Bom dia!

Nessa semana em Fate/Extra mais um episódio cheio de prosa e vazio de ação. O cenário bonito e a forma misteriosa como a história foi contada, além da fofurinha que é a personagem nova e da empolgação por ver uma velha conhecida, carregaram nas costas o que, por qualquer outro ângulo que se analise, foi um episódio fraco.

Onde que eu já vi esse tipo de cenário? Ah sim, foi em 18if, no ano passado. Suponho que faça sentido comparar um mundo digital a um mundo onírico. E onde mais? Nas barreiras das bruxas em Madoka Magica. Nesse caso, a comparação é com a loucura. Faz sentido, faz sentido, é só estético mas faz sentido. É bonito de se ver e é isso o que importa. E ah, não estou dizendo que porque já foi feito antes em outros animes Fate/Extra não deveria fazer, longe de mim. Só estou dizendo que aqui funcionou tanto quanto nesses outros casos funcionou, que isso é realmente divertido. Se qualquer coisa, agora estou meio que esperando qualquer coisa dos próximos episódios – mas não estou tão confiante de que o anime vá entregar.

Um mundo bem estranho

Em todo caso, o terceiro nível é mesmo meio louco e meio onírico. Se entendi, é o mundo dos sonhos de uma mestra já morta, afinal. Parece ser algo comum dentro de Seraph: pessoas morrem mas seus pensamentos ou emoções persistem como bugs no sistema, chamados de fantasmas. Como assombrações tradicionais, são presos ao local onde morreram. Será que o mestre do segundo andar também era um fantasma? A Rin explicou tudo isso agora, poderia não ter tomado chá de sumiço no episódio anterior para tirar essa dúvida. Bom, ele havia morrido e despertou, preso naquele andar, suponho que fosse sim um fantasma. Fantasmas existem e são comuns o suficientes para haver uma espécie de anti-vírus no sistema para removê-los. Será que ainda está funcionando?

O Hakuno talvez seja uma classe especial de fantasma, chamado Dead Face – mais poderoso e, aparentemente, capaz de andar por aí. Talvez o servo desfigurado que tentou matá-lo no primeiro episódio fosse o tal do programa anti-vírus, mas de alguma forma ele sobreviveu, alcançou a Saber, a despertou, firmou contrato, e foi salvo. Em que momento terá ele se tornado um Dead Face, se for esse o seu caso? Foi mesmo a sua transformação que começou a grande avaria no sistema Seraph, como o anime já sugeriu em episódio anterior? Nesse caso, a Saber é solidariamente culpada, afinal ela o salvou? Será que ela sabia o que estava fazendo? Será que ela sabe o que é Hakuno? O protagonista desconfia que a Rin saiba sobre ele, aliás.

Ser um fantasma ajudaria a explicar o problema de memória do Hakuno: talvez ele não seja mais um ser humano vivo, mas só um bug que carrega apenas as emoções que ele sentiu em seus momentos derradeiros. Em todo caso, Alice, que ao que tudo indica é a mestra do andar, é uma fantasma. Pelo que ela sabe, ela nunca aprendeu essa coisa de ser mestra não, e morreu no hospital mesmo, depois de uma longa internação em que ela só conheceu a dor pelas mãos de diversos médicos. Isso não tem cara de doença, tem cara de experimentação. Isso vai ser relevante? Sei lá. Já sei que ela vai perder.

Quero dizer, que ela vai perder era óbvio, o Hakuno não vai ser derrotado no terceiro andar, né. Mas mesmo assim o anime fez questão de mostrar o resultado final, quando ela já perdeu e o herói pega o elevador para o próximo andar. Ao contrário dos mestres dos dois primeiros andares, ela não desaparece. Fica para trás, com a promessa de que Hakuno voltará após conquistar o Cálice Sagrado. Mas só vamos ver como chegou a isso no próximo episódio.

A Rin reencontrou a Amari e elas conversaram sobre… coisas

Por enquanto o terceiro andar continua esse mundo meio onírico meio louco que a Alice criou. A ex-namoradinha de cabelo chiclete do Shinji apareceu, falou coisas pouco úteis ou pouco compreensíveis com a Rin, reclamou que é apenas medíocre para o Hakuno, e foi isso. Nem ficou claro se ela está ali de verdade ou o que é que eles viram afinal de contas. Loucura. Talvez estivessem sonhando. Não sei o que esperar dela ainda. Por enquanto, estou apenas esperando o Hakuno prometer para a Alice se tornar uma espécie de libertador dos fantasmas ou algo assim.

  1. teve algo bem equivocado nessas impressões, aquele inicio não mostra o pos batalha quando o hakuno vai embora e sim o passado já que no anime eles mencionaram varias vezes que ele ja teve outras vidas, essa parte do ciclo tambem esta presente no jogo so que dessa vez a alice deve morrer ja que quando eles avançam os andares vão sendo apagados como tem no dicionario na pagina do anime

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Desculpa, mas eu assisti o episódio, não li o “dicionário na página do anime” nem sabia que isso existia ou era necessário para entender o anime – nunca foi mencionado em trailers, sinopses ou notícias que o anime por si só seria incompleto, afinal.

      Apenas pelo anime, a impressão não é de “equívoco”, mas sim de que realmente ele acabou de passar por ali – no futuro próximo. Contudo, é possível a interpretação de que aquilo seja uma visão do passado, graças aos outros flashbacks do Hakuno. Por fim, de maneira alguma está estabelecido que os mestres dos níveis DEVEM desaparecer: o primeiro deles, o Shinji, teve escolha, bastaria se livrar de sua serva – pelo menos foi isso que o anime deu a entender. Pode ser diferente com fantasmas, porém, mas isso ainda precisa ser visto no anime.

      Obrigado pela visita e pelo comentário =)

Discussão