Killing Bites está longe de ser o melhor anime da temporada, mas se tem algo que nenhum outro consegue ser melhor é no título de cada episódio. Fico impressionado com os títulos e sua relação com os acontecimentos que ocorrem durante o episódio (sim, pode até ser algo óbvio de acontecer, mas enfim). Fato é que dá para dizer que uma parte do ecchi que estava “faltando” apareceu nesse episódio em peso. E isso de certa forma não foi bom pois as lutas e o desenrolar do arco foi tecnicamente travado por conta dessas cenas.

Sinceramente, eu costumo ignorar (ou evitar, entenda como quiser) o ecchi quando escrevo os artigos. Não acho que ele é relevante para o episódio em si no quesito conteúdo mas confesso que sobre esse episódio será meio complicado não fazer isso. Não tivemos lutas propriamente ditas e sim mortes instantâneas em lutas unilaterais deixando toda e qualquer expectativa gerada pelas possibilidades de acordo com as características de cada lutador inútil. E isso tudo empobrece ainda mais um episódio desses, porque além disso tivemos vários momentos de puro fanservice descarado sem utilidade/relevância.

Sim, tivemos um teriantropo que tinha como  habilidade um aroma afrodisíaco e por isso certas coisas entre Hitomi e Erza aconteceram. Sinceramente eu nunca pensei que haveria algo assim, mas era de se esperar algo parecido desse anime. De qualquer forma, as mortes começaram a ocorrer de fato e um elemento não identificado já chegou mostrando sua força. Sinceramente eu não consigo imaginar um animal que ganhe com tanta facilidade do crocodilo para poder explicar tal luta. E eu esperava que essa aparição da equipe do crocodilo fosse algo para ser importante e tudo mais, e no fim fizeram alarme demais para nada.

Ao menos o próximo episódio promete ser interessante por conta da Luta da Hitomi com o Tigre. Sinceramente acredito que ela possa sim vencer, mas com uma bela ajuda do protagonismo e enchendo o saco com aquela frase que ela diz todo santo episódio. Inesperadamente, todos da equipe da Hitomi estão vivos e por isso eu me pergunto quando o caldo vai engrossar de verdade com eles. E isso tudo sem esquecer que ainda há integrantes que sequer deram as caras (até onde eu me lembro).

  1. Já viu anime mais trash e educacional ao mesmo tempo que esse? hahaha
    Não tem muita coisa que salva nesse anime, as vezes me pergunto o que estou assistindo lol. Mas… episódio que vem tem a fala da Inaba como título, ou seja, potencial melhor episódio!!!
    Ah, todos os brutes participantes do Destroyal já foram apresentados.
    Mitsukado: Gorila, Bear e Kido (faço a menor ideia do que ele é);
    Yatsubishi: Tiger, Cheetah e Civet;
    Sumitomo: Crocodile, Gecko e Cobra;
    Ishida: Ratel, Rabbit e Hippopotamus.
    Foi um ponto positivo a forma como encaixaram o ecchi nesse episódio, sem o detestável do Cobra já fica melhor também. Mas, pessoalmente, esses momentos não me agradam. Pra ser sincero, o que me prende ao anime são as explicações do narrador, que são 10/10! hahaha

  2. Sobre os Brutes eu escrevi aquilo mas depois bateu uma dúvida e no processo de procura eu capotei XD.

    De fato é um anime onde esperar algo pode ser um erro. Por outro lado ele te entrega exatamente aquilo que promete. E sim, as explicações do narrador são ótimas (fora o conhecimento que traz kakaka) e inclusive elas me lembram muito outros animes da “mesma linha”. Já em relação ao ecchi, foi algo que me incomodou porque eu queria ver sangue rolando e afins, mas por outro lado apesar da explicação ser uma mera desculpa, não foi de tudo ruim. Podemos dizer numa boa que aquilo tudo é justificado.

Discussão