Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Gostaria de demonstrar minha indignação em todo artigo que fizer, mas este episódio foi o mais próximo do mangá possível. Mas ainda sinto falta do Raishinshi, que seria um personagem muito bom para contar mais ou menos a história que está acontecendo durante toda a Dinastia Yin, o que inclui os Reis dos 4 pontos cardinais, sendo um deles o próximo a tomar o trono de Chuuou, o Imperador.

Como o tempo de mandato de Chuuou está chegando ao seu fim, é natural que um novo seja escolhido. O novo anime nem sequer mostrou quem seria, ou o motivo de Dakki precisar debandar dali imediatamente para que uma nova era chegue a China. Inclusive, aposto que muitos de vocês que não viram a versão anterior do anime ou não tenham lido o mangá se perguntaram: quem era essa menina loira que estava com a Dakki na hora em que Kashi foi chamada para tomar um saquê? Eu expliquei sobre ela no artigo passado, porém também lembro que pedi para não o lerem antes de se informarem sobre as mídias anteriormente citadas. Então muita gente ficou boiando, sim, mas isso aconteceu pelo simples fato dos produtores do novo anime estarem correndo ao ponto de misturarem o terceiro e o quarto volumes do mangá e pularem partes importantes para caramba.

E devo dizer que, mais uma vez, ocorrerá uma chuva de spoilers aqui. Se quiserem acompanhar, será por conta e risco de vocês.

Curta o anime21 no facebook:

Antes de chegarmos na parte de Youzen, vamos rebobinar um pouco a fita porque uma alma foi parar no Houshindai, e nem mesmo foi de um dos capangas da Dakki, e sim da esposa de Chuuou, que se matou de desgosto ao saber que seu marido decidiu se render à Tentação da raposa. Taikoubou logicamente não sabia que almas de mortais também faziam parte do Projeto Houshin, então isso lhe intrigou. Mas antes de adquirir algumas informações sobre isso com o seu mestre, fomos informados sobre a história dos 4 Reis da Dinastia Yin: Kyoukanso, que comanda a nação do Oeste, Kishou; do Leste, Suukouko; do Norte; e Gakusuu, do Sul. Mas é claro que a Dakki queria comandar todas as nações-estado existentes, então executou um plano de convidar os quatro Reis para uma festinha simples e… cheia de sangue. E também ela sabia que o sucessor seria Kishou, o Rei mais recomendado para o cargo. A princípio, a comemoração parecia agradar aos quatro homens (exceto Kishou, o qual desconfiava de todo o plano), já que havia um rio de saquê, o qual foi enchido pelos escravos que… foram caçados e mortos brutalmente por tigres na frente dos Reis. Os que acharam um absurdo foram prontamente executados. As vítimas foram: Kyoukanso e Gakusuu, tendo os seus falecidos corpos pendurados em uma árvore para servir como exemplo. Suukouko fez questão de fechar os seus olhos para não morrer e preferiu prosseguir com a comemoração. Na hora em que Kishou recebeu a sentença de morte, Buseiou apareceu e fez com que Chuuou desistisse de prosseguir com a execução. Ao invés de deixarem-no ir, Dakki o manteve em cárcere privado por 7 anos.

O Rei do Leste, Kishou.

Depois desse fato, mostrou Taikoubou indo em direção ao Leste para conversar com Kishou. No caminho, encontrou um vilarejo onde a população estava sofrendo com a pressão dos cortes d’água exercidas pelo governante daquele lugar, o qual era muito egoísta. Mas foi lá também que soube de uma espécie de Robin Wood, Raishinshi, um ladrão conhecido por sua capacidade de voar, e também por ajudar a população. Mas o protagonista resolveu o problema daquele povoado, cavando o lençol freático para que água esguichasse. Na verdade, o plano dele consistia em guiar Raishinshi para poder fazer um acordo e conseguir mais um aliado. Como Taikoubou conseguiu ajudar o povo, o governante decidiu convidá-lo para jantar (provavelmente queria um guarda pessoal para quando Raishinshi aparecesse, o mesmo ficasse protegido). Assim foi feito, o dito cujo apareceu e ficou super irritado pelo protagonista ter “roubado a sua cena” e o chamou para lutar. Nesse meio tempo, descobrimos a história do menino, e ele diz que é o centésimo filho de Kishou, e estava louco para libertar o pai. Além disso, descobrimos também como conseguiu aquele tom de pele e aquelas asas que pareciam papéis. Terminando a luta (que Taikoubou ganhou usando o Punho de Bêbado), Raishinshi resolveu ir treinar onde o protagonista treinava antes (todo mundo tá indo para lá lol).

