O maior problema de episódios muito bons é que você acaba esperando uma continuação ainda melhor, e bem, na maioria das vezes acaba se decepcionando com sua própria expectativa. É exatamente o que acontece aqui! Os últimos episódios foram muito bons, trazendo aquela real sensação de estar vendo um jogo, no entanto, o episódio dessa semana decepciona por trazer apenas uma viagem de carroça em que não há uma perseguição que dificulta a chegada, não há mais de dois diálogos realmente pertinentes, e bem, não passa de uma viagem comum, entediante e que com exceção de duas coisinhas, apenas te faz perder tempo.

A qualidade técnica do episódio está boa, a animação bacana e a consistência de Death March kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku é mantida; a trilha sonora não é exigida mais do que para momentos cômicos, como… pasmem – pois é algo realmente engraçado e com certeza não fez ninguém dar risada -, o Satoo apalpando o peito de uma das garotas! Uau, ninguém fez isso antes e realmente é engraçadão.

As memórias do jogo começam a dar a entender que o Satoo é uma reencarnação diferente da Arisa, pois tecnicamente ele é uma reencarnação diretamente do jogo, sendo um personagem que já vivia por lá e acabou morrendo. Bom, não sei o que isso parece para a maioria dos espectadores, mas para mim parece que ele é sim o herói, pois ele é extremamente forte desde a primeira batalha, consegue ter habilidades que quase ninguém tem, tem dinheiro e métodos de aprendizagem aparentemente infinitos, e claro, o maior ponto: ele é o protagonista do anime; quer prova maior que essa? Lembrando que eu só acompanho o anime, optei por não ler a novel e nem o mangá, então, tudo que eu falo é apenas com base nos episódios que eu vejo.

Aquela peça que o homem-rato deu para o Satoo é um tanto intrigante, pois pelo enfoque que o diretor deu nela, aparentemente será algo importante para o próximo episódio, e espero que realmente seja algo de fato importante, e não que deem apenas um motivo imbecil para fazer algo imbecil e finalizar o anime.

Estes são os maiores heróis de Death March!

De fato, tenho alguns problemas com Death March kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku, no entanto, consigo entender que é o estilo dele, sei que o anime precisa ser assim pois o autor imaginou assim. E eu queria saber até onde vai isso, digo, saber se o Satoo realmente é o herói e o que ele vai fazer com essa informação; saber também como ele vai voltar e se isso tudo é uma viagem no tempo – é, eu sei que é louco imaginar isso, no entanto, se pegar as memórias e o lugar em que o Satoo e a Arisa estavam, é algo pertinente, apesar de ter a contradição da diferença de cores que o Satoo acabou falando. Aparentemente faltam apenas dois episódios para o final de Death March kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku, então, deve ser finalizado com a peça dada ao Satoo. Bem, era essa peça que você queria? Sim, eu usei “peça” só para poder falar isso no final.

Discussão