Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

E ae galera!!! Finalmente saiu esse artigo do término da 1ª temporada de Gin no Guardian (isso porque terá outra), e assim acaba esse anime bem estranho, com uma direção duvidosa e alguns muitos e bastantes e diferenciados ecchis.

Fala pessoal!!!!! Fizeram 2 episódios, logo os finais, sobre um personagem que nunca havia aparecido, mas foi o protagonista. Decisão estranha que só surgiu para mostrar que o apelão do Suigin tem um familiar que é um Dragão Jade de 2 cabeças (quando o Suigin vai ter poderes????).

Vamos ver as cenas:

Primeira cena: Takeshi

Vai lá, digiescolhido

O protagonista do episódio.

História trágica típica: família pobre que vê em algo a chance de sair da miséria, só que agravada porque a principal provedora fica doente, levando o personagem aos extremos. É uma história clichê que funciona, até aí tudo bem. Mas já temos um personagem principal, por que fazer isso de novo? Não entendi muito o propósito desses 2 episódios para o anime em si, parece filler. Se bem que como todos as garotas apresentadas, a Mikan nee chan é uma 10/10, e isso até que vale um pouco.

Segunda cena: Nossa Riku Rei não para!

1000/10

Agora é do Totems e está mais sexy e linda do que nunca. Agora claramente dá para entender porque o Temujin queria tanto ela. Por que ela entrou para o Totems e o que ela pode fazer, são mistérios. Será ela a Collector?

Terceira Cena:  Mammoth Viking

Como ele enxerga assim?

Adoro isso, esse cara foi bom, teve tudo de errado com ele. Fortão que não usa a força e é burro, taradaço em bichinhos de pelúcia fofinhos, e o melhor de tudo, tem uma lança personalizada no boneco de neve, cartolinha, nariz pontudo, gravata e ainda por cima congela mesmo. Pessoas, sejam esse cara, sejam fortões que não usam a força física!

Quarta cena: Se tudo pode virar uma garotinha, por que não poder virar um dragão de jade

Sem comentários..

A única coisa que acrescentou algo à história (talvez) principal (que deveria ser) de Gin no Guardian. Quem diria que as twin star seriam um dragão ridículo de overpower…

Quinta cena: Eu também achei que era no jogo…

Tá achando que tá no banco imobiliário?

Assim acaba o anime, com o Suigin chorando pela 40ª vez.

Era dinheiro de verdade, eu também choraria…

Pelo menos a Takeshi conseguiu o que precisava para tratar a Mikan nee chan e talvez eles ainda voltem para ajudar o Suigin, já que a história nem começou direito. Fica aí nossa expectativa para saber como vai ficar essa história, e até a segunda temporada!!!!

  1. Finalmente Gin no Guardian acabou. Que anime maluco e ousado no fanservice. Não gostei dos últimos episódios de Gin no Guardian, a história do garoto e da sua irmã é um cliché mais velho que sei lá o quê. Se querem fazer um drama, tenham aulas com o roteirista e director de To Be Hero ai vão aprender como fazer um drama decente. o Suigin foi inútil até ao fim e aquele final dele, foi pouco, ele merecia ter perdido o dinheiro do jogo também. Ao menos as Twin Star, foram úteis ao se transformarem em um dragão de jade gigante, nesta cena eu queria que elas tivessem explodido aquela arena. A parte do grupo dos Totems, foi para o fanservice mesmo, a Riku Rei, ficou bem sexy com aquela roupa de aventureira. Antes que me esqueça, aquele viking é uma vergonha para os seus ancestrais, coisa mais burra e inútil que aquilo não existe.
    Não gostei desde anime, a partir do episódio 5 perdi completamente o interesse de ver, se a história já era meio sem nexo no inicio com o decorrer do anime só ficou pior. Para ser sincero vi mais este anime, para ler os teus artigos (que são bem melhores que os episódios de Gin, diga-se de passagem).
    Como sempre, mais um excelente artigo de Gin no Guardian Poketoty. Até à próxima temporada.

Comentários