Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Antes de mais nada, por que diabos tivemos o episódio 11 mesmo? Eu sei que reclamei sobre isso no artigo passado, mas esse episódio 12 confirmou tudo o que já sabíamos: o episódio 11 não deveria ter existido… ou pelo menos não agora.

Esse episódio 12 — que por sinal, foi bom — continuou na mesma linha de raciocínio do episódio 10, ou seja, seguindo o plot principal à risca. Tudo nesse anime gira em torno da Sumire e isso é bastante interessante, até porque ela também faz tudo girar em torno do Kei, que consequentemente faz tudo girar em torno dela também, virou uma espécie de ciclo. Após a ressurreição da garota, Kei tem um novo objetivo, fazê-la ter uma vida normal e feliz. Parece que esse será o objetivo principal dessa segunda parte de Sagrada Reset.

Ler o artigo →

Inicialmente, quando vi que o episódio seria sobre algo aleatório, já havia ficado um tanto quanto desanimado, “que ótimo, depois de um episódio bom voltamos para os episódios qualquer coisa”, pensei. Contudo, por algum motivo, o episódio foi um pouco melhor do que o esperado — mas não deixou de ser qualquer coisa. Sinceramente, foi  tão idiota e tão comum que eu ri do início ao fim.

Ler o artigo →

Caros leitores, antes de mais nada, gostaria de dizer algo de extrema importância para vocês, algo que definitivamente não é encheção de linguiça ou coisa do tipo. Já ouviram falar que a vida é como uma flecha? É, caso nunca tenham ouvido falar sobre isso em algum momento da vida de vocês, considerem ler sobre isso neste exato momento. Bom, vamos ao que interessa, assim como uma flecha é puxada pra trás para em seguida ser arremessada pra frente, a vida funciona da mesma forma. Passamos por momentos ruins para em algum momento boas coisas acontecerem, somos puxados pra trás para em algum momento sermos arremessados pra frente, assim como uma flecha. Onde eu quero chegar com esse papo motivacional? Simples! Sagrada Reset também é uma flecha, uma flecha bastante retardada, mas não deixa de ser uma flecha.

Ler o artigo →

Eu diria que esse é o artigo mais difícil até agora de Sagrada. O motivo? Simples, eu não sei o que escrever. Esse 9º episódio foi muito vazio, não teve quase nada. Eu definitivamente entendi o objetivo do episódio, mas isso não quer dizer que sei sobre o que escrever em relação a ele. Bom, esse episódio se resumiu a um flashback resumido, basicamente.

Ler o artigo →

Por motivo de tragédia, no caso, falecimento do meu velho computador, infelizmente não pude analisar o episódio 7 de Sagrada Reset. Na verdade, quem eu quero enganar, foi uma benção não ter que assistir esse anime durante uma semana inteira, realmente me senti mais leve. Enfim, reclamações à parte, nesse artigo eu irei analisar os dois episódios (o da outra e desta semana) da melhor comédia dessa temporada.

Ler o artigo →

Difícil, né? Realmente, difícil. Sendo sincero, já cansei de ter que encher linguiça na introdução de todo artigo por falta de conteúdo. Mesmo que o artigo perca seu sentido na próxima linha, eu irei tentar resumir o que aconteceu nesse episódio, no caso: nada. De verdade, nada aconteceu, apesar de duas tramas estarem acontecendo ao mesmo tempo, nada de muito importante aconteceu, apenas coisas consideravelmente “ok” rolaram. Aliás, só pra variar, o episódio foi ruim, igual os outros cinco anteriores. Mentirinha, o episódio 4 foi bom, certo?

Ler o artigo →

Já tentou introduzir algo “ruim”? Ou até quem sabe, apresentar algo de ruim para alguém? É meio complicado, não? Ao meu ver, é bastante complicado, mais do que deveria. Além de anormal, introduzir algo “ruim” não é nada “legal”, por justamente ser algo ruim. Contudo, apesar desse algo que será introduzido ser ruim, isso também é difícil de ser introduzido, por justamente ser ruim.

Basicamente escrevi nada com nada, não? É, por aí. Na verdade, minha intenção aqui era de justamente escrever nada com nada, mas por algum motivo, esse nada fez sentido, de verdade, se não entendeu, leia com mais atenção, com toda certeza vai entender. Apesar de ter sido “nada”, consegui me expressar da maneira que queria. Por que disso? Bom, esse episódio 5 de Sagrada Reset foi bem ruim, não concorda?

Ler o artigo →