Bom dia!

Esse é o último episódio do primeiro cour de Toji no Miko, e meu último artigo sobre o anime. Não é ruim, mas não é bom o bastante para eu me animar a continuar escrevendo. Até é bastante divertido, mas não dá muito o que falar. Acho que devo ter repetido em quase todos os episódios as mesmas especulações e reclamado da animação das batalhas.

Ah, pelo menos a animação das batalhas nesse episódio foi legal!

A melhor luta foi a primeira, só com essas três e antes da transformação

O episódio foi legal. Quero dizer, foi praticamente só batalhas, então se as batalhas foram legais, e se era esperado que fosse um episódio de batalhas, o episódio só poderia ser legal. Mas teve uns pedacinhos de história também que explicaram melhor o que aconteceu no passado e dão o que pensar sobre o que pode vir a acontecer no futuro.

Começo pelas batalhas. Eu ainda não gosto da mistura de 2D e 3D desse anime, nem gosto daquela aura esbranquiçada ao redor das tojis quando ativam o utsushi (o que é o tempo todo enquanto lutam). Mas levando em conta essas restrições, as lutas desse episódio foram acima da média do resto do anime, principalmente em animação. Em coreografia nem tanto, porque usaram aquele truque de tornar a luta muito veloz e unilateral para mostrar o quanto a vilã é mais poderosa que as heroínas, o que foi uma pena. A transformação da Yukari Origami foi especialmente horrorosa, mas se ela passou a ter seis espadas, uma coreografia decente com seis espadas poderia ter sido muito legal de se ver. Mas deu pro gasto, foi acima da média e isso diz um pouco sobre o que é “a média” desse anime.

Em termos narrativos, o combate foi bastante previsível. De novo, a intenção o tempo todo era mostrar o quanto a Yukari – não, o grande aradama – era muito mais poderoso que todas as demais tojis. Hiyori e Kanami se esforçaram muito mas foram derrotadas – mais de uma vez. As demais foram até a batalha (salvando a pele das protagonistas no processo) e no começo pareciam estar mandando bem, mas logo foram nocauteadas, restando de novo apenas as duas principais. A Yukari estava mesmo possuída, mas conseguiu manter o controle mínimo do corpo para tentar segurar a vilã (em seu próprio corpo) para que as heroínas dessem o golpe final (e elas nem tentaram, foi patético). No final as heroínas venceram mas com um detalhe que deixa aberto para o segundo cour.

Antes de vencer, porém… bom, acho que fizeram o grande aradama poderoso demais, porque Hiyori e Kanami não tiveram chance. O que tornou o sacrifício da Yukari e das mães delas inútil. Como boa vilã, a princesa qualquer coisa (o grande aradama) contou toda a história: a parte que já sabemos, a mãe da Hiyori atacou com seu golpe suicida e a mãe da Kanami estragou tudo indo salvá-la. Mas espere! A vilã contou um detalhe novo e talvez não seja culpa da mãe da Kanami. Talvez as duas, junto com a vilã, fossem mesmo morrer. Daí a culpa passa a ser toda da Yukari, que fez um pacto com o diabo: ela se fundiria com o grande aradama e todo mundo voltaria vivo. Elas teriam algumas décadas enquanto a vilã se recuperava, então ainda teriam chance de derrotá-la. O que poderia dar errado?

Yay!

Bom, ela havia acabado de dizer que tinha calculado tudo meticulosamente para que o resultado fosse aquele – fundir-se à Yukari Origami. Se a Yukari acredita nela, deveria ter-lhe passado pela cabeça que talvez a vilã já tivesse feito os cálculos para o futuro também e não via chances de ser derrotada. E seu plano teria dado certo! Se não fosse um cachorro e hippie vestido de verde a mãe da Kanami! Aqueles sonhos da Kanami não foram apenas treinamento. De alguma forma aloprada a mãe da menina (a versão dela que usou a espada pela última vez) realmente vive dentro da filha (ou da espada, sei lá, não me pergunte!), e assumiu o controle só pra acertar um golpe no grande aradama, que o abalou o suficiente para que a Hiyori acertasse o seu golpe especial suicida. Como a mãe, a Kanami salvou a Hiyori. Como há 20 anos, isso certamente vai dar ruim.

É namoro ou amizade?

