Neste episódio, ao em vez de termos um episódio inteiro focado em uma história louca da Tanaka, que nem o passado, temos um assunto que puxou o gancho dele. Idiota começa a falar coisas sem sentido sobre moda. Não que ela não fale nada sem sentido, mas acredito que tenha a ver com o que vem depois do episódio.

O negócio é que ela comparou o tamanho das calças em uma loja. Longa, três quartos, bermudas… Até que chega uma parte que começa a dizer que imagina se a pessoa e chegasse com algo mais curto que um short, e a Wota chega à conclusão de que aí seria uma calcinha.

Não sei bem o que esse papo todo significou na minha vida, já que a Tanaka não diz nada que preste, mas só sei de uma coisa: as pessoas têm que se vestir da maneira que se sintam confortáveis, sem se importar com as outras, o que é óbvio que gerará julgamentos dependendo da maneira que sair de casa. Porém você tem o livre arbítrio de vestir o que quiser.

Parece que a Loli tem problemas com o seu corpo. Enquanto muitas meninas têm inveja por serem altas demais ou terem seios demais, ela não gosta de si mesma e tenta mudar de algumas formas. Geralmente, quem tem seios muito pequenos e não se sente à vontade com eles, usa sutiãs com bojo, e a Lily deu a ideia de irem em uma loja para ver o tamanho que mais lhe serve.

Claro que a pequena se sentiu super ansiosa com aquela novidade. Até então, ela só usava camisolas ou algo em baixo das roupas para se sentir mais confortável consigo mesma. O problema está no fato de que, mesmo quem tem seios muito pequenos é normal que o bico deles fique mais rijo, então a maioria das garotas/mulheres não se sente à vontade de andar sem sutiã, a não ser que seja em casa.

Neste episódio, Lily tem vários ataques de lesbianismo, mas o primeiro foi essencial para ajudar Loli a encontrar o tamanho de sutiã perfeito. No entanto, ela esqueceu da recomendação importante que lhe foi dada: quando se corre com um sutiã sem a alça, é capaz dele cair, principalmente porque Loli tem os seios muito pequenos, então na hora de dar uma lição em uns moleques, parecia que estava com uma coisa estranha na barriga. O que era só alegria, virou tristeza.

O problema é que Loli não tem problemas apenas com os seus seios, como também em sua aparência. Chega uma hora que nós, meninas, queremos mudar, não importa como, da maneira que der. Seja para se sentir mais bonita, seja apenas para se sentir confortável com nosso corpo e vestimentas. Não importa o que seja, queremos nos sentir bem.

Não é à toa que Lily inventou de ser uma consultora de moda para a Loli, e como fazia parte de um estudo social, Majime também foi convidada e tudo o mais. O que a loura alta resolveu experimentar foi o fato de que se pode formar um look novo utilizando roupas que Loli veste todos os dias. Isso foi mais econômico que um “Esquadrão da Moda”, pois não precisou gastar um centavo sequer.

Mudança com o que já tem em casa.

Inclusive, muitos estilistas recomendam o uso de peças diferentes para ocasiões onde você usaria coisas mais simples. Por exemplo, você está com uma blusa branca e uma calça jeans. Por que não usar um cinto mais incrementado, com uns bordados diferentes e uma boina? Ficaria tosco? Talvez, mas o importante é inovar, utilizando o que já se tem em seu guarda-roupa.

O que deu certo na Loli não deu tão certo com Majime, já que esta tem roupas um pouco mais masculinas, porém se ela se sente à vontade com isso, por que não continuar assim? Porém parece que até mesmo a sua mãe quer que ela mude um pouco, então pelo menos um novo penteado foi feito.

Como a mãe de Majime pensou: é muito bom ter amigos para nos ajudar a mudar, desde que queiramos mudar, óbvio.

Muito obrigada por ler este artigo até o final, e nos vemos no próximo! o/

  1. Avatar

    Este episódio 9 de Joshikousei no Mudazukai foi dos meus preferidos até ao momento.

    Desde do começo do anime que a loli é das personagens que mais gosto do anime e este episódio ele teve o destaque à muito merecido. A loli sabe que se destoa bastante das colegas, ela é menos desenvolvida fisicamente, é ingénua e ainda age como criança cheia de inocência (inocência essa que esteve em perigo a alguns episódios atrás, mas a Lily ajudou a evitar o pior). Por ela ser assim, que a Loli faz um contraste interessante numa classe cheia de garotas com personalidades bem vincadas (em especial o trio liderado pela Baka).

    A primeira parte do episódio foi bem agradável, ver a Lily a ajudar a loli foi muito bonito (mesmo com aquelas segundas intenções dela). A Lily é outra das personagens que passei a gostar bastante, a naturalidade com que ela demonstra a sua sexualidade é refrescante, ela não esconde o seu interesse em garotas bonitas ou com mulheres mais maduras, como se viu quando a Lily foi cumprimentar a mãe da Majime.

    Ver a Lily a ajudar a Majime também foi muito bom, a Majime com poucas mudanças também pode ficar mais feminina.

    Obrigado por ter colocado as imagens mais lindas da Loli no artigo.

    Como sempre, mais um excelente artigo Tamao-chan.

Comentários