Maou-sama, Retry! pode ter uma produção meia boca e pertencer ao gênero mais saturado da indústria dos animes na atualidade, o isekai, mas não consegui não me divertir um pouco com sua estreia. Se for fundo na sátira creio que possa ser um anime divertido, não exatamente bom, e porque acho isso você confere abaixo!

Em uma bela noite Akira Oono estava jogando o jogo Infinity Game pela última vez, mas daí acabou parando no mundo do game encarnado em seu personagem, o Rei Demônio Hakuto Kunai. Um isekai em que o protagonista vai parar no mundo do jogo, tenho certeza de que você ao menos já ouviu falar disso antes.

É o tipo de história que se leva a sério como Overlord, apesar de ter uma forte veia cômica, ou não tanto, mas também não é uma sátira até as últimas consequências, como Isekai Maou. Acho que Retry! se assemelha mais ao segundo caso, mas não vou me prender a comparações. É um isekai nada inovador. Novidade?

Não, e eu sequer esperava que fosse, mas a ideia do adulto que vai para outro mundo – e um muito parecido, mas não exatamente igual ao do jogo que ele jogava -, já está saturando, não acha? Vira e mexe surge um anime que parte dessa premissa e esse em especial parece ter um budget lamentável. Então nada se salva?

Não é assim também, né. O protagonista é simpático, a heroína parece a Rem, só que loira, e é simpática e a abertura promete uma enxurrada de personagens que devem ter todos os tipos de personalidades para agradar a todos os gostos. É o isekai sendo o que se espera do isekai médio contemporâneo. Ao menos isso.

Você sabe que o anime vai ser bom quando ele já começa com episódio de praia.

Fiquei com a impressão de que o anime pode mais caso invista na sátira ao gênero, mas não senti tanto disso nessa estreia. E sim, se ele se levar a sério demais vai ser vergonhoso, a animação não vai acompanhar e não vislumbro dramas de personagem interessantes, não quando o da Aku foi mal aproveitado.

Então tudo resta a comédia? Tudo resta a comédia e, claro, a boa vontade do público. O anime teve uma estreia cheia de elementos manjados, a heroína é praticamente uma cópia da heroína de um dos isekais mais populares da atualidade, que juntos não se destacaram em nada. Overlord e Isekai Maou diferem um pouco nisso.

Aliás, a situação da garota indo buscar suas coisas e não ter pego porque o protagonista não sabe externar sua raiva sem causar uma comoção foi bem tosquinha, hein? Gostei deles terem seguido a jornada juntos, mas se for para dar um passado triste à personagem, que pelo menos aproveitem ele direito. Além disso…

Ela é ele? Pela forma como se referia a si mesma e uma das roupas que vestia na abertura, além de um corte de animação – que também pode ter sido apenas um bug corriqueiro em uma produção pobre -, fiquei com a impressão de que podemos ter uma surpresinha vendo o anime. O que não mudará o fato dela ser fofa! Ou fofo?

Não é nada disso que você está pensando… ou é?

Não que isso me incomode, mas precisa mesmo apelar para o fetiche? “Traps” em isekai têm esse apelo fetichista, assim como lolis. Aliás, dá para considerar a personagem uma loli, se for homem um shota, e isso também já é fetichista, né. Inclusive, o contraste deles dois andando juntos é meio ridículo para não dizer muito.

Isso me leva a esperar mais sátira que seriedade, pois só assim essa estreia meia boca poderia se salvar. Me divertiu? Divertiu. Mas eu adoro isekai, então qualquer equipe de produção desse tipo de anime tem que se esforçar muito para ganhar minha antipatia. Foi bom? Não. Foi péssimo?  Também não. Foi interessante? Bem…

Pouco comentei a história, porque há pouco de interessante a se tirar dali. Isso responde a sua pergunta?  Que na verdade fui eu que fiz, eu sei. Maou-sama, Retry! é isekai para quem gosta de isekai. Vai me surpreender alguém que não gosta do isekai médio, aquele que não é tão sério nem tão bem feito, gostar dessa obra. É esse o seu caso?

Até um próximo artigo!

Sorriso que só um Rei Demônio mafioso pode proteger!

  1. Avatar

    de cara parece pensei logo que era o Subaru velho e sua filha com a Rem kkkkk
    animação “impecável”.
    vou assistir mais dois episódios, se tiver legal eu continuo. vou assistir no máximo 7 animes essa temp.

  2. Kakeru17

    Ao menos tem uma Rem loira nesse anime, né, ou um Rem loiro, mas é fofa(o), então tanto faz kkk…
    Vê 8 então, porque duvido que não tenha pelo menos 7 animes na temporada muito melhores que esse.

Comentários