De que forma vai dar ruim? Bom, talvez a Yukari mesmo sobreviva. Ou talvez o grande aradama se aposse do corpo da Yume. A conversa entre a Suzuka e a Maki abriu essa hipótese. Você vê, tojis com noro implantado quando morrem se transformam em aradamas (isso abre uma possibilidade de tragédia no segundo cour por causa da Sayaka). A Yume está morta. O grande aradama precisa do corpo de uma toji poderosa. Perfeito, não é? Adicionalmente, a vilã que aparece no pôster do segundo cour é muito parecida com a Yume. Vamos ver o que vai acontecer, né? Mas pra mim, agora, só ver. Peço desculpas a você que me acompanhou até aqui, mas não vou continuar escrevendo sobre esse anime. Obrigado por ter lido os artigos de Toji no Miko, e espero contar com sua audiência nos demais artigos que eu e toda a Redação do Anime21 escrevermos!

  1. Este episódio, por incrível que pareça foi o melhor episódio que este anime teve até agora.
    Antes de passar mesmo ao episódio, tenho que referir o quão feio o CG estava na Yukari, parecia que estava a ver um video de um videojogo da idade da pedra. E não bastando, a coreografia das lutas, não é má, o que é mau, é aqueles closes que mostram que a luta foi animada por um amador (ver as garotas a brandirem as espadas de forma robótica, ninguém merece).
    Deixando a crítica à animação de lado, o drama das guardas de elite da Yukari, foi desnecessário, no preciso momento que elas aceitaram o noro dentro delas, elas já sabiam o que ia acontecer com elas, quando morressem (eu achei tão fútil, o drama da guarda número um, sobre o descartar do corpo da Yume, se elas são monstros, merecem mesmo ser descartadas como tal).
    Falando um pouco sobre a Kanami, ficou bem manjado, o espírito da mãe dela, a ter possuído durante a luta contra a Yukari, mas ao menos a mãe da Kanami, mostrou como se luta. A Hiyori mesmo sendo a descente da única toji com mesmo nível de poder da Yukari, ela é bem fraca e só estorva, espero que no segundo cour, ela melhore.
    Eu me questiono, se custava muito, uma das garotas, cortar a cabeça da Yukina, ela nada mais é que uma cobra cuspideira (ainda por cima venenosa), que coisa mais chata, a Sayaka ao tempo que a devia ter matado.
    Antes de terminar, a Yukari e a forma como ela se transformou num depósito de noro, foi bem anti-climática (mas eu já esperava isso), ela mesmo sem concordar, ela foi possuída pela princesa qualquer coisa, com a promessa vazia que as amigas delai iriam sobreviverem (coisa que durou pouco tempo). Ao menos a verdadeira Yukari, retardou o despertar da princesa demónio e num último momento conseguiu paralisar a princesa, para as heroínas fugirem (ao menos, isso prova que o monstro, não é assim tão overpower).
    Admiro a tua paciência para escrever sobre metade deste anime, doze artigos é mais do que suficiente, a próxima temporada está perto e com certeza terá coisas melhores para fazer artigos.
    Como sempre, mais um excelente artigo Fábio.

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Eu não diria que o drama das guardas foi desnecessário. Foi a forma que o anime encontrou para revelar esse detalhe sobre a natureza das tojis que passam por esse procedimento com noro, e mantenho aqui a minha aposta de que a próxima vilã será justamente a Yume revivida pelo noro, ou seja, foi “necessário” para que isso faça sentido. Além disso, esse episódio ainda fez questão de nos lembrar que esse também é o caso da Sayaka, uma das heroínas, e isso pode ser uma fonte de conflito e drama no segundo cour.

      Eu não gostei da Kanami ter sido possuída pela mãe. Isso meio que desmereceu o crescimento e a força da própria personagem. Se já tivesse acontecido antes seria outra coisa, seria até esperado que acontecesse agora, mas esse não é o caso. Foi só um truque barato e, dessa vez sim, desnecessário.

      A Yukina é apenas uma péssima personagem. Mas mesmo assim, o trabalho das tojis não é cortar pessoas, e elas reafirmam isso em alguns momentos durante a série. Nesse arco final, em específico, elas fizeram questão de se assegurar que a Yukari Origami não era mais humana. Elas não poderiam cortar e matar uma humana. Por isso elas nunca vão cortar a Yukina, não enquanto ela for humana. Bom, as heroínas não farão isso, pelo menos. Vai que o anime resolva nos presentear com a Yome finalmente se virando contra sua criadora e abusadora?

      Obrigado pela visita e pelo comentário =)

      • A Yome, devia era fazer experiências e torturas na estúpida e abusadora Yukina. Se a Yome fizesse isso,a minha nota para Toji no Miko aumentava logo.

Discussão