Raishinshi outra vez.

Após disso, continuando o seu caminho para o Leste, aí sim nós encontramos o Youzen e sua desenvoltura como “Drag Queen”. O novo anime soube encaixar bem essa parte, até porque não houve muitas mudanças. Como Taikoubou estava completando o Projeto Houshin e Youzen é completamente perfeccionista a ponto de já poder se tornar um Seinin, Geshin (será que posso mesmo me referir ao mestre de Taikoubou assim?) pediu que o mesmo ajudasse o protagonista no projeto, porém quis submetê-lo em três testes. Caso não passasse, iria tomar o lugar dele. O primeiro teste era: não cair no truque da Dakki, já que tinha os cheiros e a aparência característicos da mesma. O segundo era: ajudar o Suupuushan a se livrar do paopei de Youzen, porém Youzen atacou Taikoubou e ele não fugiu. O último na verdade foi dado porque uma das pessoas que o protagonista salvou no incidente de Chouka apareceu para cumprimentá-lo e comentou que não poderia mudar para Seiki, a nova cidade que ia morar por conta de condições melhores, mas não conseguiria passar porque o portão estava fechado. O negócio é que não era apenas ele, como toda a população de Chouka. Sendo assim, Taikoubou quis falar com o chefe de tudo aquilo ali, para tentá-lo convencer a abrir os portões, e acabou fingindo que ficou ao seu lado, pois lembrou que Youzen tinha a capacidade de mudar de aparência, e o mesmo trocou para a de Buseiou, que na verdade é muito mais poderoso do que se imagina. Sendo assim, a população conseguiu passar pelos portões, e Taikoubou passou no teste indiretamente. Youzen se desculpou com ele e voltou ao treino para ser Senin.

Mas, ainda assim, havia uma dúvida pairando em sua mente: por que uma alma humana foi parar no Houshindai? Mas antes precisamos saber de uma história primeiro. Chuuou, além de “largar” a sua esposa para ir viver com Dakki, resolveu deixar também seus dois filhos, que atualmente estão sendo seguidos, pois dizem que futuramente vão armar um golpe de estado. Para a segurança deles, Taikoubou os protegeu, e Genshin os guiou para o local onde todo mundo está indo treinar, para ter um pouco mais de segurança.

Depois disso tudo ter acontecido, Taikoubou e Suupuushan foram falar com Genshin e saber mais detalhes sobre o Projeto Houshin, já que almas humanas também estão indo para o Houshindai e, dependendo da resposta de seu mestre, ele deixaria de participar. Foi assim que descobriu que os capangas de Dakki eram 180, e que o resto eram de pessoas que deveriam ir para lá. Provavelmente são de pessoas que podem vir a se tornar vítimas da Tentação da Dakki e precisam ter suas almas mandadas para o Hoshindai. Dentre elas que precisam ir, estão dos próprios Chuuou e Taikoubou, por exemplo.

Antes de irmos para a última parte que gostaria de comentar do episódio, gostaria de dizer que um dos filhos de Kishou foi morto por Dakki e virou carne moída em um programa de culinária, para que seu pai comesse. Sua alma foi mandada para o Houshindai, sem dó nem piedade, e tudo isso aconteceu por causa de um plano que deu terrivelmente errado.

Após esta parte, entramos na do que o pessoal tá em uma dúvida danada: sobre Bunchuu e Buseiou. Os dois são super amigos, porém Bunchuu é um Seinin. Como virou uma parte aleatória no anime e muito sem sentido, principalmente porque teve contraste com os primeiros episódios, devo explicar que esta parte se encontra no quarto volume do mangá. O que acontece é que eles estão querendo afastar os dois amigos para que comece uma rebelião de fato. Já que Buseiou é uma pessoa completamente influente no mundo dos humanos, principalmente por ter uma grande família, que fora composta até de irmã e esposa (que acabaram se suicidando por causa de tamanha influência de Dakki), é fato que a raposa queira se livrar do mesmo e conseguir tomar controle de tudo. Ela conseguiu se livrar de dois Reis super importantes, tomar controle de um e até mesmo manter outro em cárcere privado (o qual foi liberto, pois, para ela, ele não tinha mais serventia alguma). Depois da luta entre Chuuou e Buseiou, tudo estava claro que os planos de Dakki estavam em vento e pompa, e que Buseiou deveria sair de Chouka e ir para Seiki, sua cidade natal.

Agora que tudo está indo em favor da Dakki, graças a sua estratégia e inteligência, as coisas vão esquentar daqui para frente. Muito obrigada por acompanharem até aqui, e nos vemos no próximo artigo!

Comentários