Agora que o Festival do Banquete da Lua começou oficialmente, chegou a hora de vermos o plano de Souma em ação e derrotar Kuga mostrando que é superior em sua própria especialidade, certo? Errado. Como sempre, nosso protagonista passou do ponto com a ideia de colocar sua barraca em frente a de Kuga, um dos integrantes da Elite dos Dez, o que obviamente deu errado. Só na cabeça do Souma isso daria certo. Mas e aí? Nosso protagonista vai se queimar nessa?

Tudo na vida tem um risco, e nesse caso, ficar no vermelho significa ser expulso da Academia Tootsuki. Mesmo sabendo que Souma não vai terminar o Festival com esse gosto amargo na boca, até porque não faria sentido o protagonista da história ser expulso desse jeito, o anime segue a receita de nos empolgar em descobrir como ele conseguirá superar esse obstáculo.

Nisso que dá ficar fazendo dupla com Souma

Além disso, eu não esperava que outras pessoas também iriam mal nesse primeiro dia, como o grupo formado por Alice, Ryou e Akira. Ok, eles não estavam se entendendo e tudo mais, só que ficar entre os últimos é tão ruim quanto um cliente insatisfeito. O interessante é que o problema deles não é exatamente a rivalidade, como Souma e Kuga, afinal não tem ninguém atrapalhando eles além deles mesmos.

O trabalho em equipe está pior que os pratos da Nao, pois Alice e Akira não conseguem se entender e Ryou… bom, é o Ryou. Enquanto ele não entrar naquele modo psicopata é praticamente inútil. Mas assim como Souma, podemos esperar para o próximo episódio mais harmonia entre esses três.

Deve ser muito difícil trabalhar com a Alice

Voltando ao protagonista, em que exatamente ele errou? No primeiro dia foi basicamente tudo. Toda estratégia foi por água abaixo, enquanto Kuga fez o dobro de pontos que o segundo colocado. Como todo bom antagonista, ele decidiu falar para Souma qual era o problema, e foi lidar com o Festival do Banquete da Lua como um Shokugeki. A diferença aqui é que não está garantido que as pessoas vão provar seu prato, assim como os juízes do Shokugeki. Se Souma quer vencer essa, uma das primeiras coisas que deve é mudar esse pensamento, então: “Shokugeki no, Souma”.

Imagina um prato desses dois?

No segundo dia do Festival, já foi adotada uma nova estratégia pela dupla Souma e Megumi. Além de servir o Hujiao Bing, adicionaram ao menu um macarrão, mas é claro que não foi qualquer um, mas sim o Macarrão Danzai Só-Que-Não Estilo Yukihira. Tem nome melhor que esse?

A sacada do Souma em improvisar os ingredientes do Hujiao Bing foi uma ótima ideia, pois ele não precisou se preocupar com novos ingredientes. Além disso, esse novo prato serviu muito bem ao cardápio, pois contrasta com a primeira opção, através de um sabor profundo, mas leve, baseado na expressão de Taiwan: “Comer bem sem ficar cansado com isso”.

É claro que só isso não é o suficiente para superar Kuga, então Souma também precisava pensar em algo que tivesse impacto e apelo visual. Levando em conta a conversa que Souma teve com Megumi, onde eles citam o Mapo Doufu, o prato principal do restaurante de Kuga, deve vir algo nesse sentido por aí, só que com um pouco mais de “Ma” e “La”.

Discussão