Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bom dia!

Esse artigo também poderia se chamar “Ouni brotou da areia”. Ou “Tem outra Neri”. Ou “Crianças soldados”. Ou “Era isso que você queria, dona viking?”. Em resumo: esse episódio foi uma bagunça (mal) organizada.

E não dá para ter certeza o que foi importante e o que não foi, ou o que foi mais ou menos importante. Dá pra especular, e se é pra especular, pergunto: quem você acha que morre na batalha contra Skylos, hein?

Curta o anime21 no facebook:

Chakuro treinando para virar a Xena

Lycos e Chakuro obviamente estão seguros. Seguros de que não vão morrer, que fique bem entendido, o que pode acontecer depois está em aberto. O Chakuro disse, em narração alguns episódios atrás, algo sinistro sobre aquele ter sido o último dia que ele registrou na Baleia de Lama. Certamente, desde que começaram a treinar para a batalha ele não teve mais tempo, sendo o seu decalque na parede o último “registro” feito. Mas e depois? Como o narrador parece estar no futuro, não é irrazoável imaginar a Baleia de Lama afundando, afinal. Parece que ainda existe gente maluca no Conselho de Anciões, e mais importante, o capitão Shuan continua parecendo um maluco de pedra (ou de areia). Sua esposa está em prantos e ele não parece entender porque, ou entende mas não se importa.

Então talvez todo mundo morra, exceto uns poucos do esquadrão especial que partiu para Skylos. O que acontece com eles depois? Como se eu soubesse! Capturados? Fogem em Lycos (o navio-ilha)? Matam todo mundo e fogem em Skylos mesmo? Viram felizes e satisfeitos soldados do Império? Ok, esse último é improvável até mesmo dentro do conjunto de hipóteses improváveis. Mas bem, talvez o Chakuro-narrador tenha apenas recorrido à figura de linguagem e nosso navio-ilha preferido continue singrando os mares de areia depois dessa batalha. É o mais provável, eu acho. Mesmo assim, o que não faltam são death flags.

À rigor, todo mundo do esquadrão especial está em risco, exceto Chakuro e Lycos. E Ouni, eu acho, mas nunca se está sendo prudente demais esperando por desenvolvimentos absurdos em Kujira no Kora. A Baleia de Lama é um lugar minúsculo, com uma população minúscula na qual todo mundo provavelmente se conhece, nem que seja de vista, e mesmo assim o Ouni apareceu “do nada”, já crescido. Como isso é possível? Por que ninguém o acolheu mas ao mesmo tempo ninguém parece ter estranhado que ele estivesse ali? Claro que essa é uma história contada do ponto de vista de uma pessoa (o Nibi), então pode estar imprecisa, incompleta, mas os furos que ela têm são simplesmente grandes demais. Quem garante que o Ouni, como parece ser o caso da Neri e de sua “irmã gêmea”, também não está diretamente relacionado a Falaina? Ou quem sabe ele foi trazido de outro navio-ilha por sabe-se lá qual razão, nunca revelada? Ele não se sente bem preso à Baleia de Lama e não é de demonstrar muitos sentimentos, enfim.

Da onde ele surgiu? Por que ninguém se importa?

Mas agora que já o mencionei, vou logo dizendo: a maior death flag do anime é aquela pendurada sobre a cabeça do Nibi. Não só por causa de suas circunstâncias nesse ataque em particular, mas por causa do jeito Kujira no Kora de desenvolver personagens. Chakuro precisou que Sumi morresse. Suou precisou que Taisha morresse (ele pessoalmente lamenta mais a morte de Sumi, mas se tornou o líder por causa da morte de Taisha). Dois amigos do Ouni já morreram e isso o fez agir na batalha anterior, mas desde então ele está “morto”, com alguns poucos laivos de pró-atividade mas na maior parte do tempo indeciso e depressivo. Se Kujira vai continuar Kujira, Ouni precisa que alguém morra, e esse alguém só pode ser o Nibi.

Resultado da experiência de deixar Lycos na Baleia de Lama: ela virou tsundere (“se não quiser vestir tudo bem”)

Em uma última nota, eu realmente gostaria de comentar o quanto aquela anciã “viking” (ela pareceu mais viking no episódio anterior) foi inútil. Quero dizer, claro, estão treinando crianças para a guerra e isso é algo não apenas horrível como possivelmente inútil. Dada a composição etária da ilha, porém, não é algo que se possa evitar. Segundo sabe-se desde o primeiro episódio, 90% da população é marcada, e marcados não vivem mais de 30 anos, o que significa que a média etária lá é muito baixa. Isso tem se mostrado verdadeiro na maioria das cenas do anime, dominadas por crianças e adolescentes. Os poucos adultos que podem lutar e a maioria dos adolescentes estarão ocupados protegendo as paliçadas erguidas nas ruas da ilha, então as crianças precisam pelo menos saber se defender se e quando a hora chegar. Pode ser inútil, mas pode ser a diferença entre a vida e a morte. E a velha tem um cliffhanger só para ela no episódio anterior e nesse episódio vai atormentar o Suou só por causa disso? Ora.

Comentários