Fiquei com um sorriso de orelha a orelha enquanto assistia esse décimo nono episódio, pois, apesar de já esperar que acontecesse o que aconteceu, não consegui conter a animação com o caminho que a trama tomou. Foram meses esperando por esse momento e agora que ele chegou quero curti-lo enquanto aguardo ansiosamente pelos quatro episódios finais do anime. Que se abra o Steins Gate!

Dessa vez, diferente do que ocorreu no sétimo episódio, foi o Okabe quem quis saltar no tempo – até porque era a única alternativa de salvar a Mayuri, a Suzuha e a Kagari. Sem ter mais uma máquina do tempo no presente, restava apenas acabar o telefone microondas e enviar um d-mail para o passado – isso poderia não evitar que tragédias ocorressem, mas daria ao Okabe a chance de mudar o futuro.

Nada como uma loli cientista que pensa racionalmente em meio ao caos.

É verdade que insistir com os amigos para que o telefone microondas fosse terminado foi hipocrisia da parte dele, mas se nem depois do que ocorreu ele reagisse assim, o que o público teria a esperar do personagem? Como recriminar a hipocrisia em face do desespero se é justo nesse tipo de situação que qualquer pessoa costuma deixar quaisquer preocupações em fazer sentido de lado? Na verdade, ele mudar de opinião sobre o que devia fazer nem foi algo assim tão infundado visto que – como ele mesmo aponta – a promessa que ele fez com a Kurisu se referia a lutar para preservar uma linha do tempo em que ele e seus amigos ficassem seguros, mas com essa segurança ameaçada, por que ele não poderia mudar de opinião? Não existe mais paz a ser protegida, mesmo ela sendo só uma ilusão.

Essa foi pra quem diz que celulares mais atrapalham do que ajudam!

É nesse cenário que a Maho enfrenta de novo a sua insegurança e, ainda que repetindo os mesmos passos dados pela Kurisu, o sucesso da sua empreitada não deixa de ser uma reafirmação da garota enquanto a cientista que ela é. Chegar ao cenário ideal em que o “milagre” da criação de um aparato capaz de proporcionar um salto no tempo se fez possível não é o mesmo que tornar aquilo possível.

Os esforços dela foram imprescindíveis. Pouco importa quem é o verdadeiro Amadeus da história, o importante é que a Maho foi capaz de coordenar seus esforços com os dos seus amigos e reproduzir o milagre. O telefone microondas volta e com ele a instigante trama de tentativa e erro ensandecida do Okabe deve ter a sua reprise, afinal, voltar uma vez ao passado não foi suficiente e não vai acabar ali, pois a Operação Arclight precisa ser realizada, ainda mais depois do Okabe ter reconhecido o que a Mayuri estava tentando fazer ao aceitar compartilhar um pouco do peso que ele carregava consigo.

O Amadeus foi uma baita mão na roda, né? Não poderia esperar menos de uma IA da Kurisu!

O Okabe nunca esteve sozinho nisso, mas se antes ele queria suportar o peso do mundo nos ombros, agora ele entende que precisa confiar mais nos seus amigos, que não é errado depender deles, e não é fraqueza dividir a dor e o desespero, não apenas a felicidade e a esperança. Foi disso que se tratou esse episódio, de fazer a transição entre o Okabe que vimos até agora no 0 para o Okabe como ele é de verdade, como ele é quando está lutando com todas as suas forças para alcançar algo, não apenas manter o que era conveniente para ele em troca de boa parte da sua própria felicidade. O Okabe não é só o Okarin da Mayuri ou o rapaz sério e dedicado, mas também é o mad scientist Hououin Kyouma e é justamente por ele que a Mayuri aguarda, é justamente ele e somente ele que é capaz de dar um fim a todo esse infortúnio generalizado que se abateu sobre o laboratório. Seja Stratfor, seja DURPA, seja SERN, nenhuma dessas organizações será capaz de detê-lo. Eu acredito nisso, acredito que o que veremos de agora em diante no anime será ainda mais memorável do que foi a reta final do clássico.

Perceberam o simbolismo de como agora ele está vendo a Mayuri com outros olhos?

Antes de finalizar, gostaria de comentar que as coisas terem acontecido mais cedo no primeiro salto do Okabe deve ter sido mesmo por causa do que ele disse. A destruição da máquina do tempo virou um ponto de convergência, e esse tipo de coisa sempre é difícil de ser superada, mas é certo que ela será. Isso vai acontecer porque o ponto chave para resolver tudo é justamente o marco 0 do anime, a vez em que o Okabe desistiu de tentar salvar a Kurisu da morte certa. Ele vai conseguir fazer isso e o final deve ser muito parecido com o do clássico – tendo a maior diferença no quanto o Okabe sofreu.

Fanservice, a gente vê por aqui… Necessário? Não. Ruim? Muito pelo contrário!

A professora trabalhar para a DURPA, o Leskinen para a Stratfor – mas ter posto seu objetivo pessoal acima de tudo –, e a SERN ainda ser necessária à trama – mesmo sem interferir diretamente nela – foram detalhes que devem ser retomados nos próximos episódios para que as conspirações sejam, na medida do possível, exauridas e nada mais possa impedir a Operação Arclight de ocorrer. Quanto a algum ponto negativo que vi nesse episódio, acho que posso citar a facilidade com a qual nosso protagonista invadiu uma área restrita – a mesma com a qual ele escapou de um covil de inimigos.

Kurisu e Maho são tão similares em ser maravilhosas que até dizem as mesmas coisas! ❤

Não considero isso relevante – e não é mesmo –, mas acho estranho os Labomen não terem sofrido quaisquer represarias em nenhuma das duas vezes em que aquilo tudo aconteceu. Até entendo não terem feito nada na hora, mas é muito conveniente não terem feito nada após a poeira ter baixado.

Enfim, é com extremo prazer e ansiedade pelo próximo episódio que me despeço após um belíssimo momento de Steins;Gate 0. Nenhum detalhe poderia manchar o quão gratificante foi FINALMENTE ver o Okabe tomando as rédeas da situação, fazendo o que deveria ter feito há muito e muito tempo.

Vá e salte no tempo de novo mad scientist! Vá e torne possível a Operação Arclight!

  1. Avatar

    Perceberam o simbolismo de como agora ele está vendo a Mayuri com outros olhos? Será que a mesma coisa que estou pensando? Será que ele vai ser o Hikoboshi da mayushii? Eu estou na torcida, mas acho que não! Só faltou ele usar o jaleco branco para decretar a sua volta.

  2. Kakeru17

    Acho que o jaleco branco pode voltar já no próximo episódio, vamos cruzar os dedos e ficar na torcida, hein! Quanto a forma como ele vê ela acho que foi mais no sentido de reconhecê-la como alguém que não precisa só ser protegida, mas que pode proteger também, alguém em quem ele pode confiar e com quem pode contar. Acho que no final o par romântico para o Okabe vai ser a Kurisu mesmo, mas não fico triste pela Mayuri porque o amor dela realmente é algo que transcende sabe, independentemente da forma o que importa para ela é que eles sejam felizes.

Comentários