Gostaria, primeiramente, de agradecer ao Fábio Mexicano por me ceder diversas imagens dos episódios.

Agora, sobre os episódios: Arata na verdade é míope é bem distraído. Puxando o bonde do artigo anterior, ao final do episódio 8, Shinobu, a atual Rainha do karuta, surpreendeu Wataya (e a mim também), chegando por trás dele, porém ele nem havia se tocado de quem era, principalmente por causa do ganho e perda de peso extremamente rápidos.

Mas o nono episódio vai muito mais além do relacionamento esquisito entre os dois jogadores. Na verdade, acredito que Shinobu é muito mais lunática que eu imaginava, e o comentário de Tsutomu faz todo sentido: os melhores jogadores de karuta são aqueles com um parafuso a menos.

Arata é o único jogador um pouco mais normal de vários que existem por aí, e ele foi importante para um time que o usou para conseguir competir em um jogo de equipe.

Com uma partida memorável, inicio mais um artigo da segunda temporada de Chihayafuru para a Sessão Vintage.

Ler o artigo →

Neste anime é muito difícil as outras pessoas terem reconhecimento do quão bom pode ser Karuta para a vida de uma pessoa que antes achava que não era boa em nada. Os dois grandes exemplos que temos são: a irmã de Chihaya (a mãe dela mais ou menos, pois só agora que ela está começando a ver que o esporte é uma parte fundamental da filha) e a mãe do Taichi (hoje ela já acha Karuta perda de tempo).

Eu poderia até mesmo citar Sumire como um terceiro exemplo, porém ela já tem o esporte no coração e não sabe. Tsukuba ainda pode ser um importante personagem que lhe mostrará isso, embora muitas vezes ele sirva apenas como alívio cômico, só que é um personagem realmente divertido e não força para ser engraçado.

Com o reconhecimento, vem a vitória, e Hokuo é o melhor exemplo disso. Começarei este artigo de Sessão Vintage da segunda temporada de Chihayafuru com a derrota de Misuzawa.

Ler o artigo →

Acredito que esses dois episódios tenham a ver com o outro de forma bem bacana. Tsukuba quer mostrar para os irmãos que é capaz de tudo, e Taichi está disposto a descobrir onde está errando, mesmo que pensem que tudo seja a falta de sorte.

O problema de um e de outro é o mesmo: a falta de confiança em si próprios. Claro que Taichi tem melhorado muito, e Tsukuba ainda está no começo e a primeira competição foi contra uma menina de Classe A, então já pudemos ver uma diferença de níveis.

Porém, com algumas dicas que lhe foram dadas, Tsukuba conseguiu ir melhor que o esperado, mesmo que não tivesse ganho a sua partida na competição em grupos para saber quais colégios (desta vez são dois) vão para o Omi Jingu.

Com toda essa pressão, inicio aqui mais um artigo da segunda temporada de Chihayafuru para a Sessão Vintage.

Ler o artigo →

Hanano Sumire é uma garota extremamente sincera e tudo o que quer é ficar bonita e conseguir namorados da forma mais rápida possível, não importa como. Ela simplesmente, a primeira vista, não dá nada por karuta, apenas vai atrás de Taichi.

Porém, ao se fechar para coisas novas, ela parece muito arrogante para certas pessoas. Além disso, a sinceridade dela machuca de uma forma que não tem noção de nada. Tem vezes que tudo o que Sumire fala sai sem querer e não tem mais controle de suas ações.

Esta temporada de Chihayafuru começa com novos membros para o Clube de Karuta, e também com calouros muito difíceis. Com esta constatação, inicio aqui mais uma Sessão Vintage de Chihayafuru.

Ler o artigo →