Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

E com um início promissor, do qual eu gostei bastante, Inuyashiki, não só o anime como o próprio velhinho, estão a um passo de serem meus queridinhos da temporada. Mesmo com o clássico começo acelerado e cheio de conteúdo, este anime conseguiu colocar todos os acontecimentos nos eixos, me empolgando e deixando ansioso para o que virá daqui para frente.

Curta o anime21 no facebook:

Eu fiquei muito confuso durante todo o episódio, tentando entender se o Inuyashiki-san era avô ou pai dos garotos, pai ou marido da moça, afinal ele fica sozinho num quarto e ele chama ela de “oto-san”. Mas isso é o de menos, o que importa é que ele é um membro da família que é escanteado e mal tratado pelos seus parentes. Mas ganha super-poderes (de um modo totalmente misterioso, que eu espero uma explicação futura). Junto a um rapaz, este que não apareceu direito no episódio. Talvez o segundo episódio seja contando mais o lado do garoto, que estava no local sem motivo aparente e não chegou a interagir com o protagonista.

Assim como em Gantz, obra do mesmo autor,a qual eu conheço pois li todo o mangá (e é uma das minhas favoritas, já que li poucos), a história começa confusa e misteriosa. Você entra no enredo como o protagonista, sem saber nada e metido em situações das quais você não tem nenhum controle. Mas Gantz deixou tudo bem explicado no final, satisfazendo seus fãs que acompanharam a obra por mais de 13 anos e aguentaram toda enrolação envolvida. Espero que Inuyashiki também tenha um final fechado e bem explicado, com tudo fazendo o mais absoluto sentido. Também tenho certeza que os personagens vão se meter em situações impressionantes, das quais nunca vão se esquecer. A única coisa que não terá nesta obra, que tem em Gantz, é um romance absurdo de bom, um dos mais lindos que eu já vi.

Uma cena em especial deste episódio ficou na minha cabeça e eu achei de certa forma engraçada. Lembram quando o doutor dá a notícia do câncer e do tempo de vida do Inu? Reparam como ele pouco ligou para a situação do senhor? Poderiam ter caprichado um pouco mais ali, dando talvez um pouco de sentimento ao médico.

Talvez um pouco mais que isso…

Em resumo: eu amei o anime. Foi a melhor estreia que eu assisti até agora. Conseguiram me cativar com essa arte maravilhosa, mesmo que seja 3D não incomoda nem um pouco. É tão boa quanto (ou melhor) que a de Ajin. A ideia pode ser muito bem explorada e, conhecendo o autor, ele vai explorar os aliens de forma profunda, chegando a explicar e mostrar de onde eles vêm e quais suas intenções na Terra. Ele não deixou buracos lá e espero que não os deixe aqui. Vou sim falar bastante de Gantz durante meus reviews e já deixo aqui minha recomendação para vocês. Comecem lendo 3 capítulos por dia (são pequenos) até que estejam lendo 100 pois não vão aguentar esperar (como eu). Esse autor sabe criar personagens envolventes, vocês verão. Eu já amo o senhor Inu e mal o conheço.

Por hoje é só gente, um grande abraço e vejo vocês semana que vem!

Comentários