A Hina é uma personagem engraçada. Na verdade é tão engraçada que chega a ser bizarro. Eu nem vou questionar tanto assim o fato dela dizer que gosta do Natsuo (nem ligo na real), mas fico impressionado como ela é sensata, logo ela. Na verdade o detalhe não é ela sendo sensata, mas sim tendo uma atitude digna disso numa situação mais difícil que o normal, “digamos” assim. De qualquer forma a mudança de residência de fato aconteceu e com isso sua nova vida pode acabar trazendo muita coisa nova para a série.

Começamos com uma Rui triste. Sentindo-se culpada pela briga e por gostar do Natsuo, Rui estava com problemas para resolver essa questão consigo mesma. Sinceramente tem um ponto nessa parte que me incomodou. Em determinado momento ela conversa com a Hina sobre a discussão e diz que poderia deixar de gostar do Natsuo ou algo do tipo. Bom, sabemos que de certa forma ninguém ali é maduro e dessa vez foi a vez da Rui soltar alguma pérola. O engraçado é que a senhorita Hina não disse absolutamente nada.

Claro, na teoria ela nem se importa com isso, afinal, ela meio que já conseguiu o que queria e agora está indo embora com a desculpa de que isso era seu desejo antigo. Não chego a cair nessa e só consigo pensar que essa decisão foi a famosa cajadada para matar dois coelhos de uma vez. Se desse problema com o Natsuo, o apartamento seria sua fuga e se desse certo, seria um ótimo lugar para viver essa relação com ele sem se preocupar com a Rui ou seus pais. Claro que no fim das contas não vejo como algo realmente necessário, pois os perigos de se encontrar nesse apartamento e num outro local (motel e afins), para fugir dos perigos que a casa oferece, é praticamente o mesmo.

E sim, não podemos esquecer da aparição do dito cujo. Já esperava que ele não estivesse mais casado naquela altura do campeonato e sua tentativa de conversar com a Rui foi talvez uma chance de ter notícias da Hina. Logicamente é de se imaginar que ele não vai tentar algo novamente, como bem disse, mas além dos pedidos de desculpas eu estava curioso para saber qual seria a reação da Rui e até mesmo de seu professor, que inclusive nada disse, nada fez (não que ele tivesse que dizer ou fazer algo). O ponto é que esse encontro não agregou em nada na história, simplesmente me pareceu uma perda de tempo.

Mas a parte interessante mesmo foi a progressão da relação entre a Hina e o Natsuo. Eles ainda estão se acostumando com essa mudança repentina entre si e logicamente que haveria certos “problemas”, ou melhor, mal entendidos por conta disso. E pensando agora, ela ficou dizendo que não precisava ter pressa, que queria ir devagar pois eles tinham todo o tempo do mundo mas no fim deu a chave da casa dela para o jovem garoto. Ora, quer ir com calma mas fornece acesso livre para a casa dela, qual o sentido?

Aí eu me lembro que a Hina não tem sentido e é desnecessário me preocupar com isso. Mas a cautela dela não deixa de ser curiosa e interessante considerando tudo, afinal, até que ponto ela vai conseguir aguentar ir com calma ou até mesmo conter os avanços do Natsuo? Pouco antes disso tudo dar certo ela estava fazendo sozinha e agora tem alguém que supostamente ama e que está com um certo “fogo” para a ação. E sim, ele parece ser preocupar com esse ponto, muito por conta da antiga relação dela, mas será que ele também vai conseguir se segurar?

No fim, a grande preocupação deles não deveria ser a progressão de sua relação mas sim a forma como irão lidar. Eventualmente a Rui vai descobrir e isso poderá causar grandes problemas na relação do trio. Não acho que ela contaria para os pais, mas certamente ficará machucada pois após tudo aquilo Natsuo nunca deixou de gostar da Hina, e pior, nunca expressou esse sentimento para a Rui, deixando de esclarecer algo tão importante. Hina também fez o mesmo com Rui, sem contar que sua irmã foi franca e sincera ao revelar seus sentimentos por Natsuo.

