Oi, pessoas! Hoje nós vamos aprender a complementar o anime com partes que poderiam ser mais interessantes se tivessem sido colocadas lá atrás!

Não pensei que o Ki Shou fosse aparecer de repente neste episódio. Mas já que o anime está correndo tanto que está cobrindo o quarto volume do mangá inteiro, logicamente que ele ia dar as caras, não é, minha gente? Mas sejamos justos com ele. Um dos quatro Reis cuidando de 100 filhos não é fácil, principalmente na época em que ele era um mancebo viril. E, falando em filhos, um deles aparece, e adivinhem só o que a Dakki faz com ele?

A partir daqui, vocês podem ler os artigos sem medo de serem felizes, pois muitos detalhes eu coloquei nos outros, e boa parte deles aparecem neste episódio. Apenas os descrevi porque estava com medo de que maneira porca o diretor adaptaria, porém ele acertou em alguns pontos desta vez, graças a Deus!

Ah, e a parte de spoiler estará na caixinha de spoiler mesmo. Se quiserem saber o que perderam (que não foi muita coisa, e é uma parte bem idiota), podem clicar!

E aí você descobre que está sendo uma velha ranzinza quando sabe que estão retirando muitas partes de um dos animes que marcou a sua infância. Quando eu tinha uns 12 anos, eu mal via animes direito, até que meu irmão me apresentou alguns da Locomotion, canal que ele descobriu por um acaso. Inclusive nós tínhamos vídeo cassete em casa e, quando perdíamos algum episódio, a gente gravava. Dentre eles, era Soul Hunter, anime que nunca pensei que tivesse uma história tão ampla assim. Naquela época, eu pouco ligava para os detalhes, e sim para a comédia, cujo anime tem de sobra (ao menos na versão de 1999).

Mas vamos parar de falar da minha infância (que para mim foi muito boa, por sinal) e vamos voltar para Haikyu Houshin Engi! O que achei de diferente em relação a esta adaptação com a outra é que os envolvidos deram ênfase a apresentar os aliados do protagonista primeiro para depois, sim, apresentar a história que muita gente acabou descobrindo o que se tratava neste episódio. Eu realmente achei muito rápido como contaram primeiramente, e agora resolveram puxar um freio e falar: “OPA! PARA, PARA, PARA! POR QUE ESTAMOS CORRENDO TANTO?!” e explicar finalmente o porquê Taikoubou precisa derrotar a cretina da Dakki.

Como expliquei em um dos artigos de indignação, o motivo é um só: derrotar a Dakki porque ela está infernizando a vida principalmente de Chuuou, o Imperador, o qual estava com o seu mandato chegando ao fim. Com o mandato dele terminando, seria escolhido outro Imperador, que na verdade já fora selecionado a dedo: o Rei Ki Shou, que é o mais aconselhável para tal cargo. Agora vamos por partes, como diz Jack, o Estripador. Por que diabos a Dakki escolheu justamente o final do mandato do pobre Imperador Chuuou (o qual tinha umas 3490382409 esposas, porque, né) para controlá-lo? Porque ela queria o caos instaurado após ser banida várias vezes por Buseiou, assim como foi apresentado várias vezes, mas em pequenas cenas.

Buseiou é o mais próximo do Imperador, então foi fácil para ela criar uma estratégia que consistia, além de matar suas irmã e esposa, também expulsá-lo de Chouka para Seiki. Mas é claro que daria 349083240 ruim, pois uma vez que o mesmo fosse banido, Bunchuu, seu amigo de longa data, o acusaria de traição ao Imperador e o mataria sem dó. E é mais óbvio ainda que nem Dakki e nem Bunchuu sujariam as suas mãos, por isso ambos enviaram seus capangas para dar um fim nessa história toda e criasse uma verdadeira revolução.

Além disso, nós precisamos falar sobre uma parte que apareceu cruelmente.

Vamos dizer que já vimos essa cena em algum outro anime que já foi comentado aqui, no Anime21. Sabe 91 Days? Sabe aquela lasanha? Então, meus queridos!

