Bom dia!

Daqui até o final do anime vou tentar escrever títulos com referências sem graça à bananas. Por quê? Porque é legal, é por isso. O anime usa e abusa da rule of cool, forçando a amizade na suspensão de descrença, então quero ser cool também.

Claro que não vou conseguir porque minha ideia é cretina. Nada cool. Mas vou tentar mesmo assim pois sou bananeiro e não desisto nunca! Ou talvez eu desista disso já no próximo episódio, se ficar muito difícil ou se Banana Fish recuperar meu respeito. Qualquer que seja o caso, não vou contar, fique com o suspense 😛

Esse artigo do episódio 22 se chama Banana verde porque banana verde tem muito amido, o que pode causar gases e dor de barriga. O Eiji ficou com dor de barriga nesse episódio, então Banana verde.

Mas o quê, o Ash já fugiu? E note que ele não precisava de ajuda. Claro, sem o tiroteio talvez os mercenários tivessem ficado para enfrentar o Ash, mas se isso acontecesse tenho certeza que o protagonista teria matado todos.

Ou seja: tentando ajudar, Eiji, Sing, Cain e Jessica efetivamente atrapalharam o Ash. Teria sido muito melhor se o líder dos mercenários tivesse sido morto, não é?

Antes de qualquer coisa, esse foi um episódio engraçado. Não estou usando a palavra em sentido conotativo não, estou falando sério: eu ri durante boa parte do episódio.

Tudo começou quando o Ash arremessou uma faca na testa de um mercenário. Quero dizer, eu já sei que o Ash é o Rambo melhorado e coisa e tal, mas esse tipo de cena já deixou de me impressionar. Agora só acho engraçado mesmo o quanto a coisa toda é ridícula.

 

Fumar faz mal à saúde

Fumar faz mal à saúde

 

É difícil escolher um único momento mais engraçado, mas se eu for obrigado, acho que fico com a discussão entre as gangues do Cain e do Sing, depois de fugirem, com um tentando empurrar a culpa para cima do outro.

Não por causa da discussão em si, não me entenda mal. O que me fez rir foi a Jessica ali levantar a voz para tentar acalmar os ânimos daquele bando de criminosos de rua. A Jessica é o que mesmo? Ah sim, uma fotógrafa de revista de moda.

E ela estava lá durante a invasão ao quartel improvisado do Chefão Mercenário. O que ela estava fazendo lá?? Eu já estava achando a presença dela muito engraçada, mesmo quando era apenas passiva. Quando ela tentou botar ordem na maloqueirada não pude evitar explodir em riso.

Menos pior, narrativamente falando, que ninguém tenha dado bola pra ela. Mas como eu desejei que eles tivessem parado de discutir só por causa dela!

 

"Parem de discutir e me digam por que estou aqui!"

“Parem de discutir e me digam por que estou aqui!”

 

No final do episódio, no que foi a cena mais dramática dessa segunda metade de Banana Fish, eu também não consegui evitar erguer um sorriso enquanto o Ash disparava uns trinta tiros com uma pistola. Eu não consegui contar porque tem uma hora que os tiros são em off daí não dá para saber quais são do Ash e quais são dos chineses, mas mais de vinte foram, com certeza. Nenhum sinal de que ele tenha recarregado. Existe pistola com tantos tiros assim?

~bam bam bam~ cadáver pulando ~bam bam bam~ cadáver pulando ~bam bam bam~ cadáver pulando, ô cena linda de engraçada.

E o Ash full pistola (trocadilho intencional), querendo matar o morto até ele morrer, ainda teve auto-controle o suficiente para disparar apenas na arma do Lao quando esse o ameaçou. Ash está em um nível totalmente diferente, seres humanos normais como nós não podem sonhar em compreendê-lo.

Outro que está incompreensível é o Yut-Lung, mas no caso dele não é por ser super incrível, é por ser uma criança mimada que quer que todo mundo o obedeça. Como foi que ele ficou assim, se supostamente sua história de vida é ter sido um capacho de seus irmãos?

Não sei quão ativa foi a vida sexual do Yut-Lung, ou o quanto dela foi à força, mas em tudo o mais ele parece ter crescido em ambiente muito parecido ao do Ash. Ele não precisava se tornar alguém bondoso que sempre pensa nos outros primeiro, mas mesmo como vilão eu imagino que alguém com o passado do chinês fosse muito diferente.

Como resultado, parece que ninguém naquela máfia obedece ele, exceto os capangas genéricos sem nome e às vezes sem rosto também. O Sing disse na cara dele que ia ajudar o Ash, e saiu para ajudar o Ash. O Blanca saiu pela porta da frente com o objetivo não declarado, mas escrito na sua testa, de salvar o Eiji, que o Yut-Lung mandou matar. Aliás, ele havia mandado o Lao matar, mas o Lao voltou e disse que não ia matar não.

 

Yut-Lung sozinho e sem amigos

 

Fale em personagem destruído pelo roteiro…

No final do episódio, Ash e Eiji tiveram mais uma oportunidade para conversarem francamente. Eiji prometeu que vai abandonar essa vida de crimes e se tornar professor de japonês.

Ash seria seu primeiro aluno. Quando ele estava ensinando cumprimentos para o Rambo loiro, dois chineses que mal tinham nome e cujos rostos foram escondidos o máximo possível vieram estragar tudo jogando uma casca de banana.

~BAM~ E o Eiji comeu uma banana verde e ficou com dor de barriga. Desmaiou. Ash ficou loucão e saiu metralhando os dois chineses com sua pistola.

 

Bye bye!

Bye bye!

 

No próximo episódio o Blanca chega e leva o Eiji pro hospital ou algo assim, né? Até lá!

  1. O riso antes da desgraça. Jurava que ia acontecer alguma merda, mas foi só um Banana Fish on crack que na verdade nem parece ter sido intencional.

    O Yue Lung está tão bonito nesse episódio. Quero deixar meu cabelo crescer.

Comentários