“Não aconteceu nada neste episódio!” Era o que eu ia dizer. Mas, se focarmos bem nas diferentes coisas que foram surgindo ao longo do roteiro, veremos que aconteceram diversas coisas. Incrivelmente, todas elas retomam ao passado. Os dias de Chiho ainda estão muito difíceis, e Takagi ainda não consegue entender o porquê de sua crise social. Ainda acho que é porque sua família exige demais dela, e isso faz com que fique ansiosa e queira colocar a culpa de seus problemas em outra pessoa, para que esse karma de adolescente japonês não pese tanto apenas em seus ombros.

Posso dizer que o episódio começou com uma receita que nunca farei na vida, mas que faz um grande sucesso no Japão. Dango não parece ser tão ruim, mas as coberturas que as meninas fizeram ou a geleia de ameixa que a Chiho-chan fez não me agradou muito não. Porém, para as vendas do avô das meninas, o “boom” de criatividade de todos os envolvidos rendeu um bom dinheiro. Claro que, como todas as coisas gostosas e que correm de boca em boca, os doces produtos acabaram rápido, fazendo com que todos retomassem suas forças e trabalhassem o dobro. Além de se esforçar muito com as vendas do avô, Hina também precisa se esforçar em outra coisa deveras importante: entrar em um bom colégio. Para isso, precisa estudar muito, e por enquanto ela nem deve ter pegado tanto assim nos livros.

E as vendas foram um sucesso, minha gente!

Depois do grande sucesso com as vendas de dangos, temos a visita da Hina e da Akari à Chiho, que ainda continua se esforçando para que consiga ir à escola outra vez. Os danos internos causados pelo bullying pesado foram tão pesados que continua introspectiva a ponto de não conseguir conversar direito com alguém de sua idade, mesmo que seja sua melhor amiga, no caso a Hinata. Os esforços de se socializar com sua querida amiga foram tão grandes que Chiho ficou doente, e as meninas foram embora logo em seguida. Mas parece que ela está indo bem, do jeito que pode, claro. Consegue se relacionar de forma amistosa com os animais, trata os mais velhos com respeito, e agora essa última parte está sendo a mais difícil. TORCEMOS POR VOCÊ, CHIHO!

Força, menina! Você consegue!

E, finalmente, chegamos à parte em que a Takagi tem sua resposta. Apesar de sua mãe totalmente truculenta e das ameaças ao novo professor, o professor chefe conseguiu achar algo satisfatório para dizer à menina rebelde. Devido à sua ansiedade, ela fica cada vez mais confusa, buscando respostas sobre o porquê todo mundo precisa se esforçar tanto para chegar em algum lugar. Infelizmente, esse é um dos motivos de suicídio mais comum que ocorrem no Japão. Por conta da pressão social e familiar, a pessoa vai ficando cada vez mais angustiada e acaba por não aguentar mais esse tipo de coisa. O certo mesmo seria se ela procurasse uma ajuda especializada mas, por conta da mãe cega que tem, nada é mais difícil que isso.

Um soco na barriga da fera!

Para mim, coisas extraordinárias aconteceram neste episódio. Infelizmente, só não enxergou quem não quis. É caso de ter paciência e atenção a cada um dos detalhes mostrados à sua frente. Até mesmo os doces que Hinata desenhou têm seu significado. Eu posso dizer que, com certeza, o maior deles foi: se esforce, crie novas ideias, que vai dar certo. Você conseguirá ir longe com sua criatividade, e ajudar os outros lhe renderá frutos. É importante entender isso, pois todo o pequeno significado surge em episódios que não parecem ter nada.

Doces com vários significados.

Discussão