Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui estou eu, Tamao-chan, trazendo mais um artigo da segunda temporada de Uchouten Kazoku!

Este episódio foi o mais sentimental de todos até agora desta temporada. Eu poderia dar vários títulos para ele, como “O encontro dos Clubes de Quinta e de Sexta-feira”, “O plot twist de Yasaburou”, “As aparências enganam”, entre outros, mas acredito que esse foi o que coube melhor. Inclusive, este anime teve uma reviravolta tão grande que eu não esperava pelo que ia acontecer, mesmo com toda a lábia de Benten, a qual Juroujin disse muito bem: “Mais assustador que o quadro do Inferno é a Benten”.

Bom, mas vamos aproveitar e falar um pouco de Ebisugawa Suon antes mesmo de entrar no episódio em si. Como sabemos(isto é, quem viu a primeira temporada do anime), o tio de Yasaburou é um dos personagens mais maléficos que tem na trama, até mesmo mais que a própria Benten e Juroujin juntos. Não imaginei que ele fosse capaz de querer se vingar de toda a sua família se unindo para o Clube da Sexta-feira, e da pior maneira que tem: cometendo canibalismo. Assim como isso aconteceu e estava prestes a entrar para tal grupo que promove atrocidades com os tanukis, também permitiu com que o próprio se tornasse um demônio por conta de suas atitudes, principalmente para com o seu irmão.

Bom, agora chegou a hora de falar sobre o episódio! E começou com o quadro que Tenmaya mais tem calafrios. E agora Juroujin pode observá-lo por conta da imagem de Buda que fora desenhado, e com isso algumas almas foram salvas. Como o próprio se considera um demônio, ele tem muito medo de olhar para aquela pintura, por pensar que era como ver-se por dentro. E, como Juroujin adora usar tal objeto como castigo, diz que apenas Benten pode ir e voltar o quanto quiser, e foi muita sorte de Yasaburou conseguir tocar em terreno humano outra vez.

Juroujin disse que apenas Benten consegue entrar no quadro e ir e voltar o quanto quiser, porém consegue vê-lo à vontade por causa da imagem de Buda que foi desenhada

E como Ebisugawa é um ser muito vil, o mesmo não imaginava que o sobrinho voltaria são e salvo. E tudo foi contribuindo para a sua ruína, principalmente o que aconteceu quando tentou agradar Juroujin (Benten consegue ser o centro das atenções até mesmo nessas horas). Bom, mas antes de uma desgraça acontecer, também tivemos bons eventos, como a ida de todos, inclusive do professor Yodogawa, que prometeu fazer um discurso ferino para impedir o Clube da Sexta-feira com o evento anual de comilança de cozidos de tanukis, a uma fonte de águas termais que tem dentro do trem do anfitrião de todas as reuniões.

E não foi nada fácil as coisas para ninguém que se encontrava à mesa. Na hora em que o professor de Yodogawa começou com o seu discurso filosófico sobre comida e amor, Yasaburou queria que tudo aquilo ali parasse antes que desse ruim para o docente. Mas acabou dando tudo errado para o jovem do mesmo jeito, pois seu discurso dúbio de traição, principalmente na hora em que disse que sairia do Clube da Quinta-feira e Benten o convidou para entrar no Clube da Sexta-feira. Inclusive, a mesma levou uma chaleira que fez com que o trem de Juroujin voasse e acabou coincidindo com o seu aniversário de 120 anos, além da cerimônia de boas-vindas de Ebisugawa para fazer parte dos sete espíritos da sorte.

Com o trem voando por causa da esperteza de Benten e com Juroujin impressionado, Yasaburou foi nomeado o novo Hotei no lugar do Ebisugawa, estragando os planos do mesmo

Por acabar sendo uma festa de boas-vindas para Yasaburou, e não para Suon, o mesmo se tornou um demônio por querer saciar o seu desejo de vingança e não conseguir, o que fez com que Tenmaya acabasse tudo aquilo com um tiro que tirou a vida do pecador. Por ter atirado o sobrinho no inferno com a pretensão de que o mesmo não voltasse mais, e ter tirado a vida do irmão indiretamente, ele pagou por todos os seus pecados, sangrando e morrendo em meio a uma floresta, inclusive com Kaisei se sentindo solidária ao pai mesmo depois de tudo o que ele fez.

Um episódio muito triste e infelizmente necessário, nos mostrando que mentira tem perna curta, que “a vingança nunca é plena, mata a alma e envenena”, e que os heróis e os vilões têm forma de uma bola de pelos. Tudo o que entendemos é que o poder corrompe a nossa alma, e que tudo o que damos, recebemos em dobro. Yasaburou também se sentiu solidário com a morte do tio, e não queria que o mesmo morresse, mesmo depois de tudo o que fez.

Obrigada por acompanharem o artigo até aqui, e nos vemos no próximo…

Encarando o triste fim do tio, iminente, mas triste

Comentários