Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

 

 

Cês adoram Dragon Ball, né? Esta temporada está conseguindo agradar a menos gregos e troianos até do que o DBGT, mas é aquela coisa, toda propaganda é válida. A questão é que eu não adoro DB, eu só curto e olhe lá, então se cabe a alguém o papel de ser a chata que aponta as incoerências da história, esse papel será meu. Na saga Z eu encrencava sobre o Goku ainda ser capaz de usar a nuvem mesmo não sendo mais tão, digamos, puro quando antes. No filme eu questionava a existência da Pam, mas não da Bra. E agora vou irritar os fãs sobre o surgimento do Super Sayajin God que, na minha opinião, tem função meramente recreativa e mandou a coerência de roteiro às favas, a ponto de o personagem menos esperto e observador da história questionar isso.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Da última vez que nos falamos, o Veggie tava bravinho porque um grande gato roxo tinha dado na mulher dele. Furioso, ele entrou em modo sayajin e até que deu pro gasto, mas ainda assim não era nem de longe páreo pro Bills. Tornou a apanhar e cair e, pela décima vez, o fim da terra estava próximo. A única coisa que o impediu foi… Comida. Sim, o motivo da briga toda acabou sendo também o motivo pra dar uma parada nela. Bulma começou a enrolá-lo dizendo que se ele destruísse o planeta nunca mais ia comer as comidas daqui, essas coisas. Bem, colou. Benevolente, ele resolveu dar uma nova chance e apostar o planeta num jogo de pedra-papel-tesoura. O adversário escolhido foi Oolong, só porque o pobrezinho lembrava o Majin Boo. Eu teria mais dó dele se não estivesse sentindo tanta vergonha alheia de ver o meu querido planeta sendo prêmio de aposta besta assim. Esse duelo deveria ter sido chamado de “O mais perigoso jan-ken-po desde Hunter x Hunter”. O pior é que fazem altas performances, como se estivessem se preparando para um duelo de alta categoria e não pra fazer um simples símbolo com as mãos. É tão engraçado que quase esqueço que todo mundo ali pode (mas não vai) morrer. Ocorrem várias partidas, todas em empate, antes de Bills prever as jogadas do porco burro e vencê-lo facilmente. Nem vai poder usar da promessa da Bulma em te recompensar com o que quisesse, porco safado…

Sério? SÉRIO???

Sério? SÉRIO???

Ao mesmo tempo, a marmita deles ficou pronta. Sim, o caos reinando e Wiss tava muito bem em seu tour gastronômico, obrigado. Ou seja, os empecilhos acabaram, e a Terra finalmente pode ser destruída… Sqn. Lá vem Goku, o herói da pátria, salvador de mundos, pra pagar de melhor de todos em cima da hora. Após chegar quase atrasado, perder tempo precioso e ainda estar mais preocupado em saber a idade da Bulma (que deselegante!) do que com o deus e sua bola de energia acima dele, ainda vem com mó cara lavada pedindo prorrogação.Bem, em defesa dele o Goku surgiu com a melhor ideia possível, que foi usar Shen Long pra descobrir sobre esse tal God e quem sabe trazê-lo até ali. Não custa tentar. Alinhem as laranjas, garotos, temos um dragão pra invocar. Bills nem tá com pressa mesmo, então resolve dar mais essa chance pra eles.

Grande lagartixa mágica.

Grande lagartixa mágica.

Shen Long aparece, imponente, voz grossa, majestoso… Até reconhecer o gato em sua presença e começar a tremer feito criança na frente de palhaço. Meio aos tropeços, revela que God é, na verdade, uma forma sayajin e não um ser, e que requer que cinco sayajins de coração puro transfiram seu ki a um sexto sayajin, que então será o God. Vou pular o tempo precioso que eles perderam por terem os ouvidos sujos e terem faltado às aulas de interpretação de texto e usaram o número errado de guerreiros, pra quando eles descobrem o erro e são salvos por Videl revelando convenientemente que está grávida. Seu bebê fecha o círculo necessário para a transformação, então o Goku tem o cabelo tingido consegue assumir a nova forma portando um ki jamais sentido por eles antes e finalmente se tornando capaz de enfrentar Bills diretamente, Ok, bonito e talz, mó galera adorou, mas senta aqui pra conversar. Seis sayajins de coração puro era o necessário, né? Tínhamos Goku, Gohan, Goten, Vegeta, Trunks e possivelmente Pam. Eles não deveriam bastar pra isso, até Goku percebeu. Primeiro, Veggie-chan, puro? Beleza que ele não é mais o assassino impiedoso de outrora, mas acho que de puro ele só tem  a linhagem sanguínea, e olhe. E outra, mesmo que não seja a Pam dentro da Videl, o feto é apenas 1/4 sayajin (não quero falar sobre ele ser do tamanho de um feijão, que isso eu nem argumento mais). Mas funcionou. Porquê? “O autor quis!” vão me dizer, e é essa a resposta de verdade, mas não me satisfarei com tão pouco. Certo que DB sempre foi uma história pra divertir e não pra procurar pelo em ovo, mas caras… Sejem menas, tá ok?

PS: querer dar na cara de cada um que preferiu fazer festinha pro fato de a Videl estar grávida e ignorar o deus da destruição acima deles que com um estalar de dedos pode garantir que esse bebê jamais nasça, fui só eu ou mais alguém?

Goku vai ser avô? Quantos anos ele tem mesmo?

Goku vai ser avô? Quantos anos ele tem mesmo?

Comentários