Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Como eu já venho comentando nos últimos artigos, Yuuji não só amadureceu como vem mostrando um certo grau de evolução a cada episódio. Nesse, sua evolução encontrou uns inimigos antigos, porém conhecidos; o nome desses inimigos? Os complexos. Nós sabemos que Yuuji havia esse tipo de problema e apesar de tê-los superado, o jovem Bookmaster ainda não sabe lidar quando o problema envolve outra pessoa e ainda por cima, com condições similares. Fato é que sua tentativa e busca por respostas acaba cada vez mais contribuindo para uma solução e no mais, o que podemos esperar do que vem por aí?

Virou “Sheroki Holmes” agora, né, danado

E se tem alguém que apesar de uma pequena quantidade de contribuição, ajudou e muito, foi o Chiaki-sensei. Acredito que todo colégio deveria ter um professor daquele, afinal, ele não ostenta seu cargo e usa isso ao seu favor, mas sim tenta entender o lado dos alunos e com isso, ganha a simpatia e a cooperação deles. Yuuji não foi diferente e ao ser conquistado pelo carisma a as ações de seu novo professor, ele pôde progredir ao ponto de tentar ajudar alguém que visivelmente precisa de ajuda. E é claro que vale ressaltar que essa nova postura do Yuuji poderia sim ser obtida sem a ajuda de Chiaki, mas talvez, ter um exemplo em sua frente foi algo muito mais útil para sua evolução.

Mas como nem tudo são flores, a situação atual de Yuuji também não é sua maior aliada. Digo isso por conta dos eventos que tiram seu tempo e da sua falta de habilidade comunicativa. É visível que Yamamoto tem uma barreira blindando-a de envolvimentos externos e infelizmente Yuuji não só carece das armas necessárias para combater essa barreira, como também está de certa forma ignorando uma possível utilidade de seus servos. Talvez eles sejam realmente inúteis para tal situação (duvido disso) mas fato é que sem a ajuda de seu petit, Yuuji provavelmente não irá obter a resposta com tanta facilidade (ainda que tenha tido ajuda externa).

Yamamoto também não teve uma vida exatamente fácil. Em primeira estância parece algo banal (a situação como um todo), mas saiba que isso tudo é extremamente estressante e desmotivador (dentre vários outros adjetivos que eu poderia dar). Claro que fica de certo modo difícil justificar certas ações, mas podemos dizer que há sim uma solução (por mais difícil que seja) de seus problemas. Infelizmente é algo que depende muito mais dela do que de Yuuji e por isso fica uma certa incógnita na cabeça.Por fim, vários eventos nos aguardam em Youkai e isso me faz feliz. Festivais, trabalhos e uma jornada de descobrimento próprio além, é claro, da prestação de ajuda aqueles que necessitam de certa forma. E de tudo que eu poderia dizer sobre, é que altas emoções nos esperam meus amigos, até a próxima.

Comentários