No penúltimo episódio de Tate no Yuusha tivemos muitas emoções. Uma nova onda que obviamente trouxe novas dificuldades, heróis de outro mundo e toda a ação que temos direito. Aliás, gostaria de deixar as minhas condolências aos outros 3 heróis inúteis que foram ignorados pelos inimigos e fugiram com o rabo entre as pernas (não literalmente). Enfim, foi um belo episódio que focou naquilo que Tate no Yuusha faz de melhor(?): as batalhas.

Ler o artigo →

Dessa vez Naofumi e cia foram viajar para uma nova ilha. A promessa de um lugar onde eles poderiam evoluir sem grandes problemas soava como uma boa recompensa depois de tantas batalhas difíceis e, claro, como uma importante etapa antes da próxima onda. Mas, estranhamente, eles não tinham ideia de que uma onda estava por vir e ainda a descobriram numa coincidência. Com isso, agora teremos uma corrida contra o tempo para que todas as preparações necessárias sejam feitas.

Ler o artigo →

Finalmente chegamos no antepenúltimo episódio do anime. Já não tem muito mais o que acontecer, ou talvez tenha e eu estou subestimando o espaço disponível. A grande questão volta a ser os outros heróis que se esforçam para que todos tenham repúdio deles. Eu já não sei o que pensar disso, pois, sinceramente, estou cansado de criticar esses palermas que não conseguem “dar uma bola dentro”.

Ler o artigo →

Enfim Naofumi teve seu nome limpo perante a população e na teoria tudo foi resolvido. E eu realmente entendo as atitudes dele, apesar de não apoiar. É lógico que a grande maioria das pessoas teria pedido que os dois morressem depois de tudo o que fizeram, mas ainda assim, a forma como tudo foi construído mais uma vez decepcionou (assim como o começo).

Ler o artigo →

É sempre muito complicado classificar um episódio como o melhor quando o anime ou o que quer que seja ainda não terminou. Mas que esse foi o melhor até agora eu não tenho dúvidas. Talvez alguns podem pensar que na teoria foi mais do mesmo com o Naofumi perdendo o controle e as garotas o lembrando das partes boas, mas no fim de tudo, foi ótimo de qualquer forma.

Ler o artigo →

No episódio desta semana, podemos “dizer” que houve apenas dois acontecimentos: a continuação do ataque da igreja liderado pelo papa e uma espécie de união dos heróis por uma mesma causa, que seria acabar com o papa. Foi gratificante ver que o Naofumi finalmente jogou na cara dos outros quase tudo o que aconteceu, mostrando que cada um deles havia cometido erros que custaram várias vidas.

Ler o artigo →

Durante séculos a igreja católica usou o nome de Deus para justificar seus inúmeros crimes. Fazendo um papel digno de um demônio, ela massacrou inocentes, tirou dinheiro dos pobres e cometeu vários outros crimes horríveis contra a humanidade, tudo em nome de Deus. E Tate no Yuusha nos mostrou nesse episódio algo desse tipo, com o papa mostrando sua verdadeira face e mostrando que o único aliado dele são seus súditos. E agora, será que o herói da lança vai usar a massa cinzenta que ele supostamente tem?

Ler o artigo →

Nessa semana, o episódio de Tate no Yuusha foi bem tranquilo no geral. Recebemos informações sobre as ondas futuras e sobre a necessidade da união dos heróis. Mas o foco mesmo acabou sendo a Fitoria, que teve parte de sua história contada com um bom desenvolvimento e que no fim passou grandes ensinamentos para a Filo, sua sucessora. Um detalhe importante é que, apesar da calmaria do episódio, no fim, vimos que os heróis do arco e da espada sofreram um atentado após investigarem mais sobre a igreja dos três heróis.

Ler o artigo →

Tate no Yuusha veio com um episódio muito interessante e com cenas bem animadas. O grande embate entre Naofumi e o dinossauro acabou ficando em segundo plano por conta da aparição de algo ainda mais importante: a Rainha Filorial. Ela revelou informações chocantes que vão mudar muita coisa para Naofumi e os outros heróis e agora resta saber qual será a escolha dele.

Ler o artigo →

Foi um episódio que me trouxe um mix de emoções. Fiquei com raiva, triste e talvez até choraria se a personagem morta fosse de maior importância. De qualquer forma eu gostei bastante da maneira como fizeram essa parte, contando um pouco do passado, revelando desejos e no fim, algumas consequências. Não posso “dizer” que fiquei satisfeito com a resolução final do “nobre” mas foi melhor do que nada, né?

Ler o artigo →