Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui estou eu, Tamao-chan, e trago mais um artigo de Sangatsu no Lion para o Anime21!

O foco foi voltado para um dos personagens mais importantes da trama: Shimada-san, também contando como sendo um dos mais bem trabalhados. O mesmo posso falar de Souya que, mesmo sendo uma figura misteriosa, ainda tem o seu destaque, principalmente com as descrições que dão a ele. Como Kiriyama está muito longe de ser da Classe A e ainda não conseguiu chegar às finais para decidir o “Rei Leão”, ainda continua sendo um mistério. Apenas quem jogou contra o próprio sabe descrever a sensação, que foi exatamente o que está acontecendo com o Shimada. O próximo episódio também terá foco nas partidas dos dois, mesmo que o personagem protagonizado por ele esteja morrendo de dor no estômago.

Como quem assiste Sangatsu sabe muito bem, nada no anime passa sem deixar ou dúvidas, ou pontos sem nós. Shimada morava em Yamagata quando era pequeno. Como a maioria das pessoas eram mais velhas e sempre nevava, ele ficava em seu canto, jogando e lendo livros e mangás. Até que veio algo que trouxe sentido em sua vida e perdura até hoje. Os mais idosos o convidaram para jogar Shogi, e aqui podemos ver a diferença entre ele e Kiriyama. Rei joga shogi até hoje para sobreviver sozinho e continua lutando contra uma depressão profunda, já Shimada se divertia com shogi e encontrou algo a mais que uma simples válvula de escape para a solidão, pois ele foi rapidamente mudando de nível, até finalmente conseguir mudar de ares e se mudar para Tóquio, onde o “gênio” passou a se sentir um “moleque”, já que muitos jogadores de alto nível estão lá.

Não só a mudança fez com que sua vida virasse sua vida de cabeça para baixo, mas também uma enorme dor de estômago que permanece por anos, principalmente porque ele pensa demais, com isso também se estressa e piora a sua condição. Como ele convive com isso durante anos, até estranhou o comportamento de Kiriyama para com ele, e até o comparou com uma mãe, já que fazia questão de lhe dar comida e cuidar do amigo com todas as forças, mesmo que tivesse que viajar com ele(e foi isso mesmo que Rei fez. Preocupado com o seu amigo, e possível rival, viajou para o próximo destino onde Shimada disputaria a partida contra Souya).

Mas ainda muita coisa faz Kiriyama ter curiosidade, e uma delas é como jogar contra Souya. Como muitas pessoas gostam de se referir a ele com metáforas, Shimada não foi diferente. Em suma, ele disse que o seu adversário é alguém inalcançável, assim como um grande pássaro, e ele se sentia como uma tartaruga(por causa do conto da Tartaruga e a Lebre) ou um verme em comparação a tal figura. Não é por nada, já que eles têm a mesma idade, e mesmo que Souya já esteja na frente, ele sempre se esforça, melhora e nunca ganha confiança suficiente ou se acha superior aos outros. É alguém muito interessante, e até uma simples fala, como “Esse general me traz um incômodo” pôde ser comparada ao que o Kiriyama disse no episódio anterior.

E, como tudo tem um fim, menos a dor do estômago de Shimada devido ao estresse, o jogo deles terminou em um piscar de olhos. Como o cérebro funciona rápido demais até quando estamos dormindo, isso não foi diferente com o protagonista deste episódio, que até quando comete um simples erro pensa demais e acaba se estressando, tendo a tão conhecida dor. O episódio mostrou melhor a condição de saúde dele, e até mesmo doente ele resolveu jogar e não desistir. Foi um episódio muito interessante e que me prendeu do início ao fim.

Muito obrigada a quem acompanhou até aqui. Nos vemos no próximo artigo! 🙂

Sangatsu no Lion está disponível no Crunchyroll.

Comentários