Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Juro que não esperava um episódio sobre os gastos de um autor, nem que a loli linda loira fosse ser a contadora kkk. Dando o devido desconto da idade – ela usa Produtos Ivone, isso é certo! – até que deu para levar a sério a situação e curtir as referências a light novels e os muitos títulos estranhos de jogos +18 – que são bem estranhos mesmo. Vamos a mais um episódio do romcom siscon de Outono!

Curta o anime21 no facebook:

Só vejo verdades e waifus lindas nessa cena! Não, pera…

A primeira parte do episódio não tem nada de muito interessante, mas posso dizer que nunca tinha visto os diálogos se sobreporem a abertura daquela forma, o que ficou estranho, mas legal, já que era o resumo do próximo volume da light novel do Itsuki, da qual, aliás, adorei o design.

O Puriketsu-kun destrói muito e tenho dito!

Não sei se vocês já compraram uma light novel, mas elas costumam ter resumos nas orelhas e na contracapa, então é normal ele se preocupar com isso até como forma de promover um novo volume, e vendo que ele tem os prazos como inferno astral e uma criatividade bem “fértil”, dá para entender suas dificuldades com isso e em decidir o que vai ser escrito no manuscrito do volume.

Pelos chocolates sendo dados só para os homens deu para perceber que era época de Dia dos Namorados no Japão, e não sei se vocês sabem, mas lá nesse dia se entrega chocolate apenas para os homens, daí o homem tem que um mês depois retribuir o presente e há um hábito de dar algo que custe três vezes mais, chamado de “triplo retorno”. O que não vai ser nenhum problema para o Itsuki por causa da nova personagem que foi introduzida na segunda parte, a loli contadora!

Nem parece que nasceu nos anos 80 cof cof

Essa segunda parte foi engraçada por causa das referências a light novels reais, os títulos bem estranhos de eroges – que tem títulos desse tipo mesmo – e a forma objetiva com a qual ela analisava os gastos do Itsuki contrastando com sua curiosidade em conhecer todas as minúcias deles com a desculpa de ajudá-lo a ter uma maior restituição. Na verdade, ela até queria isso – tanto que consegui uma “três vezes maior” que a anterior –, mas queria também se divertir às custas dele kkk.

Não acho que precise me ater aos detalhes disso, mas tenho que dizer que adorei a forma como tudo foi exposto, porque por mais que fosse diálogo expositivo em um momento, logo era aliviado e esmiuçado pela piada no outro. No final, se tornou algo leve e cheio de brincadeiras divertidas – ao menos para quem não tem problemas com os gostos do Itsuki – que até serviram para mostrar um pouco do que o autor pode considerar uma fonte ou não para o seu trabalho e reforçar a verossimilhança que o anime tenta dar ao ato de escrever light novels e a vida que os autores levam.

Uma loli dessas merece ❤? Sim ou óbvio?!

Achei bem engraçada a parte em que a Ashley judia do Haruto, só acho uma pena ela ser só uma contadora, pois não vejo muito como aproveitar a personagem daqui em diante, mas vai que eu estou errado e dão um jeito de encaixar ela mais duas ou três vezes no anime, né? Acho que seria divertido. E ah, ela parece ser bem jovem, mas é sério, tem japonês que é craque em maquiagem e cuida bem da pele, além de manter a voz fofa mesmo mais velho – seiyuus são especialistas nisso! –, então ela ser uma loli de 32 anos pode ser sim só pela comédia, mas não é tão absurdo assim não.

Tenho que citar como acho que o fato dos autores de light novels terem gostos “estranhos” está sendo bem retratado no anime, pois se você for um pouco mais a fundo e pesquisar sobre a vida de criadores da área vai descobrir que eles gastam muito com figures, jogos e outras obras, não só para material de referência para o seu trabalho como também para o lazer. O que, aliás, geralmente é o pontapé inicial para um autor se interessar por escrever profissionalmente: ele gostar muito daquilo, ser o que o diverte e pelo que tem até uma obsessão. Confesso que meu plano de vida perfeita é ser meio que como eles, poder tornar o meu hobby meu ganha pão e a grande realização da minha vida.

Você contrataria essa Maid exemplar para se tornar o Meister dela ( ͡° ͜ʖ ͡°)?

Só gostaria de pontuar que apesar de ter deixado as reflexões de lado e ter focado mais na comédia e nas responsabilidades de um escritor, o episódio foi bom e mostrou que o anime pode sim apresentar um mínimo de qualidade mesmo sem um drama que vá aprofundando os personagens. Acho que isso se deve bastante à direção que está conseguindo balancear bem o drama e a comédia ou até trabalhar de forma satisfatória com apenas um dos elementos, como ocorreu neste episódio.

Agora me despeço dizendo que eu vi sim a referência ao encerramento de Rakudai Kishi no Cavalry no fim – que, aliás, foi uma música nova e bem legal e que, provavelmente, será usada apenas dessa vez por causa da personagem – deste episódio. Ou eu estou ficando louco e não era nada disso kkk? Não sei, só espero que tenham se divertido como eu me diverti e até a próxima!

Olhem a inspiração e me digam qual é a obra-prima kkk… Pra mim as duas são 10/10!

Comentários