Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Fala galera, Hajimete no Gal tem sido um oásis nessa minha semana turbulenta; poderia ser outros animes, mas esse é especial devido a sua história e de muitas lembranças que tenho. Pois bem, nesse episódio a gente já pode sentir um pouco de como o anime poderá decorrer e de alguns problemas enfrentados pelo casal.

Felizmente o anime manteve um episódio bem animado que rendeu muitas risadas, ao menos de minha parte que não sou muito de ver animes desse estilo, apesar de já ter visto um ou outro. O humor que o anime traz é muito bom, mas não apenas isso, ele reflete bem como a cabeça do protagonista Junichi está agindo diante de tanta surpresa e confusão.

Como sendo sua primeira namorada, ao menos tudo indica que seja, ele não sabe como reagir e lidar com tudo isso. Até com seus sentimentos ele tem sérios problemas. O legal é ver como os seus pensamentos são retratados: de forma “clássica” nós temos um anjinho e um demônio, sempre ao pé do ouvido, cada um tentando levar a si mesmo para um lado, mas com Junichi é diferente. Nós temos três: aquele que é mais positivo, que quer pensar de uma forma aberta e sem receios; o pessimista, que quer se proteger e desconfia muito; e o desejo, que está lá, firme, forte e pronto para voar sempre que possível. Esse é um dos pontos legais que a história traz e que podemos entender um pouco do personagem e do que ele tem passado.

Outro problema sério é a forma como Junichi tem olhado o namoro e também a Yame. Ele age com muita imaturidade, talvez devido aos próprios amigos, já que ele é fortemente influenciado pelo seu grupo. Ele deixa de observar quem é a Yame de verdade e cria uma Yame falsa. O que até ocorre em muitos relacionamentos e pode ser considerado comum já que os dois não se conhecem e é algo repentino, porém, se não ocorrer uma mudança, isso pode vir a trazer grandes problemas, já que Yame, apesar de ser muito extrovertida, tem suas dezenas de sentimentos também aflorados. Devido a isso, se não houver um cuidado da parte do nosso protagonista, ela pode vir a se magoar. Mas esperamos que não aconteça.

Falando agora da Yame, ela tem encarado o namoro de outra forma. Isso não é um grande foco do anime, mas podemos ver como ela age com relação a isso. Ela realmente quer namorar com o Junichi e quer criar um laço com ele, mas ao mesmo tempo que ela quer isso, ela age com mais calma, fazendo aquilo que os namorados fazem e deixando algumas coisas de lado, já que não é a hora. Dessa forma fico pensando que alguma bobagem da parte do Junichi pode atrapalhar essa relação, mas ainda assim considero bem improvável.

Agora, algo que tinha reparado, mas não dado tanta bola, e que o Fábio me disse em uma conversa: tudo indica que será um harém. Eu que não assisto muitos animes nesse estilo não sou bem acostumado, devido a isso, fui pesquisar o que significa esse tal “harém”. Basicamente é um protagonista que de repente passa a ter todas as garotas de olho nele, e eu já vinha reparando nisso devido a opening e a ending. O protagonista vai passar por alguns momentos embaraçosos com as garotas. Agora o que eu penso disso? Bom, com certeza ninguém separa ele da Yame. Eu não gosto de dizer isso, mas é muito improvável. Então eu apenas espero que as garotas sejam um bom desafio para o relacionamento deles. E que muitos momentos divertidos possam ocorrer para tornar o anime cada vez melhor.

Com todos esses problemas iniciais na relação, vamos ver como o anime vai caminhar e como os desafios vão surgir. O que é certo: o anime não nos decepcionará no quesito humor. Digo isso por mim, talvez para quem já assistiu muito harém, seja algo comum e já não tão engraçado. Enfim, nos vemos na próxima semana!

Comentários