Demorou 9 episódios para descobrir isso. Bom, antes tarde do que nunca.

Enfim, ela simplesmente ficou excluída da situação e quando a hora chegar a surpresa será extremamente desagradável. Seus irmãos vêm guardando um importante segredo que sinceramente nem deveria ser oculto para alguém que no mínimo tem o direito de saber. Ela basicamente foi rejeitada sem ter conhecimento disso, pois o casal parece ser incapaz de ter uma comunicação decente entre si e com outras pessoas. No final das contas, a Hina acaba passando novamente a impressão de que ela quer o monopólio do Natsuo, mesmo sabendo dos sentimentos da Rui e até mesmo não sentindo algo por ele (sim, eu ainda duvido de certa forma).

  1. Avatar

    Sinceramente, eu nunca me imaginaria elogiando a Hina na vida, mas tenho que dar o braço a torce, nesse episodio ela teve algumas atitudes (duas no máximo) de adulta ao meu ver.
    A primeira atitude foi na conversa com a Rui, onde está falou que poderia deixar de gostar do Natsuo caso a Hina aceitasse ficar. Tipo, a resposta da Hina, ao meu ver, foi uma ótima atitude, digamos que foi a primeira vez que ela agiu como irmã mais velha, pois ela meio que tirou um pouco a culpa que a Rui estava sentido e não a forçou a deixar de gostar do Natsuo. Lógico que pra ela provavelmente foi uma atitude “vazia”, pois, que nem dito no artigo, ela já tinha conseguido o que queria, mas não deixa de ser uma atitude legal.
    A segunda atitude foi ilustrada na ultima imagem, que ela é uma falha como adulta creio que ninguém tenha dúvidas, não sei se ela só falou aquilo por causa do momento, até porque ela não está com uma cara muito séria, mas se ela realmente falou sério, parabéns pra ela, admitir o erro é mil vezes melhor do que continuar negando e principalmente jogando na cara dos outros…

    Agora que já fiz a devida justiça e elogiei as atitudes dela, vamos voltar a realidade. Puts, as vezes penso que ela não tem jeito, como foi dito no texto, pra que a Hina dá a chave da casa dela, se depois ela vem com essa desculpa meia boca de que eles estão indo rápido demais. Sinceramente, será que ela não percebe que ela mesma deu essa liberdade pro Natsuo querer avançar no relacionamento, afinal quem dar a chave de casa pro namorado ou namorada, esta praticamente dizendo “já estamos numa fase em que podemos fazer isso”. E outra, era a própria Hina que estava sentindo falta de um namorado, não atoa estava, há uns dois episódios, pensando no ex dela. Então ao meu ver ela continua dando desculpas sem sentido, mesmo que tenha melhorado um pouco.

    Uma parte interessante, que inclusive foi mencionada, foi o quanto a Hina se preocupa em manter esse segredo, ok, tudo bem manter o segredo. Mas será que é sensato ficar se beijando na escola?!. Não é possível, como esses dois são tapados, principalmente o Natsuo. A Hina morre de medo de descobrirem isso, inclusive fica com essa restrição deles até em casa, mas do nada eles resolvem se beijar na escola, já pensou tem um aluno ou professor passando? Isso pra min não fez nenhum sentido. Mas da Hina não da pra esperar lógica.

    Sobre a Rui, nem tem muito o que comentar, ela está provavelmente estava com uma forte indecisão, pois por mais que a Hina seja uma péssima irmã, era a única que ela tinha. Isso me fez pensar o quanto a Rui mudou, mas ainda continua insegura em alguns aspectos, pois esse “medo” de ficar longe da irmã só realça a dificuldade que foi mostrada no inicio de como ela tinha dificuldades de se relacionar com as outras pessoas, provavelmente a Hina foi um “porto seguro” pra Rui durante muito anos.
    O pior é que o Natsuo é incapaz de contar pra Rui que está saindo com a irmã dela, e isso mais cedo ou mais tarde vai ser revelado, não se trata de “se ela descobrir”, mas “quando ela vai descobrir”.

