O segundo episódio do anime protagonizado pelo herói mais apelão de todos os tempos trouxe muitas informações importantes sobre a trama. Além de finalmente sermos apresentados a Garou, que promete ser o grande vilão da temporada, conhecemos melhor as motivações de Fubuki. Para completar, ainda tivemos o confronto entre Genos e Sonic que está dividindo opiniões pela internet…

O episódio desta semana começou exatamente de onde o último terminou, com a revelação de Garou. O vilão já começou mostrando para o que veio, com cenas muito violentas em uma luta empolgante com três heróis. Apesar de nada ser graficamente explícito, inclusive com o truque de usar cores negativas para amenizar as cenas, foi o suficiente para mostrar o quanto ele é forte.

Me convenceu.

Mesmo assim, todos nós já sabemos como isso vai terminar quando ele enfrentar Saitama: será derrotado com apenas um soco. Se o anime conseguir ir além desse clichê, já ficarei feliz, mas se for o que estamos esperando, será bem decepcionante.

Outro ponto que chama atenção desse personagem é sua obsessão com monstros, chegando a dizer que está do lado deles e não dos humanos, mesmo ele sendo um humano. Isso provavelmente vai acabar mal. Meu chute é que ele deve tentar controlar o monstro classe Deus e depois vai precisar ser salvo por alguém para não ser morto. Ou até mesmo diria que o próprio Garou deve virar um monstro. Só o tempo dirá.

Se a longo prazo não conseguimos identificar seu objetivo através das informações do anime, por outro lado, a curto prazo, já sabemos que ele procura um herói de classe monstro. Quem seria esse herói?

Este episódio também nos reservou bons momentos com nosso protagonista, como seu primeiro encontro com Fubuki. Ainda não me cansei de ver Saitama desafiando alguém mais forte ou de hierarquia maior que a dele, e aqui foi discutido o quanto isso é irrelevante. Não importa se um herói é de Classe S ou C, no fim todos estão lutando pela mesma razão. E isso vai contra ao que Fubuki acredita.

Agora tivemos a chance de sentir mais empatia pela irmã da Tatsumaki, inclusive levando em conta a relação das duas. Vai dizer que você também não ficou empolgado para o futuro encontro entre elas? Foi bem legal acompanhar a história por pontos de vista diferentes: em um primeiro momento onde víamos Fubuki de forma autoritária, mas depois em um papel de vítima.

E claro, não poderia deixar de falar da ação que tivemos nesse episódio, que foi a prova se o estúdio J.C. Staff estaria no nível da Madhouse. Particularmente, gostei bastante de conferir as lutas, que entregam um resultado no nível de outros shounens e empolgam tanto quanto. Porém, sempre fica aquela questão: “Será que a Madhouse faria melhor?”. Olha, provavelmente sim, mas não adianta chorar pelo leite derramado. Sinto que o anime perdeu um pouco da sua identidade, e não estou falando necessariamente dos combates ou da história, mas do próprio estilo visual.

Se por um lado a qualidade dos traços parece ter uma queda de nível, por outro, noto que a armadura de Genos está ainda mais realista, o que ainda não sei se é algo bom, pois destoa de todo o resto. Acho que é preciso fazer alguns ajustes – se é que serão feitos – mas a animação está longe de ser ruim.

O que acharam da armadura do Genos?

É impressão minha ou estamos vendo a formação de uma equipe? No primeiro episódio King se juntou ao grupo e agora parece que foi a vez de Fubuki. Gostaria de acompanhar mais da relação deles com o Ciborgue Demoníaco e o Careca de Capa, pois com certeza vai render bons momentos. Por exemplo, será bem divertido ver Fubuki obedecer as ordens de King apenas por ele ser Rank S.

Do outro lado, além de Garou, ainda fomos apresentados a quatro outros possíveis inimigos para nossos heróis: os três espadachins discípulos do Samurai Atômico e Amai Mask. Alguma dúvida de que Saitama consegue vencer todos eles?

  1. Avatar

    Na minha opinião a animação tá boa, porém não aquela coisa grandiosa se levarmos em conta de que poderia ser pior. As cenas de ação mais moderadas estão de boa, mas o problema são nas cenas mais frenéticas. Alguns momentos ela se destaca (não tanto) e outras decepciona como o Genos desviando dos lasers no episódio passado e a rajada de socos que ele dá no Sonic que também achei decepcionante. A armadura do Genos também tá estranha e, como você disse, parece ser algo bem destoado do resto da animação; e outra coisa que eu quero frisar, ainda não sei se é assim por causa da cor fosca ou se é CG.

    Reclamar agora é chorar pelo leite derramado, mas espero que a 3ª temporada tenha uma chance de mudar pra um estúdio bom (o que acho pouco provável) como a Bones ou a ufotable ou pelo menos ter a volta do diretor de antes, já que ele que tem o contato de animadores bons. Hoje a Madhouse não é mais aquele estúdio que foi um dia, basta ver a animação dos últimos animes.

    • Avatar

      Acho que a animação tá bem na média de outros animes. O problema é que esse elemento foi um dos destaques da primeira temporada, por isso a gente tá achando tão destoante. Sobre a armadura do Genos, acredito que tenha sido essa opção por usar uma cor fosca mesmo.

      Espero que a terceira temporada tenha um estúdio melhor também, ou que eles vão melhorando com o tempo, não sei o que seria mais fácil nesse caso. Mas o fato é que One Punch Man merece uma animação à altura e sabemos que pode ficar melhor.

Comentários