Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Um ataque terrorista, hiEs sagazes demais e informações confidenciais bastante suspeitas, tudo isso a 80km/h, o quanto você acha que esse anime está ficando mais interessante? É hora de Beatless!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Segundo esse episódio, a tal da conexão anti-corporal era nada mais nada menos que um grupo terrorista(?) que isolava hiEs para destruí-las usando suas localizações, essas que foram usadas tanto pelo sequestrador no episódio anterior quanto pelo Kengo – o amigo hacker do Arato. Sendo assim, o interesse da Kouka por ele ficou bem claro, ele está envolvido com a destruição de hiEs – é até dito que ele as odeia, mas confesso que isso me passou despercebido se foi citado antes – e seria o “cúmplice” perfeito que ela fizesse o que quisesse – como destruir a tal hiE parlamentar.

Se o Kengo der azar de casar com uma mulher feito a Kouka tá lascado na vida…

É “engraçado” a Kouka ser uma hiE superdesenvolvida e trabalhar justamente com pessoas que odeiam hiEs para destruir uma hiE que seria usada para prestar um serviço à sociedade. Eles sabiam quem era ela? Muito provavelmente, e deve haver um motivo para essa cooperação, mas não foi dito. Por que a Kouka destruiria uma hiE com essa função? O quanto isso faz parte de um plano maior? Não sabemos, mas fica claro que a Lacia e as outras fugiram da instalação de pesquisa com um backup dos servidores do local após o destruírem – aquelas “armas” são as tais “Red Boxes”.

Não fica claro se as outras quatro hiEs têm exatamente as mesmas informações – talvez não tenham e estão atrás da Lacia por isso? –, mas é certo que o que havia nos servidores faz parte dos planos delas. A Lacia parece ter um objetivo diferente das outras, mas o quão diferente esse objetivo é? Será que não é mais uma diferença de métodos e no final todas elas querem a mesma coisa? Nada é muito claro quanto a isso. Do “outro lado” da história, o pouco que o Ryo apareceu já deixou claro que ele parece ter um passado desagradável envolvendo uma hiE – inclusive há uma cena na abertura que dá a entender o seu envolvimento com a hiE loira “corredora” – e que, assim como o Arato e diferente do Kengo, ele está bastante envolvido em todo esse “universo robótico” – legal que o Kengo odeia hiEs e anda com caras cujas famílias trabalham com elas, chega a ser “engraçado” isso.

O que dizer dessa treta que eu mal conheço e já estou hypando pacas?

Talvez essa hiE loira tenha sido criada à imagem de alguém que o Ryo conhecia ou já tenha convivido com ele no passado? Talvez o homem que aparece rapidamente na abertura dando um sorrisinho seja o pai do Arato? Talvez elas tenham descoberto informações perigosas – aposto 90% das minhas fichas que é por aí – envolvendo a produção, programação e comercialização das hiEs e têm visões diferentes do que devem fazer com essas informações? Dá para supor várias coisas, mas não há fortes indícios quanto a maioria delas – o que não é um problema, pois o anime ainda tem 20 episódios pela frente. A situação do Kengo é o que dá para falar com mais certeza e menos achismo.

No episódio anterior o Kengo ajudou o Arato e nesse as coisas se inverteram, tal sentimento de retribuição de um para com o tal outro não parece assim tão necessário – afinal, eles são amigos e o Arato é bonzinho então com certeza iria “salvar” o Kengo da roubada em que ele se meteu –, mas se pensarmos bem, criar todo o subplot dele com a Kouka era útil para a trama principal e a relação dele com a hiE contrasta com a do Arato e da Lacia, mas demonstra uma semelhança crucial, as duas parecem ter os garotos “em suas mãos” – só usam de abordagens completamente diferentes para isso. O envolvimento do Kengo com a Kouka, o ataque do qual ele está fazendo parte e a sua própria aversão às hiEs fazem com que o personagem vá se integrando de uma forma interessante à trama principal, facilitando a revelação de mais informações e que outros personagens secundários sejam desenvolvidos. Esperava alguns episódios mais parados nesse começo, mas estou gostando da atitude da Kouka. Ela movimenta a trama com ações que devem gerar consequências a curto prazo.

Toda a “missão secreta” dos protagonistas foi bacana no sentido de reforçar que Beatless sabe encaixar bem dentro do roteiro o aparato tecnológico do qual se vale, sem aprofundar demais nem ser superficial demais, dando explicações plausíveis sobre as tecnologias e fazendo bom uso delas. Isso é algo necessário para passar uma ideia de consistência e equilíbrio à obra, o que espero que não se mantenha só nesse começo – seria “engraçado” se surgissem tecnologias muito mirabolantes.

A ação deles também foi importante a fim de apontar que a dinâmica do anime deve girar em torno do protagonista agir sempre lado a lado com a Lacia? Espero que sim, pois ele apenas dar ordens a ela e sair da “linha de frente” poderia ser bem ruim. Colocá-lo em meio ao perigo é mais interessante e acredito que facilite o desenvolvimento do personagem. Não dizem que é na hora do aperto que as pessoas mostram quem realmente são? Sendo assim, que a gente conheça mais ele em meio a ação!

Gosto desse Arato com atitude e dessa Lacia pau para toda obra.

Esse mini-arco deve acabar no próximo episódio e o Kengo deve voltar a sua vidinha normal após ele. Só espero que hajam consequências para o que acontecer e que conversas e trocas de informações necessárias a trama não sejam varridas para debaixo do tapete como acontece em muitos animes.

No geral foi um bom episódio, talvez um pouco acelerado, mas o que a gente ganharia conhecendo mais sobre o grupo que foi atacar a hiE ou detalhes do próprio alvo? Não muito, e acredito que o que tiver que ser dito pode ser feito durante ou depois do “calor da batalha” sem grandes prejuízos. Também achei positivo terem esclarecido o que eram as “Red Boxes” e darem algumas pistas sobre outras coisas. Beatless está em uma crescente, torçam para que se mantenha assim. Até a próxima!

Adorei a Olga e ela apareceu bastante, mas acho que não tinha muito o que comentar sobre isso.

Comentários