Semanalmente eu leio novos mangás e às vezes encontro alguma pérola bem interessante. A pérola da vez é essa frase não tão grande quanto outras light novels por aí e que vai receber um anime logo mais (não tem data confirmada no momento). E isso é engraçado pois eu li o mangá e quando fui pesquisar sobre para escrever nesse artigo, vi que era uma adaptação da light novel e que a mesma vai ter uma adaptação para anime. Enfim, vamos ao que interessa.

Ore wo Suki Nano wa Omae Dake ka yo (The only one who loves me is you?!) é uma light novel, que está sendo publicada pela editora Ascii Media Works desde 2016 e conta com 10 volumes em andamento. É uma obra que tem os gêneros comédia, harém (mas não do jeito que aparenta ser), romance e vida escolar. Por fim, temos como autor Rakuda (que escreve a história da light novel, do mangá e participa da produção do anime) e como ilustrador Buriki  (Boku wa Tomodachi ga Sukunai), que participou da produção dos animes: Nisemonogatari, Sword Art Online, Mahou Shoujo Madoka Magica, entre outros.

E sobre a história, temos como protagonista Kisaragi Amatsuyu, o secretário do conselho estudantil. Ele aparenta ser uma boa pessoa (algo relativo, inclusive) que tem uma vida normal, exceto por uma questão: duas garotas gostam dele. Um delas é sua amiga de infância e membro do clube de tênis, Hinata Aoi. A outra é simplesmente a presidente do conselho estudantil e uma das garotas mais populares do colégio, Akino Sakura. E a vida do nosso protagonista seria muito feliz se tudo isso não fosse ilusão dele.

Sim, ele é um iludido que acredita do fundo de sua alma que o mundo gira ao seu redor. Porém, quando ele vai receber as devidas confissões, percebe que elas eram direcionadas para seu melhor amigo, Ooga Taiyou. E sabe a parte mais engraçada? Essas duas garotas querem a ajuda dele para conquistar sua paixão. E com essa premissa desastrosa e engraçada, a obra retrata as “aventuras” desse quarteto em busca do amor, que inclusive possui mais uma pessoa, tornando-o em um quinteto.

E um ponto interessante é que temos poucos personagens importantes. A obra trabalha exclusivamente com cinco deles e trata de desenvolver cada um à sua maneira. Outro ponto é que ela faz piada com essa situação toda em momentos bem oportunos, como por exemplo as confissões de todos que são exatamente iguais. Aliás, por conta de um evento no qual todos estavam é que acaba sendo a base de todo esse romance fora do comum.

Apesar do mangá ser curto (possui 13 capítulos em português no momento) e não ter grandes desenvolvimentos, a obra se mantém divertida e constante o suficiente para prender o leitor. E inclusive gostaria de recomendar que, caso você não goste do começo, leia uns 10 capítulos para ter certeza, vai por mim. Os romances ainda não saíram do lugar, os personagens se enrolam cada vez mais e no fim, temos Amatsuyu apenas esperando um coração partido para conseguir uma namorada, ainda que a quinta integrante diga que goste dele.

Enfim, essa obra é muito divertida e segue uma proposta bem diferente do normal onde o protagonista tem seu harém e os grandes acontecimentos são mais garotas entrando no harém, algo que para mim é legal, mas um pouco cansativo. Espero que o anime seja anunciado logo pois acredito que faria sucesso com o público. No final das contas vale a pena conferir, ainda mais com esse anime anunciado.

  1. Avatar

    Então a, eu tenho uma visão um pouco diferente. Acho que esses elementos iniciais eram apenas algo para chamar a nossa atenção para o que viria depois. Claro que é discutível se o que vem depois é de fato melhor que a abordagem inicial, mas confesso que eu gostei da mudança apesar de tudo. Aliás, eu bem que gostaria que vez ou outra tivesse um clickbait kakaka

Comentários