Às vezes me pergunto por que acompanho Black Clover e acho que até hoje não sei ao certo…. Deixando as lamúrias de lado, esse episódio se não foi bom, ao menos foi razoável dentro do que se poderia esperar dele, representou mais uma pequeno e simbólico avanço para o Asta e terminou com a deixa de algo que pode ser interessante se for melhor trabalhado. Venham, Touros Negros!!!

Um grupo bonitinho, mas ordinário kkk… torço para que eles acabem cativando vocês…

O que esperar de um grupo de desajustados em um anime que é um amontoado de clichês? Personagens estereotipados com piadas próprias sendo repetidas até o talo, incessantemente, sem descanso, o que é ainda pior do que eu sendo redundante aqui! Já li o mangá e lembro que era igualzinho, mas custava dar uma aliviada no besteirol diretor? Custava, pelo visto!

Agora me pergunto: por que continuei a ler o mangá se achava isso idiota já lá? Não lembro, só lembro que apesar disso achei que algo de bom ainda poderia ser tirado dali, que foi o que aconteceu na cena da rebatida a espadada do Asta e a sua aceitação no grupo simbolizada pela entrega do manto dos Touros Negros. Esses momentos não foram maravilhosos, mas não foram ruins também. Se não houvesse nem isso aí sim eu diria que essa obra não valeria o meu tempo!

Gostei do raciocínio dele, apesar de não ter sido nada demais também

É verdade que o telespectador tem que ter uma baita suspensão de descrença para engolir muitas coisas nesse anime, mas se tratando de um battle shounen clichê até demais da conta, não acho que dê para considerar isso um ponto negativo tão negativo assim. A gritaria do Asta foi irritante pra caralho? Foi, oh, se foi! Mas ao menos o Yami fez o que todas as pessoas que veem o anime devem ter desejado fazer e espero que isso contribua para o Asta ir parando com esses escândalos idiotas.

A voz do Yami é a voz do público desse anime! Amém!

A única outra coisa interessante do episódio e da história em si que acho digno de nota é a forma como a sociedade é estruturada em volta da magia, já que no universo da obra, para uma pessoa ser importante e respeitada, ela tem que ser nobre e ter magia, o que geralmente vem de mãos dadas, mas não parece ter sido o caso da outra recruta, pois se fosse ela não teria parado no pior esquadrão e teria ido para o do seu irmão, não é? Se até entre os que têm berço de ouro há discriminação então é porque a coisa deve ser realmente feia nesse Reino e espero que o anime retrate isso minimamente bem usando a Noelle e o Asta – pois se formos pensar bem ele não tem magia e é pobre, ele é tudo o que deveria ser abominado nesse mundo e ainda assim quer se tornar o Rei Mago. Duvido o anime se aprofundar demais na discussão, mas se ele seguir bem o mangá deve sair algo bom daí. Espero que isso ajude a melhorar a qualidade geral da obra e a sua má recepção inicial.

Ele parece detestável, agora cabe ao anime tentar torná-la adorável!

Aliás, já foi confirmado que o anime terá 4 aberturas e 4 encerramentos, o que deve significar no mínimo uns 50 episódios. O caminho para “recuperar uma popularidade nunca antes alcançada” é tortuoso e não é comum isso acontecer depois de um tempo, mas vai que rola um milagre, né? Vamos ser se como num passe de mágica Black Clover consegue ao menos não ser um fracasso total.

Espero que a partir do próximo episódio exista mais do que só uma cena de ação bem animada, eu quero ver sangue e tripas – na verdade seria pancadaria e sangue mesmo – Pierrot! Vou ficando por aqui, espero que estejam curtindo Black Clover apesar dos muitos pesares e até a próxima!

Acho bonitinhos esses momentos do Asta. Como sou manteiga derretida, meu deus kkk…

Discussão