Bom dia!

O título desse artigo ficou meio repetitivo, não é? Não, não é. Ele não ficou meio repetitivo, ele ficou totalmente repetitivo. Mas se você já assistiu o episódio deve ter entendido o que eu quis fazer aqui. Se ainda não assistiu provavelmente não entendeu. Se gosta de spoilers, continue lendo o artigo e entenda! E se entendeu continue lendo também, naturalmente.

Que todo mundo ali mais ou menos se conhecia eu já tinha percebido. Mais especificamente, o detetive Banba com certeza conhecia todo mundo: o velho vendedor de comida de rua que na verdade é agente de assassinos, o hacker informante, o policial, os vingadores, a liga da justiça, etc. Mas quem diria que todos eles se conhecessem mutuamente? E são tão próximos que até têm um time de beisebol amador – justamente, os Hakata Tonkotsu Ramens. Gostei da ideia. Se um dia eu criar uma equipe esportiva amadora ela vai se chamar Os Pão com Ovo do Anime21 – erro gramatical proposital, me deixa.

Os Hakata Tonkotsu Ramans, parte da equipe – pena que não tem um quadro com ela inteira no episódio

Falando em termos de mundo real isso não é verossímil. Digo, todos eles se conhecerem é bastante verossímil, mas terem uma equipe não é. Eles são trabalhadores do submundo, e a confidencialidade de suas identidades e contatos é a alma do negócio – ou não vimos como nesse episódio tudo só deu maravilhosamente certo porque os vilões, embora poderosos, não sabiam que o detetive Banba e o Samurai Niwaka são a mesma pessoa? Se eles se exibem publicamente como amigos, basta que um seja conhecido ou pego por um inimigo qualquer que todo o resto fica claro como a luz do sol. Ainda bem que a máfia chinesa e o ex-prefeito não assistem as partidas de beisebol amador, suponho.

Mas em que pese isso ser inverossímil, Hakata Tonkotsu Ramens não é um thriller policial hard-boiled, ou o seu primo mais novo e que está na moda nas últimas décadas, o procedural. Hakata Tonkotsu Ramens não é uma obra séria. É feito para ser e parecer legal, divertido – no sentido mais lúdico do termo, e tem conseguido fazer isso com uma mistura de “planos infalíveis”, vilões malignos caricatos, investigações curtas que já sabemos qual será o resultado e ação super-estilizada e glorificada estilo Pulp Fiction. Para isso, que importa se faz ou não faz sentido que os personagens centrais não se esforcem muito para esconder seus vínculos?

A sequência do Samurai Niwaka matando geral foi puro ouro

É sempre bom consumir esse tipo de mídia com um pouco de cuidado. Senão durante, pelo menos depois. Quero dizer, de preferência depois, senão parte da diversão, seu maior apelo, se perde, não é? Mas ver uma pessoa rendida ser humilhada, torturada e morta não é algo que deva nos excitar fora da ficção. É, eu também acho que o filho do prefeito “mereceu”. Dentro do contexto do anime, não tenho dúvida que mereceu, e ainda foi pouco. O próprio Ling deveria tê-lo matado, e meu respeito por ele subiu depois dele não ter ido até o fim. Bom, ele sabia que o desgraçado seria morto de qualquer forma, então, no campo moral, não é como se tivesse qualquer diferença ele matar ou deixar matarem, mas pelo menos me pareceu que ele ainda não tem estômago para realizar ato tão vil. Algo me diz que convivendo com o Banba ele um dia vai conseguir, mas é bom começar assim, meio “inocente”.

O Socão da Justiça!

Mais inocente que ele só o Saito, que pelo menos fez uma plástica no rosto depois de ter sido muito mais exposto do que qualquer outro personagem ali por causa da armadilha em que ele se meteu e acabou indo parar na televisão como procurado por assassinato. E posso listar aqui a cadeia de ironias desse evento? Ele é um assassino que nunca assassinou ninguém, acusado de assassinato e depois inocentado, que mudou o seu rosto para poder continuar sendo um assassino. Meu respeito por ele também cresceu: ele deixou de ser um bebê chorão e fez alguma coisa na hora de capturar o filho do prefeito.

O que será de Hakata Tonkotsu Ramens agora? Grande parte de sua graça era ter vários núcleos independentes de personagens. Bom, eles continuam independentes, mas agora sabemos que todos se conhecem e, quando necessário, um limpa a bunda do outro. Até mesmo o policial: não esperava que ele trabalhasse junto com assassinos. Mas então tá, né. É divertido. Bom, não vou ficar especulando sobre isso, vamos apenas esperar pelo episódio da semana que vem. Até lá!

Quantos doujinshis yaoi já existem desses dois?

Discussão