Olá, bom dia! Você gosta de mangás shoujo? Gosta das adaptações em Live action que obras dessa demografia costumam receber?

Eu acho que filmes e doramas que vêm de mangás shoujo são ótimos, porque não só aproximam o público infanto-juvenil das telas do cinema e da TV, como também viabilizam atuações mais realistas, mais humanizadas, que condizem com as características que essas obras costumam ter.

Não desmerecendo as adaptações em anime, claro, mas não faz mal deixar elas para o que é mais fantasioso, né? A seguir indicarei quatro filmes de obras que até podem ter um público alvo bem definido, mas são capazes de agradar a qualquer um.

Ler o artigo →

Olá, pessoal! Aqui estou eu, Tamao-chan, trazendo um artigo de resenha para o anime 21. Estou aqui para apresentar um dos mangás que me fez voltar às bancas e gastar um pouco do meu suado dinheirinho, que se chama Ao Haru Ride, ou Aoharaido, como o povo resolveu encurtar. O que eu poderia dizer dele? Foi um dos que vi o anime antes para ler o mangá depois. Quando estreou, não acreditei, já que havia gostado do anime, mesmo quando a Futaba deixava a “síndrome de museu” tomar conta de sua vida.

Ler o artigo →