    Por fim, não podia faltar o Alex, pelo amor de deus, como esse cara é mala, já não basta o cara toda hora falar mais inglês do que japonês o cara mal deve saber ler e mesmo assim que entrar pro clube de literatura, pow, que cara forçado, pior que o motivo dele nem é pelos livros e sim pra ficar mais perto da Rui. Pelo menos ele vai ajudar o clube de literatura que com a entrada dele agora oficialmente é um clube. Parabéns Alex, você pelo menos fez algo de útil.

    Gostei bastante do texto, principalmente porque percebi algumas coisas que me passaram batido nesse episódio.
    OBS: Morri de do rir no comentário “veio preparado, mas ainda chama ela de sensei”.

  2. Avatar

    Acabei me esquecendo de uma parte importante, mas que vale o comentário.
    O ex da Hina falando pra Rui que a Hina não é esse tipo de pessoa (que mente e diz palavras vazias). Rapaz depois de ouvir isso do ex dela, percebo pq esse relacionamento não ia dar certo mesmo, o cara não consegue perceber que a Hina é a maior mentirosa, ou percebe e está tentando dá aquela enrolada na Rui. Pow, na moral, creio que a Rui ouviu essas palavras e pensou “ah tá”. A Hina se consolidou fazendo isso, até parece que mais uma mentira pra ela vai mudar algo…
    Simplesmente sem noção esse comentário do Shu.

  3. Avatar

    Primeira vez que comento um artigo teu de Domestic na Kanojo, tenho lido os teus artigos sobre o mesmo e tenho que dizer, prefiro ler os teus artigos a que ver os episódios. Não vou mentir, não vejo este tipo de obra com bons olhos, ainda tenho lembranças de outros animes do mesmo tipo (aquele maldito Kuzu no Honkai), ainda assim o clima mais calmo e leve de Domestic me manteve a vê-lo até ao momento. O ponto que menos gosto até ao momento de todo o anime é a forma como desenvolvem as personagens, o Natsuo no meu ponto de vista é um fraco e que pensa com a cabeça de baixo, a Hina mesmo sendo adulta tem momentos de pura futilidade que geram raiva a um santo, aquele professor do Clube de Leitura é no mínimo estranho (e não no bom sentido) e aquele Alex, esse prefiro ficar calado. Mas nem tudo é mau, a Rui continua a compensar por todos esses defeitos, das poucas personagens que se prezam neste anime.

    Deixando de lado as críticas, este episódio nove até que não foi mau. Para mim o que valeu de verdade neste episódio, foi o destaque da tristeza da Rui com a saída da sua irmã, a Hina nem merecia essa consideração, mas a Rui é apegada a ela, dá para entender o sofrimento dela.
    A parte do café também foi boa, quando se deu a descoberta do caso entre a Hina e o professor casado, eu pensei que a culpa fosse só do professor, mas como estava tão enganado, a Hina é tudo menos santa, e vendo a forma como ela está a manipular o Natsuo, só mostra um pouco do mal carácter dela (salvo erro a mãe dela se separou porque era traída pelo pai dela, pelo visto a traição ficou no sangue da Hina também). Foi bom ver que o professor que foi o primeiro amor da Hina se separou da esposa, ao menos teve a decência de o fazer, viver com alguém só por obrigação não é saudável.

    Por fim, a parte do apartamento da Hina, o Natsuo ainda é tão imaturo, teve um momento em que achei que o Natsuo só não engravidou a Hina com a sua respiração porque não calhou, a forma impulsiva como ele avançou para cima dela, só mostra o quão mal preparado está para um relacionamento sério e muito menos para uma relação proibida. Tem momentos em que dá para ver de longe que o Natsuo está com muita presa para ir ao pote, se ele realmente amasse a Hina, o seu primeiro amor, ele deveria ser mais gentil, ter paciência, aquilo que o Natsuo diz ser insegurança, são apenas os seus anseios para conquistar a HIna e isso só me gera mais descrença no personagem.

    Antes de terminar, tenho que elogiar o excelente trabalho nas legendas das imagens do artigo, elas são das melhores partes do artigo.

    Como sempre, mais um excelente artigo Kiraht.

Comentários