Com exceções de pouquíssimos gêneros, os animes em geral não conseguem fugir de dois tipos de episódios: praia e termas. Esta semana, Pop Team Epic resolveu abraçar as fontes termais e ambientar sua esquete principal em uma, com direito a investigação ao melhor estilo Detective Conan (literalmente). Por outro lado, a velha sensação do episódio passar rápido demais continua, desta vez, em um nível ainda maior.

Nesta semana, vou começar o artigo por onde costumo terminar: apresentando os dubladores do episódio. Agora, as escolhas não foram apenas para agradar aos fãs, como também fez total sentido dentro da proposta da esquete principal, que basicamente foi uma paródia de um episódio de Detective Conan. Isso foi levado tão a sério que até o eyecatch (vinheta para anunciar quando começam e terminam comerciais de televisão) estava idêntico ao do anime de investigação, então os dubladores foram a cereja do bolo.

Os convidados masculinos foram Rikiya Koyama e Wataru Takagi, que dublam Kogorou e Wataru em Detective Conan. Com certeza, os dois criaram uma maior imersão aos fãs do anime, já que na história Popuko e Pipimi também fazem interrogatórios durante a esquete – só que do jeito delas. Os dois dubladores também trabalharam juntos em Naruto Shippuden, dublando Yamato e Obito.

Esta esquete principal soube tirar sarro de diversos elementos do gênero investigativo, inclusive lidando com os clichês básicos, como resoluções sem sentido, interrogar pessoas que não contribuem em nada para a trama ou a redenção dramática no final. Além disso, acho que foi a primeira vez que a esquete mais longa foi deixada por último, o que resultou em um encerramento mais emocionante – como se fosse final de temporada. Mas, por outro lado, eu senti que isso acelerou o ritmo do episódio como um todo (ou pode ser coisa da minha cabeça).

Adivinha quem é o assassino?

Outra curiosidade é que – até onde me lembro – esta foi a primeira vez que Pipimi ganhou um maior “protagonismo” em um episódio de Pop Team Epic. Mesmo que não esteja explícito, é comum que a Popuko tenha mais destaque na maioria das esquetes, mas dessa vez decidiram inverter isso. Inclusive, o Pop Team Epic Cooking, o quadro de culinária do anime, nem teve a participação da Popuko, sendo substituída por… uma personagem genérica. Propositalmente, é claro.

Pop Team Epic Cooking não é o mesmo sem a Popuko

Também não faltaram referências essa semana, mas de uma forma um pouco mais sutil. Uma das mais mais nostálgicas pra mim foi Super Puyo Puyo, que se trata de um Tetris, só que com gosmas. Eu lembro de jogar bastante isso no Super Nintendo, então a relação foi praticamente automática.

Além disso, tivemos um clássico momento de “anime de esporte”. No início pensei que era Super Campeões, mas na verdade são muitas referências em uma só imagem. Visualmente, ela se refere a Inazuma Eleven, que chegou no Brasil com o nome de Super Onze. A técnica é semelhante ao chute Proton Ganimede, que parece um Kamehameha, só que com uma bola de futebol.

Já o nome dos “golpes” fazem referência a outras coisas. Pipimi diz “Satellite Cannon”, uma habilidade do personagem Garrod Ran de Kidou Shin Seiki Gundam X. Isso fica ainda mais nítido se levarmos em conta que o dublador de Pipimi neste episódio, Wataru Takagi, também dublou Garrod em Gundam. Enquanto isso, Popuko diz “Aura Cannon”, que faz referência a uma habilidade do personagem Sabin de Final Fantasy VI.

Ainda vale citar que nesta semana a versão masculina do anime foi mais divertida que a versão feminina, contando com mais piadas, referências e até uma abertura diferenciada, destacando os efeitos sonoros. Mesmo assim, as dubladoras femininas também fizeram um bom trabalho e já eram conhecidas pelo público.

As escolhidas foram Sora Tokui e Suzuko Mimori, que interpretam Niko (que você deve conhecer pelo “Nico Nico Nii”) e Umi em Love Live! Aliás, acho que elas perderam uma ótima oportunidade de cantar o encerramento de Pop Team Epic. Sem falar que a Sora poderia ter encaixado o “Nico Nico Nii” em algum momento. Talvez fique pra próxima.

Hoshiiro GirlDrop pode ser clichê, não fazer sentido e ser uma cópia barata de comédias românticas, mas eu ainda queria muito que esse anime existisse.

Mais gotinhas de amor na semana que vem!

Discussão