Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, gente! Aqui estou eu, Tamao-chan, com mais um artigo de Sangatsu no Lion! E estou em dia desta vez(só no dia errado, né? -q)

Bom, neste episódio podemos ver o quanto os personagens são diferentes uns dos outros. Nikaidou, apesar do jeito dele, conseguiu mostrar um jeito mais maduro que de Kiriyama, Souya continua o mesmo durante anos e, mesmo sendo conhecido como Deus, também possui a beleza de um demônio, Kyouko continua a mesma víbora de sempre, e Hina “salvou” o dia do protagonista. Além disso, o seu pai adotivo de Rei parece estar preocupado com sua filha e ela não sabe o que fazer.

No começo do episódio, vimos que Kiriyama se sente inseguro ao entrar em um hotel tão chique, já que é nele onde os dois “rivais” Shimada e Souya jogarão. Como ele tem 17 anos e nunca sentiu tanta pressão antes, principalmente entrando em um lugar assim, ele se sentiu acanhado e com certa dificuldade de pertencer ao local. Não só isso, também não se sentiu muito à vontade quando deduziram onde e como ele gastava o seu dinheiro, já que deduziram que todo adolescente que ganha bem gasta com coisas que incluem bares, cigarros e mulheres. q

E não é só isso que aconteceu no começo, não. Nikaidou também se mostrou um bom amigo e irmão para o Shimada, afirmando que fará de tudo para apoiá-lo, e que almeja chegar onde ele está, mesmo sendo de uma classe muito mais baixa. Coisa que Kiriyama nunca pensou em dizer. E também vimos que o pai adotivo do Rei está preocupado com a Kyouko, a mesma filha rebelde que namora Gotou, que é 20 anos mais velho e que é casado.

E também vemos como Souya é uma pessoa influente no mundo do shogi. Não foi por pouco esforço que ele conseguiu chegar onde está desde os 15 anos. Mas o que surpreende mesmo as pessoas é que, mesmo com o passar dos anos, ele não mudou nada. Parece que o tempo parou, e foi exatamente essa frase que o professor de Kiriyama fala ao se referir ao deus do shogi. Ou será que ele pode ser considerado um demônio igualmente belo?

Mas é aí que a parte de shogi termina, já que Shimada vence Souya com 114 movimentos. Ao voltar para casa, Kiriyama encontra Kyouko, e eles começam a discutir, não olhando em volta. E quem os encontra brigando no caminho? As irmãs Kuwamoto, lógico! E elas não escaparam dos comentários ferinos da irmã adotiva, mesmo recebendo um pouco de comida delas e comendo até explodir. Mesmo sendo teimosa e intransigente, ainda não dá para saber o que se passa na cabeça dela. Será que ela gosta de ficar junto com o Kiriyama porque quer fugir das amarras da solidão? E ela o maltrata tanto porque essa é a única forma que encontrou de mostrar todo o seu amor?

Bom, este episódio foi excelente para mostrar o quão longe as pessoas podem ir, e como elas podem mudar. Os pensamentos positivos sempre salvam, e é importante andar sempre com a cabeça erguida. Não é fácil ser um adolescente nesse mundo de adultos, e muito menos dá para saber se é experiente demais ou não. Há medos e incertezas que nos seguem, mesmo amadurecendo, e que isso pode acarretar à inibição e a falta de iniciativa dependendo de certas situações.

Espero que tenham gostado deste artigo! Nos vemos no próximo!

Sangatsu no Lion está disponível no Crunchyroll.

Comentários