Acho que posso considerar esse o episódio mais informativo de todo o anime em vários sentidos. A história decidiu se concentrar em Robi explorando um pouco mais sobre ele, seu passado que não conhecíamos bem – e que no geral continuamos sem saber muito -, além de acompanhar a estadia em um planeta cheio de referências bem legais.

Ler o artigo →

Eu fico impressionado com a habilidade que esse anime tem de fazer milagres com o pouco que lhe é dado. Quando você pensa que os protagonistas não tem o que fazer, eles vão lá e lançam uma revolução, mudam a vida de indivíduos que de algum modo estão amarrados pelo sistema. Com a dupla é “abaixo o poder!”, principalmente se esse poder se opõe ou interfere nas viagens e diversão deles.

Ler o artigo →

Após muita correria, momentos vergonha alheia e declarações perigosas – ao menos para Robi -, nossos viajantes especiais chegam no planeta Akka Sakka, descobrindo que o que deveria ser divertido pode não ser tão legal assim. Ao mesmo tempo o episódio constrói toda uma situação em cima da amizade que começou com os dois pés errados e agora começa a se acertar de fato, fazendo tudo se parecer adoravelmente adorável.

Ler o artigo →

Ok, esse episódio foi bizarramente divertido e me entreve com piadas que eu não estava esperando que fossem rolar daquele jeito. O tão sonhado encontro entre Robi e Yang finalmente aconteceu – trazendo bastante fanservice -, depois de cinco episódios chegando atrasado, ele conseguiu minha gente e bateu o ponto certinho.

Ler o artigo →

Depois de rodarem por vários planetas do nosso sistema solar modificando tudo e se meterem em confusões em Odwarla, já era hora da nossa dupla dinâmica tirar um descanso básico. Para isso, nada melhor que um lugar onde se tem termas em toda a parte, aproveitando essa oportunidade clichê para deixar que nossos protagonistas brilhem do jeito que sabem.

Ler o artigo →

É engraçado como esse anime tenta se reinventar e crescer, trazendo coisas que acrescentam à sua história para além da mera comédia espacial e sinceramente, acho que eles conseguem fazer um trabalho bem bacana.

O episódio três nos revela curiosidades, traz algumas pistas sobre detalhes desse universo onde Robi e Hachi estão e ainda indica algumas outras que podem potencializar de forma positiva o que virá pela frente.

Ler o artigo →

Robi e Hachi – Ikku também – agora estão juntos numa jornada imprevista e sem planejamento, cuja única coisa certo é seu destino final: Isekandar. Ainda que esteja bem claro que o robozinho terá muita dor de cabeça com os dois, o episódio prova de algum jeito a possibilidade desse inusitado time sobreviver ao desconhecido.

Ler o artigo →

Angela

Bom dia!

No editorial da semana passada eu recapitulei as primeiras impressões que já haviam sido publicadas no Anime21. Eram poucas, porque a maioria dos animes estreou no fim de semana imediatamente anterior e não houve tempo hábil para que redigíssemos os artigos.

Uma semana se passou e agora praticamente todos os animes já estrearam, bem como já tiveram seus artigos de primeiras impressões publicados. Acho que estamos apenas no aguardo de Ataque dos Titãs, que no momento em que esse editorial é redigido ainda não estreou.

Então nesse artigo irei listar todas as 17 primeiras impressões de animes da temporada de abril que publicamos nessa última semana. Dá uma olhada se você perdeu algum!

Aproveito também para informar sobre as mudanças que teremos em algumas de nossas colunas. É coisa pouca.

Ler o artigo →

Junte um cara na casa dos 30 sem nenhuma perspectiva de vida e um rapaz nos seus 18 anos, cheio de complexos e sabichão, qual o resultado que temos? RobiHachi. O anime se apresenta como uma comédia no estilo de Space Dandy – se passando num futuro bem longínquo também -, mas infelizmente sem o time estelar que compôs a outra série.

Se este pequeno fator elimina ou desvaloriza a qualidade da obra, eu ainda não sei, contudo RobiHachi teve um início no mínimo simpático e que mostrou o potencial que tem pra avançar seja lá para que lado ele pretende ir.

Ler o artigo →