Acho que a frase que melhor me define depois desse episódio é: “Eu só sei que de nada sei”. Grimms Notes chegou no ponto inicial de seu clímax com o anúncio do grande plano de Curly e Loki, cuja periculosidade não dá para dimensionar por conta das ações variadas dos inimigos – esses que também não sabemos o que pretendem de fato com o poder que estão tentando tomar a força.

Diferente do esquema já conhecido por nós, o pano de fundo dessa zona se ateve a uma figura histórica e não um “conto de fadas”. A família Tao ajuda os soldados liderados por Joana D’Arc no combate contra os Chaos Tellers que atacaram “do nada” e com isso vão descobrindo o que envolve a história da garota.

Ler o artigo →

Fuutarou está numa enrascada. Teoricamente, está comprometido com a Nino e com a Ichika para a dança na fogueira. Além disso, está preso com a Ichika dentro de um armazém. Ou seja, não bastava ele estar cansado de trabalhar, tinha que ficar preso num local onde provavelmente irá passar muito frio e não irá conseguir descansar. No fim, cada vez mais vemos que nosso querido protagonista está conseguindo se entrosar com as garotas e assim, conseguindo um nível de cooperação melhor.

Ler o artigo →

Estamos saturados de produções com vampiros. Vampiros podem ser criaturas que bebem sangue para sobreviver, e com isso, transformar a pessoa mordida em alguém de sua espécie. Vivem da noite, pois se saírem quando está claro, morrem queimados. Possuem a pele pálida, dentes e unhas afiados e se vestem de preto. Quanto mais escuro, melhor.

Mas também existem aqueles vampiros que beiram ao ridículo, que brilham quando expostos ao sol, podem viver tranquilamente entre os humanos e possuem tamanha força e inteligência que acaba sendo mais popular que a pessoa normal mais popular da escola (cof cof, Crepúsculo, cof cof).

Porém, em outubro de 2003, Kagesaki Yuna teve a ideia de criar uma historinha divertida onde uma vampira, ao invés de sugar sangue, o cria e acumula, fazendo com que cenas ora cômicas, ora dramáticas, se desenvolvam.

Ler o artigo →