Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Tenho impressão que esse episódio foi muito importante e talvez um pouco tenso. Bom, houve duas gigantescas revelações, não é? Mas do fundo do meu coração, e tendo acabado de assistir comédias de verdade, achei esse episódio muito mais engraçado do que eu deveria, suponho.

É aquele sensação que eu sinto quando vejo alguém se esforçar demais para fazer algo a sério, mas por mais que tente, não consegue não parecer ridículo. Aí eu tento não rir e acabo rindo mais ainda. No caso de Ataque dos Titãs eu deixei de tentar faz tempo – isso ajuda. Estão tentando demais.

Talvez esse episódio seja mesmo uma comédia afinal

Já começou na narração pré-episódio, né? A tropa de reconhecimento chegou, ~blá blá blá~ eles descobriram uma verdade surpreendente. (Corta pra cena final do episódio anterior, Krista vai conversar com Ymir) – Ymir, eu me chamo Historia. O que raios isso tem de surpreendente? Eles já sabiam que ela era alguém especial, um dos objetivos deles nessa missão era encontrá-la precisamente por causa disso. E não é como se eles soubessem quem é “Historia” ou o que exatamente isso implica para ficarem surpresos em descobrir quem ela é de tão especial. Eles sabiam que ela tinha uma identidade secreta, a descobriram embora não tenham a menor ideia do que isso implique, e ficaram “surpresos” com isso.

Chorei de rir com essa cena

Não, eu sei, estou sendo chato aqui. A tal verdade que os surpreendeu não foi a Krista ser Historia, mas sim a Ymir ser uma titã. Só que o raio da construção da cena foi ruim, fez parecer outra coisa. Ainda mais porque o expectador já sabia o que aconteceu no episódio anterior quando eles chegaram e não tinha motivo nenhum para ficar surpreso com o fato dela ser uma titã, e também porque a narração tinha acabado de contar isso. Mas não descontei ponto do episódio por isso – talvez seja erro da legenda? Talvez a tradução correta fosse (depois de contar tudo sobre a Ymir ser uma titã) “e descobriram essa verdade surpreendente”, se referindo ao que acabou de ser contado? Ainda assim fica um pouco estranho porque o texto já havia se enrolado falando sobre a chegada da tropa e sobre como eles mataram tudo o que tinha mais de dois metros e meio de altura e etc, então o pronome demonstrativo aí ficaria desconexo, mas em japonês talvez ainda fizesse sentido. Enfim. Não julguei o episódio por isso, é apenas um exemplo de como às vezes a produção de Ataque dos Titãs se esforça demais e passa do ponto.

Até bem perto do final só aconteceu vários nadas. Até a informação revelada na virada do meio do episódio foi completamente sem graça e sem propósito. Opa, sempre quis saber sobre os elevadores portáteis que eles usam para subir nas muralhas, valeu! Mas reconheço que foram vários nadas bem construídos, havia tensão constante no ar, dava para perceber o estado de espírito da maioria dos personagens e etc, quero dizer, não aconteceu nada e mesmo assim não fiquei entediado, então alguma coisa certa teve aí, né? Então teve aquele momento mágico em que o Reiner dá dois passinhos pra trás, puxa o Eren pelo braço, e ainda há menos de cinco metros de todo mundo (muito especialmente da Mikasa, que tem sentidos naturalmente ampliados e mais ainda quando se trata do Eren) diz sem a menor cerimônia:

— Eren, eu sou seu pai.

— Eren, eu sou sua mãe.

— Eren, sua mãe morreu por minha culpa. Una-se a mim!

Ah, o quê, não foi isso que ele disse? Foi sim. Com outras palavras, mas foi. Ele poderia ter se limitado a dizer “eu e o Bertolt somos titãs”, mas não, ele disse quais titãs eles eram e que foram eles que de caso pensado arrebentaram a muralha depois dos cem anos de paz – o episódio fatídico que traumatizou o Eren e mudou para sempre sua vida, fazendo ele se tornar o caçador de titãs que ele é hoje (ainda que ele próprio também seja um titã). O Eren faz o melhor que pode para lidar com essa informação, mas ele é um mentiroso horrível. Aliás, acho que foi só porque ele estava se esforçando para fingir que não fazia a menor ideia de que o Reiner e o Bertolt eram titãs que ele não ficou enfurecido, não somou 1 com 1 e se tocou que, bem, a mãe dele morreu por culpa deles. A verdade é que, veja só, ele já sabia que esse podia muito bem ser o caso!

Vai, Mikasa!

Depois de uma coleção de cenas constrangedoras e mentiras mal contadas o Reiner decide parar de brincar – e a Mikasa quase acaba com a raça dos dois ali no ato! Foi particularmente hilário ver o Bertolt se estrebuchando no chão com um corte profundo no pescoço. E foi particularmente constrangedor assistir a animação 3D do Bertolt como titã colossal. No final das contas foi um episódio que se esforçou bastante e falhou exatamente por causa disso em alguns momentos, mas acabou sendo bastante engraçado e isso é algo positivo também. Na maior parte do tempo conseguiu manter um clima que, se não chegava a ser excitante, foi pelo menos engajante, apesar de não ter acontecido quase nada. Terminei-o com várias teorias sobre o Reiner e o Bertolt e seus atos, mas esse artigo já está bem grandinho, pode sair de casa e viver por conta própria! Até a semana que vem =)

Hahahahahahahaha!!!

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Ela seria babaca se ela tivesse feito piada pra zoar, mas não foi. Ela é lesada mental mesmo, ou é assim que o anime a retrata pelo menos.

      E puta merda, nada é mais engraçado que a Mikasa escutando a conversa de longe fazendo aquela cara de psicopata.

  1. Essa cena no mangá é bem mais “WHAT!?” do que no anime. Sendo sincero, eu gostei pra caramba da cena, apesar da sua estranheza. Digo isso porque ela é um meio termo jogado para aqueles que suspeitam dos dois personagens e de quem ainda não fazia ideia. Uma revelação jogada em um momento completamente banal. No mangá ficou bem forçado, mas a direção do anime conseguiu melhorá-la e dar a ela um bom clima de tensão.
    E nunca mais assista comédia antes de SnK, é sério 😛
    Ótimo artigo.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Eu acho que sempre vou assistir comédia antes de Ataque dos Titãs, melhorou 100% a experiência =D

      E andaram me falando que o mangá é ainda pior mesmo, hehe. Não tem aquele flashback, não é? Sem o flashback a cena não é apenas bizarra, mas simplesmente não faz sentido. O Eren deveria ter ficado furioso com aquela revelação, e é o flashback que ameniza um pouco a situação – afinal, ele já estava preparado para ouvir que eles eram titãs.

      Obrigado pela visita e pelo comentário =)

Comentários