Bom dia!

O título da novela que a Mayu está gravando é muito sugestivo, e será também o título do próximo episódio. No caso, os sonhos da novela são sonhos literais, as personagens dormem e sonham, mas tanto lá quanto cá sabemos muito bem que sonho também tem um significado metafórico.

E no anime, essa é uma metáfora que funciona em vários níveis.

Na novela, Mayu é Yoko, e Shiho é Mitsuki. Antes de continuar, é bom lembrar: Shiho assumiu a posição de centro no I-1 Club depois da Mayu ter uma crise e abandonar o grupo. A relação entre as duas é, no mínimo, tensa, e isso é perceptível em vários momentos durante o episódio através das reações da Shiho. Apesar disso, elas trabalham em harmonia e com profissionalismo. Não há problemas entre as duas, nem nas telas nem fora delas – pelo menos até agora.

O tema dos sonhos opera tanto no sentido vertical, hierárquico, quanto no sentido horizontal, todos os sonhos de todas as pessoas, reais e fictícias. Na estrutura rígida que um grupo enorme como o I-1 Club tem, dividido em três (há o I-2 e o I-3 também), suas integrantes sonham não apenas em ser idols, mas em conseguir entrar em uma equipe, subir até a principal, e nela ocupar a posição central. Mayu e Shiho já chegaram lá. As duas saíram do grupo. Mayu porque teve a crise que quase a afastou definitivamente da carreira – e a colocou em choque com sua mãe. Da Shiho não sei a história (será que os outros dois filmes contam?), mas sei que ela acabou se tornando o centro de outra banda, a Next Storm. Nada mal para a Shiho, que no entanto parece nunca ter aceitado o fato da Mayu ter simplesmente abandonado o I-1. Lógico que era o sonho dela se tornar o centro, mas quando ela finalmente chegou lá, a coisa simplesmente caiu no seu colo, ela não sentiu que mereceu, e essa é uma das razões de sua mágoa da Mayu.

Em um grupo menor, diferente, como as Wake Up, Girls!, não há disputa por posições. Yoshino é a líder, foi apontada e escolhida por aclamação pelas demais garotas do grupo, e não há nenhuma disputa interna. As relações dentro das WUG são essencialmente horizontais, de total cooperação, e agora que elas vivem juntas isso é ainda mais perceptível. Uma cobre as costas da outra sempre que necessário, elas se ajudam, elas se apoiam. Talvez isso mude se um dia todas tiverem agitadas carreiras solo paralelas ao grupo, mas ainda não é o caso e não creio que vá ser tão cedo.

Com amigas assim, Mayu só precisa se preocupar em fazer o seu melhor no trabalho

Yoshino pode ser a líder, mas o passado de idol e centro do I-1 Club coloca a Mayu em evidência, e certamente foi por isso que ela foi escolhida para participar da novela – especificamente por ter sido centro do I-1. Note como as duas protagonistas da novela são as duas ex-centro do I-1. A Mayu pode estar profissionalmente afastada de seu ex-grupo, mas sua fama ainda a vincula a ele. Para a Shiho esse vínculo é ainda mais forte, e até mesmo profissionalmente ela permanece ligada ao I-1 Club, tanto que quando a Moka, a atual centro, se machuca, ela retorna para o I-1 para ocupar a posição central – o que já lançou ondas de choque na própria novela, que teve o ritmo de gravações alterado e possivelmente o roteiro também, e pode provocar turbulências na carreira da Mayu (e por conseguinte, nas Wake Up, Girls!), no I-1 Club (cuja agência passa por uma crise) e na Next Storm. Sonhos podem encontrar novas barreiras, ser espatifados, por causa de um simples tornozelo torcido.

E podem também surgir novas oportunidades para aqueles que têm sonhos. A indisponibilidade da Mayu por causa da novela pode abrir mais oportunidades para suas colegas de WUG, só para ficar em um exemplo bastante óbvio. Talvez a Mayu acabe se sobressaindo à Shiho na novela, que está sendo pressionada por todos os lados, e isso pode ser bom para a sua carreira e para o Wake Up, Girls! também (mas potencialmente ruim para a relação entre Mayu e Shiho). Tudo isso e outras coisas ainda mais imprevisíveis. Todas elas são profissionais, todas têm que saber lidar com tudo isso, sonhar é só o começo.

O sorriso mais bonito do episódio

E falando em começo, a história das três fãs fofinhas das WUG deu seu primeiro grande passo nesse episódio! Elas são bem mais novas, a forma como se relacionam com os pais, precisando pedir permissão para cada passo, entre outros detalhes, deixa isso bem claro. Enquanto as garotas das Wake Up, Girls! já eram adolescentes colegiais e agora já são praticamente adultas (com exceção da Minami, a mais nova) quando começaram, e apenas a Mayu e a Yoshino (como modelo) já tinham experiência na época, suas fãs ainda são ginasiais. Ayumi, Otome e Itsuka têm apenas 14 anos – e começar cedo será uma vantagem no futuro, mas sem dúvida é uma desvantagem agora. Elas conseguiram participar como figurantes da gravação de uma cena da novela, e a Ayumi quase derreteu quando a Mayu se aproximou dela para devolver um objeto que ela havia derrubado de sua bolsa. Ela sempre foi a mais empolgada e com certeza foi aí que ela decidiu se tornar uma idol. O sonho para as três está apenas começando.

O primeiro passo de três ginasiais

E você, qual o seu sonho?

Discussão