Ora ora, e não é que tivemos um protagonismo justificado? Bom, de fato não dava para imaginar que se não houvesse uma reviravolta, Kido continuaria deixando corpos no chão. Foi interessante ver o passado da Hitomi, que apesar de tudo, não foi completo. E sinceramente estou ansioso pelo desfecho que essa luta irá ter, afinal, Hitomi está muito mais forte e parece que Kido ainda tem o que mostrar.

A relação de Hitomi com Shidoh sempre foi uma incógnita de certa forma. Sabíamos que ela era uma criação dele e que era especial, mas achávamos que sua transformação de Ratel que se destacava. Estávamos errados e infelizmente isso não era algo tão previsível. É meio estranho pensar que a origem dela é muito mais complexa do que pensamos e que sua existência foi praticamente feita para esse tipo de atividade, por outro lado, Shidoh me pareceu mais simpático e “humano” apesar disso ter mostrado apenas um lado dele. Fato é que havia uma boa razão para ele acreditar que Hitomi poderia derrotar quem quer que fosse e se tornasse vitoriosa no Destroyal. Mas aí fica a dúvida, numa possível luta até o fim com o Tigre, tal poder teria despertado? Haverão efeitos colaterais por usar sua forma mais pura? É difícil prever esse tipo de coisa por conta das inúmeras especulações possíveis, mas no fim acho que podemos dizer que temos um vencedor dessa edição do Destroyal.

E que belo embate tivemos entre Tigre e o Kido. De tudo o que ocorreu eu fiquei com a seguinte dúvida: aquele braço volta ou nem? Porque tivemos o Leão perdendo uns dedos, mas aquilo afetou sua forma humana? Fora que humanos têm mais dedos que os leões (apesar de que no caso do Tigre, o número de braços é igual). De qualquer forma, Kido se apresentou como um verdadeiro Boss final (ainda que seja uma marionete mais manipulável que todo o resto). Um ser sem aberturas e com um ótimo ataque, sendo perfeito para ser um candidato praticamente invencível (se não tivéssemos um protagonista). E sinceramente eu achei o CG dele melhor que os exemplos mostrados anteriormente por conta da consistência e a mistura dele com o 2D ao seu redor. De qualquer forma, estava na cara que o Tigre não havia chances de vitória, ele me pareceu estar afobado em algumas vezes por conta da adrenalina e a confiança em sua própria força.

Ah, e não podemos esquecer de falar sobre a jovem moça da Mitsukado. Sua face soberba finalmente apareceu para todos após tanto se conter. Sinceramente, eu até achava ela legal apesar de saber que a mesma nunca teve intenções de ser uma “aliada” do Nomoto ou de qualquer outro ali. Sabemos dos seus motivos, mas mesmo assim, ela mostrou que sua ambição pela vitória está acima de todo o resto (e inclusive acabou fazendo aquela cara bizarra de anime ruim). Fato é que toda sua certeza de vitória está sendo abalada pela transformação da Hitomi e eu gostaria de ver o que isso pode gerar (mais expressões bizarras características de personagens e momentos assim ou reações “normais”). E no fim fica a velha questão: Shidoh é realmente tão ruim, é um ótimo ator ou não teve oportunidade de mostrar suas garras?

Podemos dizer que Killing Bites cada vez mais melhora seu nível e surpreende. Está anos luz de ser o melhor anime da temporada, mas não só entrega o que promete como vem trazendo brindes (ok, se você esperava por um ecchi de verdade acredito que se decepcionou). Faltam apenas dois episódios para o fim e Nomoto continua sendo um inútil desnecessário mas vida que segue. Fato é que a pancadaria continua e Hitomi terá de enfrentar um inimigo formidável.

  1. Pra mim Killing bites é o melhor anime da temporada de inverno de 2018! E o ecchi com muito fanservice de killing não me decepcionou, foi muito gostoso e bom. Está ficando cada vez mais divertido acompanhar essas meninas fofas e sexy derrubarem os marmanjões, então que venha a Destruição!

Discussão