Nessa semana tivemos mais um episódio… ok. Não é exatamente uma questão de bom ou ruim, apenas parece que estamos vendo uns fillers que têm detalhes importantes, mas que, no fim, não são aquilo que realmente queremos ver. E sinceramente é complicado, pois, apesar de tudo, ainda estamos no começo do anime e o mesmo ainda não engrenou, ou não como poderia engrenar. Claro que a quantidade de episódios tem influência nisso, mas eu realmente gostaria que no próximo episódio tivéssemos algo mais interessante.

Apesar das minhas reclamações, confesso que até gosto dessa parte. Ela é mais calma e traz algo diferente da “história principal”, com um clima mais puxado para a aventura, sem aquela pressão de estar na capital sendo sufocado pelo rei e seus súditos ou por seus “companheiros”. E é também uma parte em que Naofumi tem importantes conquistas por conta de todos os contatos e do conhecimento recebido. Ao menos nesse ponto temos uma espécie de história diferente e com isso, novas facetas dos protagonistas.

Eita

Primeiro temos a Filo, que mesmo já conhecendo bem eu ainda estranho um pouco. A voz dela faz sentido considerando tudo, mas talvez seja uma falta de costume nesse caso (tem um outro caso em Domestic na Kanojo, mas aí a razão é outra). Já a Raphtalia vem amadurecendo cada vez mais e se firmando como a principal “peça” de ataque no grupo. Porém o mais interessante fica por conta dela ter aprendido magia, ou melhor, uma ótima magia para que ela possa ser furtiva em certas ocasiões. E claro que nas primeiras missões essa habilidade não seria tão eficiente, algo normal inclusive, afinal, ela ainda não sabe controlar a habilidade dela por completo.

Ok Ok… POLÊMICA!

E o Naofumi foi simplesmente um bom comerciante. Vendeu, pagou e ainda ofereceu ajuda para seus clientes que acabaram lhe oferecendo muito mais do que o esperado (apesar do preço). Tudo isso sem perder a chance de ter adquirido um potencial com informações tão legais e úteis em tal situação. Com isso, ele agora tem uma rede de conexões que poderá ser útil no futuro em diversas situações, algo muito bem vindo considerando seus “talentos” em manusear certos materiais e claro, sua situação um tanto quanto desfavorável em alguns lugares.

Raphtalia não gostou de ouvir uma verdade dessas

E o bom disso é essa mudança da narrativa de que o herói do escudo é tudo de ruim e afins. Claro que ele mostra estar disposto a ser impiedoso com seus inimigos e tem também a questão da grana, mas mesmo assim vemos um trabalho interessante sendo feito nele e por ele. Sabemos que ele possui propriedades que melhoram uma poção e provavelmente ele está usando isso para ajudar todos os seus clientes e as pessoas que se envolvem com ele, como foi mostrado durante o episódio. E juntando isso ao fato de que novas descobertas estão sendo feitas, podemos esperar avanços significativos nessa parte e claro, as várias possibilidades que se tornam possíveis.

Ao menos nesse ponto não mudou e sinceramente seria “ruim” se mudasse

E sim, eu realmente gostaria que mostrasse um pouco mais sobre os outros heróis. Particularmente, eu não sou fã de nenhum, mas acho que seria interessante mostrar algo além das informações passadas. E considerando o tipo de missão que eles estão cumprindo, penso também que seria bem-vinda uma aventura desse tipo para o Naofumi e sua trupe, afinal, se pensarmos bem eles não tiveram grandes dificuldades. Sim, houve a onda, que teve seus perigos aqui e ali e essa quest que ninguém teve algum ferimento relevante.

No fim, foi um episódio legal, mas talvez não aquilo que eu, como um fã da obra, gostaria de ver. É uma vibe, um clima legal e diferente lembrando até mesmo Tensei Slime, mas sabemos que no fim de tudo, Tate no Yuusha precisa de outra pegada tendo alguma situação complicada ou algo assim (não precisando colocar alguma situação em que ele se ferre novamente). A verdade é que, no fim, a cada episódio fica a expectativa por algo mais impactante positivamente, a famosa engrenada que a obra está precisando.

  1. Avatar

    Boa análise Kirath. Algo que particularmente detestei nesse episódio foi o fato de o Naofumi mostrar que ele não confia na Raphtalia. Dele ter ouvido as vozes. E ter olhado pra tras com receio. Se fosse outros personagens eu entenderia ele ter medo. Mas todo o desenvolvimento que teve nos ep 4 e 5 e elr ainda duvidar dela. Ainda mais que é claro que ela tem sentimentos por ele. No mais ep médio.

  2. Avatar

    Opa, agradeço pelo elogio e o comentário!
    Então, por um lado eu entendo o seu ponto em criticar isso e por outro eu entendo ele. Aquelas vozes diziam o maior medo deles e por mais que ele não quisesse acreditar naquilo que estava ouvindo, é inevitável você não se sentir um pouco inseguro com a situação. Não acho que há algum traço de desconfiança por parte dele, mas o receio provavelmente vai demorar mais para ser curado depois de tanto dano.

Comentários