Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Alô, pessoal! Como estão nesta terça-feira? Venho com mais um artigo de Sangatsu no Lion para vocês!

Este episódio foi igualmente sentimental e, embora também se foque no problema que a Hina-chan está passando, não a mostra mais chorando. O que posso dizer é que Kiriyama já vê as três irmãs como família e ele, como um bom amigo, está tentando fazer de tudo para que Hinata seja feliz e se sente em uma dívida enorme com ela.

E Akari, que não sabe o que fazer nessa situação adversa que sua irmã está passando, está refletindo bastante sobre o que deveria fazer, e admira muito o seu avô por ter dado uma declaração daquelas no episódio anterior.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


BULLYING: O que vocês pensam quando escutam ou leem essa palavra? Vocês já sofreram ou praticaram tal ato? Não é de hoje que crianças, adolescentes e até mesmo adultos sofrem com tal coisa. Mas cada um age de maneira diferente quando isso acontece. Pode acontecer que a pessoa saiba se defender tão bem que ninguém mais se meta com ela, ou então a mesma não consegue e acaba sofrendo as consequências, ou aturando isso até a época de se formar, ou mudar de escola assim que chega uma hora que acaba sendo insustentável, assim como a Chiho-chan fez.

E o que está acontecendo com a Hina-chan? Ela sabe que não fez e nem está fazendo nada de errado, então está tentando lutar com todas as forças para conseguir seguir em frente. Principalmente conseguiu contar o que está acontecendo para a família, porque muita gente não consegue, e fica sofrendo calada e sozinha no ambiente em que é “obrigada” a ir. Quando tudo piora, aí sim chega uma hora em que o indivíduo precisa falar para que todos saibam e possam dar a devida orientação.

NEM A INTERNET AJUDA, GENTE! É tanto conflito que até os orientadores ficam confusos

Pois bem, Kiriyama estava vendo que Hinata está sofrendo muito e, além disso, a considera a sua salvadora. Sabemos que, neste anime, tem vários casos de bullying diferentes. O de Rei que era solitário desde o início e sofria tanto em casa, quanto na escola, o da Chiho-chan que teve que se mudar por conta do abuso ter se tornado tão grande que ela se mudou, e o de Hina-chan, que se tornou vítima após ter tentado ajudar a amiga a ter um pouco de paz em sua vida.

E, por não saber o que fazer, o protagonista resolveu pedir orientação ao seu “professor favorito”. Com isso, vamos descobrindo uma grande quantidade de sentimentos que nem mesmo Kiriyama sabia que tinha. E o fato que ele havia observado tantas qualidades na Hinata que o professor logo entendeu que aquilo pode ser algo muito além da amizade. Um amor escondido, que nem mesmo o próprio Rei conseguiu sentir antes, nem mesmo por sua família que havia morrido. Por conta de sua “dívida” com a Kawamoto, talvez ele só esteja vendo como amizade, e isso faz com que ele queira dar boas condições de vida a ela, até mesmo quando ela precisasse mudar de escola caso o bullying se tornasse algo que não conseguiria suportar.

Aquele momento em que o professor presta mais atenção em você que você em si mesmo

Então assim começa a saga do nosso protagonista tentando ganhar 234982340923 jogos para ter dinheiro suficiente para dar apoio incondicional à menina. E, mesmo com esse foco, ele perde algumas partidas, e desta vez fica visivelmente alterado.

E, com a ajuda que tem dado à família Kawamoto, enquanto ajudava Akari a fazer o jantar (se bem que ele não fez muita coisa a não ser ouvi-la, o que era super importante porque ela queria desabafar), ele também começou a se abrir com ela. Akari, apesar de ser jovem, também é uma mulher super forte que tenta dar apoio à família após a morte de sua mãe. Quem acabou se tornando mãe das meninas foi ela, e a mesma não sabia como dar conselhos à irmã após a situação que estava passando. O que vocês fariam se estivesse em seu lugar? Será que saberiam tomar as rédeas da situação?

E quando as coisas finalmente são postas em seu lugar

O anime está conseguindo adaptar o mangá de uma forma espetacular. Consegui perceber isso desde o primeiro episódio e, apesar dos pescoços se quebrando e das cores mudando em momentos específicos (mas eles conseguiram usar essa jogada a seu favor), o anime está maravilhoso. Consigo sentir todos os sentimentos ao longo da cena, e até mesmo me emocionar com elas. A Shaft está mesmo fazendo um bom trabalho, e só tenho a agradecer.

Muito obrigada a quem leu o artigo até aqui e até o próximo!

Comentários