a armadura pra lutar, também pudera, o horror era mais simples que os anteriores. Por hora, curtindo muito esta série.

    • Olha, eu acho que o Luke ou é ou será o Zoro, pelo menos é o que me vem a cabeça quando vejo ele, mas para vermos teremos que esperar o que os próximos episódios nos dará.
      Quanto a cena de ação, eu vejo curtindo muito desde que o diretor deixou a tremedeira nas cenas de lado, tem sido mais interessante deste modo, ao menos para mim.
      Obrigado pelo comentário. Até a próxima!

Comentários