Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui estou eu novamente, Tamao-chan, trazendo outro artigo da segunda temporada de Uchouten Kazoku!

Depois de um bom e instigante episódio sobre demônios e traição, chegamos a um de reconciliação e encontros. Após a morte do patriarca da família Ebisugawa, o irmão mais velho e monge decidiu que era muito melhor acabar com aquela palhaçada de rixa entre as famílias de tanuki que continuar com aquele clima de discórdia e cheia de “joguinhos” de sempre. Além disso, temos outras questões envolvendo os personagens da trama e que há necessidade de maior atenção. O que será que ainda pode acontecer entre as duas famílias? O que Benten quer com Nidaime e vice-versa? E sobre reatar a ideia de Yasaburou e Kaisei se casarem?

Curta o anime21 no facebook:

Bom, agora chegamos ao episódio em si, não que não tivesse começado a falar sobre ele, mas enfim. O episódio começou com algum clima de lamúria e um toque de luto. Até mesmo Yajirou estava presente no enterro do “ilustre” tanuki Ebisugawa Suon, o mesmo que havia levado o seu irmão à morte e fez com que o pobre sapo se sentisse culpado por tudo o que aconteceu. E também o que marcou foi o fato de Tousei não saber o porquê de Suon ter se voluntariado a casamento, mas a resposta estava mais clara que a água.

Ainda tem muita coisa que a matriarca da família Shimogamo não sabe, e uma delas é o contato próximo que Suon estava mantendo com a família Ebisugawa para poder se vingar do irmão e destruir o seu casamento

Após de um tempo e com a reunião familiar que envolveu Gyakuran e Yajirou outra vez (e a sua dificuldade de se transformar que tem diminuído aos poucos) e que uma das conversas era o que fazia perder a transformação na forma humana, como trovões e cornetas e Yasaburou falando que não tinha ponto fraco algum, os irmãos Ebisugawa foram pedir desculpas por tudo o que o pai deles fez e, embora Yaichirou não tenha visto com bons olhos o que Suon tramou, resolveu terminar com todas as rixas que ambas as famílias têm. Mas a minha pergunta é: até quanto tempo isso pode durar sem Kinkaku e Ginkaku meterem o fedelho?

 

E, em meio a esse clima de culpa e desculpas, Benten resolve se encontrar com Nidaime. Com as pistas que a moça deu, impossível não saber para onde ela ia ou com quem se encontraria, e Yasaburou a encontrou rapidamente. Ele ainda continua apaixonado por Suzume mesmo depois de tudo o que já aconteceu, e de que a mesma está conseguindo fazer com que Nidaime mude aos poucos, mesmo ele sendo educadamente contra ao que ela tem feito.

Para terminar com chave de ouro, parece que Yajirou quer que Yasaburou reate o casamento com Kaisei e que os dois sejam felizes, e o primeiro a saber disso e conversar com o irmão foi Yaichirou. O irmão mais velho concorda, até porque Yasaburou é muito travesso e tem medo que ele se torne ingrediente de ensopado de tanuki do Clube da Sexta-feira.

Como Yaichirou estava com muitos rodeios, acabou tocando no assunto do casamento com Yasaburou, que se recusou na hora. O mesmo até disse que seu irmão mais velho não pode substituir o seu pai, até porque era muita pretensão dele.

Como Yajirou parece acreditar no pelo do destino e Yasaburou não quer que o seu irmão se mude para Quioto, como queria desde o início, decidiu se isolar nas montanhas. Como Kaisei está de olho em tudo (e acho que tem dedo da Gyakuran no meio), ela o seguiu, e acabou fazendo algo inesperado: além de nos mostrar a forma tanuki dela, que até então não havíamos visto, ela também nos mostrou a fraqueza de Yasaburou: a sua transformação. Como duas pessoas podem se casar se uma delas perde o poder de transformação após vê-la?

Isso faz lembrar da lenda do Akai Ito: “Akai Ito ou fio vermelho do destino, é uma lenda de origem chinesa e, de acordo com este mito, os deuses amarram uma corda vermelha invisível, no momento do nascimento, nos tornozelos dos homens e mulheres que estão predestinados a ser alma gêmea. Deste modo, aconteça o que acontecer, passe o tempo que passar, essas duas pessoas que estiverem interligadas fatalmente irão se encontrar!” Para mais informações clique aqui!

Este episódio me fez pensar que várias coisas irreversíveis ainda estão por vir. Como ficará a relação de todos a partir do presente momento? Estou ficando muito curiosa!

Muito obrigada a todos que acompanharam o artigo até o fim, e nos vemos no próximo! o/

Uma das cenas mais tocantes do anime. Afinal, Kaisei sente algo por Yasaburou ou não? E o que ela sentia por Yajirou ainda continua? E por que ela não o impede de se mudar?

Comentários