Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

E os problemas começam a mostrar que voltarão. Felizmente dessa vez eles não são pessoais, mas sim externos, e parece que o destino quer que Yuuji entre em ação. Convenhamos, já estava na hora de alguém problemático aparecer e dessa vez três pessoas distintas e que ao meu ver merecem atenção, surgiram, e com isso a história nos mostra que os episódios tranquilos anteriores eram apenas a calmaria antes da tempestade.

Ler o artigo →

Bom dia!

Além de Animegataris, também Kujira no Kora está sujeito às sessões de bate-papo entre meus amigos Diego do É Só Um Desenho, Vinícius do Finisgeekis, Gato de Ulthar (esse é seu nome de verd… ok, ok, essa piada nem tem graça – mas será que é mesmo piada?) do Dissidência Pop e eu, representando o Anime21.

Confira como foi a nossa conversa sobre o primeiro episódio do anime que se passa em uma baleia que não é baleia navegando em um mar que não é mar!

Ler o artigo →

Bom dia!

Após imperdoável demora para publicar minhas primeiras impressões de Kujira no Kora, finalmente faço-o enquanto peço desculpa pelo horrível atraso.

Só assisti doze estreias até agora, o que é um ritmo bem devagar para mim, mas acho que de todos os animes de grande hype que eu pretendo assistir só não vi Inuyashiki ainda, o que faz dessa amostra, apesar de pequena, bastante representativa (até Pingu in the City eu já assisti!). E tudo considerado, digo que Kujira no Kora teve o melhor episódio inicial da temporada.

Eu tenho um fraco por aventuras e por mundos fantásticos. E o que eu assisti? O começo de uma Jornada do Herói, com direito ao Chamado para a Aventura e tudo mais! E o mundo? Um mar de areia e um barco rochoso no qual vive o protagonista em sua pequena vila, com uma comunidade culturalmente rica, e uma tonelada de mistérios – e magia telecinética que é ao mesmo tempo um dom e uma maldição: nem todos nascem com ela, mas os que nascem vivem vidas curtas com expectativa de cerca de 30 anos apenas. Sentimentos, segredos e superstições são as palavras-chave dessa sociedade. E tudo isso é espatifado quando um ser humano é encontrado fora dela, em outra ilha!

Os mistérios da apática Lycos, a ânsia de Chakuro por conhecer e registrar a verdade, e o desejo de Ougi de viver em um mundo maior do que a pequena ilha onde está condenado a morrer jovem sacodem a Baleia de Lama ao final desse primeiro episódio. Perguntas há aos montes, e respostas o anime ainda está devendo. Se eu vou acompanhar? Eu vou assistir, escrever aqui semanalmente e conversar sobre no Café com Anime! Espero que esteja com pelo menos um décimo da minha empolgação =)

Confesso que não gostei tanto assim desse segundo episódio de Black Clover. Acho que estruturalmente a direção fez a pior escolha possível para esse tipo de obra, pois adaptar em dois episódios de anime um capítulo de mangá que ficaria melhor em um só deixou esse segundo episódio arrastado e fez com que o momento final tivesse menos impacto do que o necessário. O que é extremamente importante para esse tipo de anime: momentos emocionantes com ação e drama pungentes que façam o público se afeiçoar à obra mesmo com toda a sua simplicidade e falta de originalidade.

Ler o artigo →