Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Quem achou – assim como eu – que esse anime seria só mais um anime fofinho, se enganou monstruosamente quando se deparou com a história desse episódio. Com certeza ainda existem partes bonitinhas nesse anime, ele chega a ser bem engraçado em alguns momento, porém eu definitivamente não esperava que fosse ter tanta luta como aconteceu nesse quinto episódio.

Esse episódio, como o nome mesmo já diz, mostra o novo lar da Sana, junto com a Sanae e o Zoroku, porém, algo que não consegui parar de pensar, foi no fato de que pudemos presenciar dois sentimentos bem opostos, mas que no fundo se parecem mais do que se imagina. Estou falando aqui sobre o fato da Minnie C chorar se desculpando ao amor da sua vida, apenas por estar viva. Era como se tudo o que ela quisesse era estar com ele, mas aquilo só ficou mais longe ainda. Enquanto o oposto disso seria a Sana desejando profundamente ser uma boa pessoa, querendo apenas estar – ou se sentir – viva.

Ela deveria se contentar em ter ele desse jeito

Tenho que dizer que isso me deixou bem emocionada. É triste ver alguém tão solitário quanto a Minnie C ficou, mas ela já estava ficando louca. As suas ações não eram as de uma pessoa considerada normal, ou que pelo menos possui alguma consideração pelo outro. Ela estava cega por causa do seu objetivo e não parou para pensar, em nenhum momento, no quanto a Sana devia ser infeliz sozinha naquele laboratório, assim como ela ficou quando perdeu o seu grande amor.

No mais, acredito que é bem possível que ainda assim ela não tenha entendido de fato isso tudo, que não tem jeito mais e que as pessoas simplesmente morrem um dia. Com toda a certeza deve ser extremamente ruim perder alguém tão importante, mas devemos aprender a lidar com essas coisas, porque faz parte do que é a vida. Além disso, eu penso também que se ela acha que a Sana não é um ser humano, talvez o que ela poderia “criar”, ou resolver a respeito de trazer o seu amor de volta, não seria algo realmente humano também, já que o seu marido não existe mais.

Ela parece ser muito forte

Acabamos descobrindo quem era aquela pessoa que salvou a Sana no primeiro episódio. Fico pensando se eles já não estavam de olho em tudo desde sempre, arrumando um jeito de salvar todas aquelas crianças. Só achei um pouco suspeito demais tudo isso acabar tão rápido assim. Claro que pode ser verdade, mas o que aconteceu com as outras três crianças? Fico aqui pensando se elas irão encontrar a sua família, se é que elas possuem alguma família.

Pelo menos a Sana está feliz em sua casa, tendo uma convivência real com pessoas que gostam dela de verdade, e não apenas que estão ao seu redor por conta do seu poder. Não sei o que aconteceu com aquele mundo que ela tinha criado dentro do laboratório, mas algo me diz que provavelmente voltaremos a ver algo sobre ele em breve. Outro ponto que acredito ser importante para a história, é o fato de que a Sana precisa treinar seu controle e, talvez, como usar e potencializar seu poder, como aconteceu quando ela teletransportou o Zoroku. Sei que, pelo menos por enquanto, ela está segura ali, mas isso irá durar até quando?

Foi bem fofo ver os dois felizes assim

Eu não sei muito bem o que esperar dos próximos episódios, já que aparentemente essa parte terminou, mas talvez as coisas passem a focar justamente nesse ponto onde explica se ela é uma humana ou não, ou na verdadeira história dela. Ainda temos muitas coisas que foram simplesmente jogadas ali, que merecem uma boa explicação, porém eu vou ficar aqui esperando para ver qual o caminho isso tudo seguirá.

  1. Matheus S. Gonçalves

    Queria escrever assim
    Fica aqui minha declaração de inveja kkk

    Gostei muito no artigo e o anime tem se aprofundado e se mostrado mais do que um anime fofo.

Comentários