Desde os anos 90 eram adaptadas receitas que continham carne humana! Mas é claro que temos que colocar tal receita nas mãos da nossa vilã da vez: DAKKI! Como o filho de Ki Shou sabia que seu pai estava em cativeiro, especialmente por traição (claro que na visão deturpada de Chuuou), ele resolveu se livrar da raposa com suas próprias mãos.

E uma coisa que a nova adaptação não mostrou foram os três presentes que ele apresentou para ela. Eu não lembro exatamente quais foram os dois primeiros, mas o último era um macaco segurando dois pratos de bateria. Como ele não era treinado o suficiente, resolveu pular em cima de Dakki para que, provavelmente, a arranhasse e tentasse arrancar a sua carne. Como ela percebeu, foi chorando para Chuuou, e ele ordenou a execução.

Se eu não soubesse que era carne do filho de Ki Shou, provavelmente até eu ficaria com fome, mas o máximo que fiquei foi triste mesmo. E infelizmente devo dizer que o programa de culinária da Dakki foi bastante interativo e explicativo, e sua irmã decidiu entrar na onda.

Bom, eu não sei se coloco a receita para geral, porque é muito mórbido, mas… Ah, vou colocar.

Mas e aí?! O que aconteceu com o Buseiou?! Ele simplesmente percorreu com a sua família todo o caminho necessário para que chegassem até aquele portão que não queriam abrir no terceiro episódio. O problema é que tinha mais um bom pedaço pela frente, e novos inimigos para serem enfrentados. Taikoubou não havia conseguido chegar em tempo tão hábil quanto… TENKA, O PERSONAGEM DO STAR WARS SABRE DE LUZ! O mesmo que foi levado para onde o Taikoubou treinava e ganhou seu Paopei, o mesmo que foi criado como filho pelo Buseiou, o mesmo que tem o poder de um Sennin agora! Chegou com tudo e arrebentou com os espíritos parceiros da Dakki! E FINALMENTE MOSTROU MAIS DOIS ESPÍRITOS (o primeiro foi do filho do Ki Shou, infelizmente) INDO PARA O HOUSHINDAI! Demorou, mas veio. Eu estava prestes a praguejar.

Depois desses inimigos (que inclusive tinha um panda que foi derrotado primeiro, mas o diretor resolveu se esquecer dele), surgiram mais dois: Keihou Chou, que usa um megafone que paralisa a pessoa cuja qual o nome é dito, e Lin Fu, que usa um colar cujas contas saíam e prendiam a pessoa. Eles trabalham em equipe, e foram enviados por Bunchuu. Durante a luta, Nataku apareceu com seus dois novos Paopeis que foram dados pelo seu mestre Sennin para que lutasse e ajudasse Taikoubou e o resto do pessoal. Por renascer de uma flor de lotus, Nataku não era mais o seu nome propriamente dito, então uma das contas de Lin Fu o prendeu sem que o menino rebelde fosse paralisado. O problema é que Nataku é tão forte que quebrou aquele “casulo” e acabou matando o portador desse Paopei. O outro foi morto por Tenka, que estava com os tapa ouvidos que Taikoubou lhe deu antes da luta começar.

Nesta nova adaptação, Nataku apareceu com seu mestre para ajudar o povo antes, e o Bukichi apareceu do nada. Mas quem diabos é Bukichi? É o menino que quis ser treinado por Taikoubou. Mas de onde ele soube da reputação desse Doushin?!

Depois de seu pai ser morto por Dakki em Chouka, soube da reputação de Taikoubou, a qual foi espalhando de cidade em cidade. Por ter uma estrutura de Doushi, ele é bem rápido e de grande ajuda. Como Taikoubou não era um Sennin ainda, não podia aceitar discípulos, porém o menino quis de qualquer jeito.

Aquele cara chato, mas legal, que aparece do nada.

Assim, Bukichi auxiliou no salvamento da família de Buseiou, e mais quatro inimigos apareceram. O que será que acontecerá agora?!

Muito obrigada por acompanharem o artigo até aqui, e nos vemos no próximo! 😀

Discussão